MUSO SOUP SINGLES #33.3: Sespool, AI, Creatrx, Kritters, Gadagem, The Loop, Cam Coda, Nicky Murray, Zed The Dreamer, Sir & Lydia e mais de estilos como o Synth-rock, R&B, Eletro, Indie-Folk e instrumental


Sespool e outras 19 novidades em nossa lista de hoje e que vocês podem conhecer mais ao longo da matéria!!


ROCK 
01 - THIRD LUNG
Três meses se passaram e eles estão de volta ao site, com 'What Is A Life', single e videoclipe divulgado nas plataformas de streaming no último dia 30 e que agora ganha espaço e divulgação em nossa coluna diária da Muso Soup.

Diante de tudo que vivemos atualmente e de que a indústria da música foi atingida com tudo isso, mais de 18 meses depois de shows, turnês e festivais sendo cancelados, a banda procura fazer uma questão filosófica e profunda não somente sobre a vida, mas também sobre quem somos nós quando não guiados e apoiados pelas pessoas ao nosso redor que amamos e estimamos.

Ouça e assista ao videoclipe:




02 - EVERYTHING BUT THE EVERYTHING
É uma banda norte-americana que no final de Julho revelou um dos seus mais recentes trabalhos, intitulado 'Denials', em parceria com Tobias Hawkins, membro fundador da Counting Crows.

Eles se conheceram e suas ideias se cruzaram quando suas melhores bandas fizeram um show juntas em San Francisco, o resultado foi uma faixa que passa pela sonoridade do post-punk, rock alternativo e uma sonoridade até mesmo gótica.

O single foi gravado no Secret Studios em San Francisco com Rex Sherlverton como produtor de estúdio e Izzy The Gent como produtor musical e co-produtor de estúdio.

Confira:




03 - THE MIDNIGHT SHOWER
É um trio de Berlim e que recentemente divulgou nas plataformas de streaming seu primeiro trabalho de 2021, dando sequência a "Step in the Light", álbum completo lançado ano passado.

Formados em 2019, eles possuem cerca de 30k streams com seus trabalhos revelados no Spotify e Youtube, apresentando uma sonoridade voltada para o grunge e outros elementos do rock noventista/alternativo, seja por conta da linha da guitarra ou do estilo vocal do artista.

Este último single é dedicado à memória do demolido centro artístico 'Közvágóhíd' e pode ser ouvido abaixo:




SYNTHROCK
04 - SESPOOL
É o nome artístico do cantor/compositor/produtor Sean E., que após uma década de indie, como uma baixista de uma banda, decidiu experimentar outras sonoridades ao lançar seu álbum solo em 2019.

Seguindo este projeto, há cerca de um mês ele revelou nas plataformas de streaming a faixa 'Reckoning', onde trafega não somente pelo indie rock, mas também traz uma paisagem sonora repleta de sintetizadores, bateria e guitarra pesadas e elementos eletrônicos do industrial numa fusão entre diversas vertentes do eletro e do rock, unidas a um estilo vocal pop.

Liricamente, ele fala sobre a desigualdade de riqueza e a enorme lacuna entre a pessoa média e a classe dominante, que tem se tornado cada vez mais drástica nas últimas duas décadas.

Confira a música e o videoclipe:




05 - AI
É um duo que no último dia 26 revelou nas plataformas de streaming o seu terceiro trabalho de 2021, seguindo uma sequência de singles divulgados desde 2019.  

Trazendo uma sonoridade que passam pelo rock e pop, eles unem esses dois estilos a um background instrumental repleto de sintetizadores e elementos dos anos oitenta, além de um riff de guitarra pesado e envolvente que se encaixa muito bem tanto com outros elementos, como ao estilo vocal.  Musical e instrumentalmente, eles citam Depeche Mode, David Byrne e The Eurythmics como influências musicais. 

O trabalho deles pode ser conhecido abaixo:






INDIEFOLK
06 - NICKY MURRAY
Artista Folk de Glasgow, ele estreia no site com 'It Was My Heart', um dos seus trabalhos mais recentes e divulgado nas plataformas de streaming durante os últimos dias de Julho.

Tendo já uma carreira superior a 5 anos, ele divulgou 5 singles durante a pandemia, sendo esse o segundo de 2021 e normalmente se inspira em artistas como Bon Iver para falar sobre amor e esperança em uma faixa onde traz sintetizadores, metais, uma linha de guitarra suave e um ótimo vocal harmônico muito bem executado ao longo de praticamente 3min.

Este é o sexto lançamento de Nicky e provavelmente o último antes de outro álbum completo que está atualmente em desenvolvimento. Uma amostra do que está por vir pode ser conferida no spotify abaixo:




07 - MICHAEL BARROW & THE TOURISTS
Aparecem pela primeira vez no site, com um assobio contagiante presente em 'Tell Me How to Get to You', revelada nas plataformas de streaming final de Maio e que apresenta uma mescla muito bem construída de estilos como suas raízes do folk, unida a elementos que passam por diversas vertentes do rock, como o indie e pop, trazendo uma sonoridade animada e esperançosa para o ouvinte, ao longo de quase 3min de duração.

No release oficial, eles comentam: "O refrão da música levou algumas tentativas para acertar. Michael Barrow não está acostumado a escrever canções de amor felizes, então foi necessário um pouco de prática para escrever algo que não parecesse muito clichê ou excessivamente doce".

A música foi gravada em June Audio. Foi produzido, mixado e masterizado por Scott Wiley e vocês podem ouvir abaixo:




08 - ZED, THE DREAMER
Após estar inserido em nossa playlist oficial da Muso Soup, ele aparece pela primeira vez em nosso compilado diário, com o projeto que o cantor e compositor português Zé Pedro Viveiros dá vida.

Numa sonoridade essencialmente folk, ele se inspira em nomes como 
Michael Kiwanuka, Bon Iver, Rayland Baxter e Phoebe Bridgers, na faixa 'Honour & Pride', que ao longo da audição tem um crescimento vocal e instrumental libertador, não somente de alma, com o cantor e o ouvinte podendo por toda sua voz para fora, como também de estilo, ao passar também por elementos do indie. 

Entrando nessa libertação, temos também a letra da faixa, que fala sobre o sentimento de ressentimento criado após anos colocando um relacionamento acima de tudo.

No release oficial, ele comenta: "É uma música com duas perspectivas, onde ambos os lados expressam seus sentimentos e como o ressentimento afeta a maneira como eles veem a vida. A instrumentação abrange uma ampla gama de dinâmicas, tendo seu auge no refrão onde o ritmo e as melodias são explorados para criar uma sensação de caos, representando o momento em que você percebe que deixou tudo para trás por algo que não era real". 

Ouça e conheça mais o trabalho do artista:




R&B
09 - THE LOOP
Duo de Boston, EUA, elas lançaram sua carreira artística neste ano, com a faixa 'See Me Beyond The Skin', em Fevereiro e que você pode conhecer mais abaixo.

Além do R&B, o duo passa pelo pop contemporâneo e a faixa contém trechos vocais característicos do Rap em uma música onde usa até mesmo um estilo poético unido a belas harmonias e entre os vocais para fala sobre a existência de racismo e colorismo da perspectiva da juventude de hoje. "As letras do Loop expressam que todos devemos nos encaixar com sucesso no mundo de hoje, apesar da cor da nossa pele", comenta o duo em release.

Esta composição foi lançada em 18 de fevereiro, que era o aniversário de Toni Morrison, o autor afro-americano muito conhecido por suas contribuições para a comunidade negra e com certeza pode ser considerada como uma homenagem muito válida.

Sua música se encaixa em muitos gêneros e é uma mistura única de pop, R&B, rap e soul falado, que remove todo o julgamento e cria uma mente aberta sobre como as pessoas veem o mundo e aqueles que nele habitam. Eles são todos artistas totalmente engajados em escrever e produzir.

The Loop, que significa "damas de oportunidade e promessa", quer que sua música represente tudo o que se pode alcançar além da cor da pele. Não há percepções que impedem seu ímpeto, mas sim caminhos abertos de oportunidade e potencial, e um mundo onde pessoas de todas as esferas da vida podem ser vistas como são, amam a cor de sua pele e fazem as pessoas verem a verdade de quem eles são. “É aí que contamos nossas histórias, por meio da música”, diz Starr. “Escrevemos a música para reunir todos”.




10 - SOPHIA ELENI

R&B e EUA andam lado a lado. Pelo menos é que vem em nossa seleção do estilo hoje e que continua com a artista Sophia Eleni, que no início de Julho revelou nas plataformas de streaming a faixa 'OldSchool Kind of Love'.

Nesta música, ela apresenta uma faixa com gravação, produção, mixação e masterização indepente, ao trabalhar junto com seu amigo Paul Luke Bonenfant' em uma sonoridade principalmente R&B, mas que também passa pelo Soul contemporâneo e elementos do pop comercial. Já instrumentalmente, tons de apito, pianos suaves e uma batida dançante inspirada em faixas do gênero dos anos 90 são algumas características deste que marca o trabalho de estreia dela e pode ser ouvido abaixo. 




11 - CREATRX

Finalizando nossa trinca de R&B de hoje, temos uma artista residente de Los Angeles e que no último dia 30 a faixa 'Sunday', que segue uma série de faixas ecléticas por parte dela.

Neste trabalho, com produção de teddy NBD e EZRA OST, ela começa com versos vocais divertidos e cantantes sobre sons de sintetizadores, em uma linha vocal característica do R&B, além de grooves midtempo e outros elementos presentes no hip-hop. 

creatrx é um artista não binário originário de Atlanta e trabalha com música, dança e arte performática. Eles são membros da banda Gang Box e também estão atualmente trabalhando no podcast WAVMAKERS, um arquivo, kit de ferramentas e recursos da comunidade que destaca artistas negros, latinx, queer e trans underground. As informações compartilhadas no podcast são projetadas para ajudar outras mulheres negras e pardas e artistas queer enquanto navegam em sua arte, carreira e vida.

O trabalho dela pode ser conhecido aqui:




POP
12 - ALESSANDRA BOLDRINI
Italiana com sede em Londres, ela se lançou como artista em 2019 e divulgou diversos singles até o momento, sendo este o segundo de 2021.

"Blind Of You' traz uma sonoridade voltada para um pop essencialmente comercial, mas que também mescla com elementos do eletrônico unido de um vocal encantador, confiante e que  que consegue variar bastante seus tons ao longo da música.

Inspirada por nomes como Dua Lipa, Nono, Mabel e Clean Bandit, o som de EDM e Pop de Boldrini se funde a um poder lírico que explora a mente humana, muitas vezes acrescentando subconscientemente a partir da perspectiva de outras pessoas. 

No release oficial, ela comenta: Música é mais do que ruído estruturado; é também terapia, um vaso que fornece um fluxo consistente de confiança e motivação para determinar sua determinação de sucesso.

Acompanhe este e outros trabalhos dela abaixo:




13 - SIR & LYDIA
Depois de um EP e alguns singles lançados, o duo revelou nas plataformas de streaming, há cerca de um mês, a faixa ‘Nature’s End’.

Passando por estilos como o psicodélico, a harmonia do power pop e elementos instrumentais do dream pop, liricamente a faixa é uma ode à majestade da natureza e uma oração para salvá-la. Já instrumentalmente, eles apresentam 
sons da natureza sampleados, guitarras moduladas, coros de partes vocais e letras semelhantes a mantras que transportam os ouvintes para outro ambiente. 

A música é o segundo lançamento que o público ouviu de Sir & Lydia desde uma fase de gravação imensamente produtiva que foi iniciada pelo bloqueio do COVID-19 em 2020. Para tornar o lançamento ainda mais especial, no entanto, a banda colaborou com a emergente produtora de filmes Unfettered Films para criar um videoclipe cinematográfico para apoiar o lançamento. 

O videoclipe e faixa podem ser conferidos abaixo:



DANCE
14 - PREETHEVIBES
Se lançaram como artistas em 2019 e no trabalho mais recente deles, divulgado mês passado, eles apresentam uma sonoridade dancepop dentro da faixa 'New Day', em parceria com Courtney Grace e que também ganhou videoclipe.

Neste som, eles unem o estilo do dance a suas influências e elementos do afro-caribenho, sem deixar de lado suas onde liricamente contam a história de uma luta pessoal contra o abuso do álcool à sombra de um relacionamento fracassado, algo ainda mais abordado em uniao com o videoclipe, que dá ao espectador uma colagem cinematográfica para acompanhamento uma história já identificável.

O novo single do grupo, 'New Day', foi mixado pelo veterano engenheiro Anthony "Rocky" Gallo. O engenheiro de masterização deste projeto foi Mike Kalajian. A artista e vocalista apresentada na seção do refrão para Courtney Grace. A produção principal ficou a cargo do próprio PARA, enquanto o arranjo e a produção dos vocais suportados a cargo do MILIO. A Jus-Q assume os vocais principais neste produto.

Musicalmente, eles combinam vertentes do pop com seus elementos africanos e até mesmo toques do dancehall, sabendo misturar com maestria estilos melódicos do vocal Jus-Q. 



ELETRO
15 - CAM CODA

É uma artista de LA e que recentemente divulgou nas plataformas de streaming a faixa 'Bitter in the End', sendo seu terceiro lançamento de 2021, após 1EP e 1 single.

Trazendo para o público ouvinte uma sonoridade pop, que flerta por vertentes do gênero como o eletrônico e synth, ela é a responsável produção e composição desta faixa, que fala sobre antecipar um eventual fim de um relacionamento e como no final espera não estar amargurados um com o outro, mas que olhe para trás sabendo que cresceram, aprenderam e viveram juntos por um bom tempo. Nela, a artista também fala sobre a sensação de que seu amor não durará para sempre, não importa o quão forte esse amor possa ser no momento. Mas que no final fique as coisas boas. 

No release oficial, ela ainda comenta: "Esta foi na verdade a música que escrevi para o meu terceiro trimestre, enquanto estudava na escola de produção musical do Icon Collective. Meu instrutor realmente fez com que eu me concentrasse no aspecto da composição da faixa e então também trabalhamos nas camadas de sintetizador e nas cordas vocais na seção de drop da música".

Para fãs de eletro/synthpop e elementos de vocal dance/EDM.



16 - KRITTERS
É um duo de New York que no final de Julho revelou umas plataformas de streaming uma faixa que usa sua própria cidade como inspiração, ao falar sobre o nostalgia que de se dá por viver em uma cidade que nunca para de mudar. Para aumentar ainda essa nostalgia, a compositora revisita momentos de sua infância no centro da cidade, relembrando os tempos de moradia no Washington Square Park.

Liricamente, a faixa também fala sobre quando retornamos em locais que já conhecemos, mas ele se torna irreconhecível visivelmente para nós e como nos sentimos interiormente por não poderem voltar ao tempo e retornar um local marcante de nossas vidas como a conhecíamos antes.

"De certa forma, a pista também é sobre nossa incapacidade de entender o que vivenciamos, exceto em retrospecto. Nenhum de nós pode voltar no tempo. Nesta cidade, também não podemos voltar ao lugar. Foi-se. Nova York: a única cidade do mundo de que sinto falta, mesmo quando estou nela", conta a compositora após citar diversas mudanças físicas que ocorreram por lá (e também ocorrem em diversas cidades do mundo) ao longo dos anos.

Junto com a faixa, tem o videoclipe que pode ser visto abaixo:




17 - LIZA OPPENHEIMER
Há cerca duas semanas, a artista Liza apresentou nas plataformas de streaming a faixa 'Nothing Succeeds Like Sussex’ e vocês irão ler mais sobre ela abaixo.

Com teor lírico sarcástico, ela aborda uma perspectiva cínica sobre os eventos que se desenrolaram desde que o duque e a duquesa renunciaram ao cargo de membros da realeza sênior e também se baseando em especulações recentes sobre os sentimentos da família real em relação a Harry e Meghan.

Sonoramente, a faixa traz um estilo voltado para o hyperpop, mas que também se encaixa com elementos característicos do lo-fi, em uma produção bedroom pop. 

A faixa está disponível abaixo:




18 - GADAGEM
Diretamente da Tailândia, este é um duo eletrônico que mescla sua raíz grunge a elementos lo-fi, chillwave em uma sonoridade com sintetizadores, elementos oitentistas e muitos outros itens de background que a transforma em uma dos projetos mais eletrônicos da nossa lista de hoje. 

Este é o single de estreia de um projeto iniciado, de certo modo, em 2018 mas que passou por algumas transformações diante da pandemia.

Além da faixa que pode ser ouvida abaixo, também haverá um mix alternativo disponível como NFT em Foundation.app



INSTRUMENTAL
19 - TISON DUNI
É um artista sueco que, há cerca de um mês, revelou nas plataformas de streaming uma faixa composta com todo o seu coração e alma, intitulada 'The Quiet Courage Of Those Left At Home'.

Sendo um grandioso trabalho instrumental relaxante, o artista uma linha de guitarra típica do Blues, unida a elementos de composições cinemáticas no background, além de passar também por vertentes como o som ambiente o nostálgico, ao longo de duas versões da música que poderão ser ouvidas e admiradas detalhadamente logo abaixo.

No release oficial ele conta que a faixa foi gravada em seu estúdio e mixada/masterizada por Henrik Sunbring no HelterSkelter Studio, em Estocolmo.

"Essa música é basicamente uma homenagem às pessoas que esperaram, especialmente em tempos sombrios e difíceis da história", comenta o artista. 




CLÁSSICA/AMBIENTE/INSTRUMENTAL
20 - JAMES GREENFIELD
É um musicista londrino que recentemente divulgou seu quarto single nas plataformas de streaming, para o público-alvo admirador de trabalhos clássicos e instrumentais.

Em 'Baseline', ele traz uma melodia intimista de piano, neoclássica e inspirada em nomes como Olafur Arnalds e Nils Frahm.

Não sendo uma faixa para ouvir em qualquer lugar, certamente o ouvinte terá uma apreciação melhor ao ouvi-lá dentro de casa,  quem sabe com fones de qualidade e, relaxando, a faixa permitirá o ouvinte refletir enquanto admira cada nota executada.

Sendo considerada uma obra de arte, o som serve como uma tela para o seu cérebro criar todos os tipos de cenários, permitindo o ouvinte estar no ambiente que desejar.




Postar um comentário

0 Comentários