MUSO SOUP SINGLES #25.1: Jesse Grossi, Meadowhip, BlackSheepLad, Daay, Boywithahalo, Hyooman, NakedFace, HopeFool, Cole e mais artistas com singles lançados de diversos estilos; Conheça-os aqui!!


01 - KILL MY COQUETTE
É uma banda punk rock com a atriz, modelo e música Natalie Denis Sperl, o guitarrista Adam Smith e o baixista Mike Evans.

No começo de Maio, eles apresentaram o single 'Coffeebean Song' que apresenta ritmos e riffs acelerados e enérgicos, responsáveis por embalar o público ouvinte, tal como uma garrafa de café para começar o expediente. Riffs de guitarra barulhentos essenciais para a estrutura da música, se unem a padrões de bateria compactos e uma linha de baixo elétrica que acompanha os ótimos timbes de Natalie Denise Sperl, responsável por nos trazer a sensação de melodias vanguardistas que o levam para a narrativa animada de encontros memoráveis ​​em seu café local. 

Enquanto tira o chapéu para artistas revolucionários como Jack White, Brody Dalle, Joan Jett e The New York Dolls, Kill My Coquette 
criou um som próprio. Regular na Sunset Strip, Kill My Coquette abriu para bandas como Off! e Bad Religion. Seu videoclipe com infusão de punk para Post Teenage Angst apresenta as lendas do rock Richie Ramone (The Ramones), Cherie Currie (The Runaways) e DJ Rodney Bingenheimer, que tocou a banda na primeira estação de rock de Los Angeles, KROQ, e continua a tocar suas canções após sua mudança para a Sirius XM.

Fora da cena musical, Sperl aparece como Greta Garbo em Mank e pode ser visto ao lado de Jackie Chan em Around the World in 80 Days, interpretando o personagem principal no filme cult "Succubus Hell 
Bent ", co-estrelando programas de TV de sucesso como "Two and a Half Men","How I Met Your Mother" e "CSI Miami".

Sobre a música, ela mesma comenta: "A canção é uma canção de amor com cafeína que mistura realidade e fantasia. Fabricado pela minha mente em todas aquelas pausas no trabalho. Creme de chantilly extra, por favor... 
A energia da música vem das palmas (aumentadas alto e direto na mixagem), da batida da bateria e do uso do vocal de gangue "yeah yeahs"".





02 - MICHAEL BUTERA
Diretamente da Austrália, o cantor/compositor apresentou no final de Abril a faixa 'Space Alien', um som pop bem comercial que apresenta vocais antêmicos, que com certeza embalariam o público de festivais como Lollapalooza, apresentando também uma sonoridade espacial, cinematógrafico, que se encaixaria com facilidade nos pontos de definição de filmes de romance. 

Para ter uma experiência maior, unindo o áudio ao visual, acompanhe o lyric video abaixo:


03 - JOHNNY & THE BREWSERS
Baterista de formação, um acidente o impediu de continuar tocando o instrumento com a mesma habilidade de antes. Isso fez concentrar suas energias em aprender guitarra, baixo e, com o tempo, desenvolver seus vocais, composição, gravação de som e produção. 

O resultado foi o single 'Day in The Sun' lançado no final de Abril, assim como o EP que está por vir. No single em questão, podemos ver referências claras de estilos como o blues e classic rock, tendo uma guitarra enérgica, com riffs e solos muito bem executados, responsáveis por embalar as entonações vocais e também a bateria. 

Esse projeto DIY pode ser ouvido abaixo:



04 - THE SATURN FARMHOUSE
Lançado final de Maio, esse é o single de estreia de uma banda formada por Andy no site "Join My Band", juntamente um amigo e seu irmão, que completam o quarteto atual. 

Mesmo com a junção via aplicativo, eles mostram ter sintonia em 'The Most Beautiful Planet', com vocais e backings harmônicos, sendo cantados em perfeita sintonia com o instrumental de elementos indie/synth rock, mas também dream pop, como a linha de guitarra executada no começo da faixa e que se mantém por parte da música.

A música é sobre como às vezes os momentos menores e mais comuns podem parecer os mais revolucionários. A música foi gravada em Oxfordshire pelo talentoso Arthur Young, enquanto a mixagem foi feita por um amigo italiano e o master por Steve Kitch Mastering.




05 - JESSE GROSSI
Após apresentarmos a vocês o artista, com a faixa 'Princess', ele está de volta com 'Bad Guy', um dos seus trabalhos mais recentes, lançado nas plataformas de streaming na primeira semana de Maio.

Em 'Bad Guy', o norte-americano faz uma mescla interessante de gêneros, apresentando elementos instrumentais do reggae/ska, em vocais ora acelerados (e encaixados perfeitamente com esses estilos) e ora harmônicos, trazendo também riffs e solos mais voltados para o rock e até mesmo pitadas de punk, numa faixa divertida para criar sobre algumas das suas provações e tribulações em vários relacionamentos com mulheres.




06 - WICKED GARDEN
Wicked Garden é uma banda indie rock de Las Vegas, que lançou o álbum de estreia em 2019. e, após um ano de divulgação em torno desse trabalho, eles voltaram com 'Over and One', single voltado principalmente para vertentes como o Grunge e rock alternativo, apresentando vocais muito bem encaixados a um instrumental enérgico, com baterias aceleradas que dão o ritmo da música e com certeza fará o público se mexer numa época com shows.

A faixa fala sobre o fim de um relacionamento, não necessariamente ruim. Numa momento em que está tudo muito sério, eles tentaram se divertir com esse tema no videoclipe, que pode ser visto logo abaixo:




07 - MEADOWHIP
Lançada no final de abril, 'Unexceptional' é uma faixa que mescla elementos do R&B noventista, com neo-soul, vertentes do pop (como o alt/dream) e o indie australiano, cidade natal da cantora, compositora e poetisa.

Nesse projeto, podemos ver letras sarcásticas, guitarras dream pop e bateria setentista, unida aos elementos já citados anteriormente e influencias que vão de Mac DeMarco a Gwen Stefani

Produzido pela Warner e mixado por Michael Freeman (Half Past Nine por Carla Wehbe, I (Motsi) por Shungudzo, Heavy Part. 1 por Cxloe), 'Unexceptional' foi o catalisador para o lançamento do meadowhip.




08 - LONELY SPRING
Vocais rapped e guitarras pesadas, em uma música que fala sobre saúde mental e a tendência de suprimir esses pensamentos com a ajuda de intoxicantes. Esse é o tema por trás de 'Satellite', primeiro single do álbum de estreia da banda alemã, que passa por vertentes como o nu metal e o emo em suas músicas, com influencia de nomes como Linkin Park e Papa Roach. 

Riffs de guitarra bem conhecidos são adotados e combinados com um refrão cativante com gritos e vocais voltados para o rap. Com 'Satellite', a banda percorre a longa e às vezes difícil estrada de sua carreira até agora.

Ouça e assista ao videoclipe abaixo:




09 - BLACKSHEEPLAD
É um duo britânico, que no final de Abril lançou o single 'She makes me me', uma canção feliz e simpatica de amor, voltada principalmente para o folk, trazendo elementos instrumentais como ukulele, baixos e metais encaixados em perfeita sintonia com os vocais.

Sendo uma declaração de amor, a letra compara o quão incrível essa mulher maravilhosa é com uma variedade de coisas adoráveis, que vão desde "um ótimo jogo de Banco Imobiliário" até "o poder de armazenamento da Tupperware"!

Junto com ela, temos neste single a faixa 'Black Shuck', baseada na lenda de East Anglian de um enorme cão negro que assombra os pântanos da costa leste, algo que Phil ouviu bastante sua infância pela região e que imaginou dar uma música, trazendo elementos sombrios da história para o folk. 




10 - DAAY
Daay está de volta ao site, agora com 'Little Foot', single lançado final de Maio e que representa o final de uma trilogia responsável por marcar a entrada do artista no mundo da música, prometendo nos próximos trabalhos explorar outros gêneros e ampliar seu leque de instrumentação. 

Tendo a influência de Julian Casablancas, John Cale, Gary Numan, Jonathan Wilson, Holger Czukay, Alexander Spence, John Martyn, Submotion Orchestra e MGMT dá a DAAY muito espaço para encontrar seu estilo e inclinação, ele utiliza cada centímetro.

Ao longo de cinco minutos, o a artista mostra um som repleto de experimentos que vão de interlúdios do jazz a elementos tanto do punk, quanto do blues e estilo vocal que varia com maestria de algo calmo, para algo agitado, conforme a instrumentação da música pede, num single que, de acordo com o artista, captura perfeitamente a dualidade entre a ignorância da infância feliz e a instabilidade da idade adulta.




11 - BOYWITHAHALO
Outra faixa de Maio é 'Story', quinto single lançado pelo artista e que fala sobre como começar novos capítulos em sua vida. Musicalmente, a faixa traz um som calmo, seja pelo vocal ou por como a instrumentação vai se encaminhando ao longo da música, que conta com influencias do indie rock e dream pop, além de flertar com elementos do shoegaze.

Sobre a faixa, o artista comentou em release oficial: "Quando fiquei preso no exterior por mais de um ano na China continental durante os bloqueios de pandemia, contemplei vários caminhos que minha trajetória de vida poderia tomar a partir daquele momento. Eu não tinha emprego, não tinha público e todos os poucos amigos que tinha nos Estados Unidos estavam inacessíveis agora devido ao firewall e à distância, e tudo ficou parado por um bom tempo. Às vezes, parecia tranquilo, poder viver com meus avós novamente como eu fazia quando era jovem. Às vezes parecia que eu havia perdido a direção, preso congelado no lugar e indo a lugar nenhum ao mesmo tempo. Esta música incorpora minha luta interior para pertencer e termina com uma nota otimista de aceitação e confiança próximas. A base da música foi completamente durante minha estada na China, e foi finalizada quando voltei para os Estados Unidos.

Eu também queria lançar essa música especificamente neste momento, já que acabei de me juntar ao AWAL / Kobalt, uma meta que venho tentando alcançar desde antes de deixar os Estados Unidos em janeiro de 2020. Após muito trabalho e extensa gestão autogestionada e PR, eu fui capaz de começar um nível totalmente novo em minha carreira, e eu senti que essa música realmente repercutiu essa ideia em sua extensão máxima. Serei eternamente grato a AWAL por me dar o empurrão para encontrar um novo nível de motivação, e sou igualmente grato a publicações e escritores por considerarem minha "história"."

Ouça a faixa abaixo:





12 - FREDDY HALL
É um cantor/compositor LGBT Indie-Folk, diretamente do Brooklyn e que traz influencias e elementos ritmos e de composição de artistas como Amy Winehouse e Paul Simon. para a faixa 'Something Good', primeiro single de divulgação do álbum "Dazy", a ser lançado em breve. 

Para a produção do álbum, ele se juntou ao produtor Anthony 'Rocky' Gallo (John Legend, Cigarettes After Sex, Gavin DeGraw, etc), enquanto o diretor musical da Broadway, Cian McCarthy (Moulin Rouge, O Livro de Mórmon) escreveu os arranjos de trompa flutuantese conseguiu trazer para esse single, uma mescla entre o jazz, soul e o folk, trazendo um som divertido, em contraponto a um tema sério por trás da letra. 




13 - NAKEDFACE
É uma banda australiana lançou em março seu segundo single, intitulado ‘Coming Home’, voltada para o indiepop, com melodias muito bem conduzidas e encaixadas com elementos de indie rock durante grande parte da faixa, mas caminhando para um soft rock durante momento de crescimento instrumental e vocal da música. 

Já a letra, fala sobreas emoções humanas envolvidas em um relacionamento tóxico. A pessoa está constantemente olhando para trás em retrospecto, presa no passado e tentando entender tudo isso.

Ouça abaixo:




14 - HYOOMAN
Divulgada há aproximadamente um mês, 'Half Brain' é o single de estreia da banda formada em Outubro de 2020 e que traz para o seu som elementos influencias do rock 90/00 e o lo-fi, com riffs curtos que acompanham o conjunto de vozes presentes na música, conduzida por grooves constantes de uma bateria cadenciada com maestria. 

Em definição da banda, a faixa pode ser descrita como sarcástica e autodepreciativa. Sendo a primeira parte sobre o comportamento tóxico de alguém e a segunda sobre não
compreensão da arte “elevada”. Ambas as situações são acompanhadas pelo refrão "Tudo bem, eu não entenderia de qualquer maneira." Na primeira situação
estamos sendo sarcásticos. Na segunda situação, estamos sendo autodepreciativos.

O single foi gravado, projetado e mixado pelo baterista McCoy Seitz no Casino Time Recording Studio em Minneapolis, MN e masterizado por Timothy Stollenwerk na Stereophonic Mastering em Portland, OR.




15 - THE HIGHWAY STORY
Depois de apresentarmos a vocês o artista, com o EP "Longview 8.1 Vol.1", agora mostramos para o público dois singles lançados recentemente nas plataformas de streaming.

O primeiro deles é 'Apocalyptic', que logo traz em destaque os riffs que acompanharam o background de uma música que flerta em várias vertentes do rock, como o alternativo, soft e emo, em um vocal repleto de efeitos, mas que convidam o ouvinte e acompanhar toda a faixa, por conta de um vocal emocionante e intimista de se ouvir.

Sobre a faixa, o artista comenta: "Constantemente me pergunto por que ainda vivemos em uma sociedade onde o racismo ainda está vivo. Como um homem negro que mora em NY, é realmente evidente que esse problema não acabou e não é algo que possamos simplesmente ignorar. Passei muito tempo protestando ativamente e me envolvendo com o movimento. Ao fazer isso, encontrei a musa para alimentar o que a faixa se transformou".



Lançada uma semana antes, 'No Pressure' é uma faixa que traz um leque maior de influencias e elementos para seu som, considerada pelo artista como a personificação de tudo que ele é, apresentando um vocal com estilo do hip-hop, com baterias que ouviríamos em bandas como Blink-182 e Sum-41, ele consegue mesclar esses gêneros com algo de hype mais atual, como o trap e navegar pelos estilos em diversos momentos da música, com maestria. 

Confira abaixo:




16 - DANNY GUINAN
Com raízes inconfundíveis de sua raíz irlandesa, o compositor residente de Haarlem, Holanda traz para seu trabalho a influencia de nomes como Beck e Nick Drake.

Após ter liderado a banda Speranza, formada no final do século, na Irlanda, ele se mudou para a Holanda, em busca de carreira solo e, depois de diversas turnês internacionais, se concentrou no composição e produção de seu álbum "Now is The Time", a ser lançado em 2021. 

Lançada final de Abril, 'Regards' é  música escolhida para sert single deste próximo trabalho, apresentando um som voltado para o folk, mas que ainda mostra suas raízes irlandesas em elementos de background. Ouça abaixo!!




17 - HOPEFOOL
Divulgada final de Abril, a banda de Austin apresenta um som com influencias emo rock em seu instrumental de uma faixa com estilo vocal e ritmo característico do rock alternativo, em uma música onde falam sobre todos nós experimentaremos o fracasso de alguma maneira, mas aprenderemos com ele e continuarmos a perseverar até atingir nossos objetivos.

Com instrumentais ora calmos, ora mais pesados, eles trazem para 'Collapse', letras inspiraradoras e profundas, como no trecho "E eu sei que você não pode ver agora / Mas estou crescendo e espero que isso te deixe orgulhoso / Quando eu chegar às nuvens / E todos esses pilares de dúvida caem." e consegue trazer com maestria a emoção da letra, para seu estilo de entonação vocal e ritmo, que às vezes pode ser definido até mesmo como um desabafo, com toques de libertação. 

Ouça abaixo:




18 - JULIE TITLE
Julie Title é uma cantora e compositora folk residente em Toronto, Canadá. Seu estilo é influenciado pelo folk dos anos 70, bem como pela onda de compositoras confessionais com quem ela cresceu nos anos 90, como Fiona Apple, Aimee Mann e Mazzy Star. Sua música original foi apresentada no programa de TV de sucesso da ABC "The Fosters", bem como no popular drama da CBC "Burden of Truth". A música do Title também foi apresentada regularmente no programa SiriusXM "North Americana", bem como na rádio CBC e em estações de rádio em todo o Canadá, Estados Unidos e Reino Unido. "Music Mecca" de Nashville recentemente descreveu suas composições como "lúcida e poética ... aberta e atemporal." Atualmente, Title está lançando singles que levaram à revelação de seu primeiro álbum completo apresentando talentos locais de grande impacto e tocando em temas que envolvem desgosto, cura e esperança.

Com um clean, harmônico em uma música suave, com elementos e tons típicos do folk e guitar slide que trazem toques psicodélicos e relax para 'After The Sun', single lançado pela artista no final de Abril e composto após passar por uma separação devastadora na quarentena.

Trabalhando no modo DIY, o single foi gravado em casa e o trabalho de outros músicos também foi feito remotamente. Julie está escrevendo seu álbum inteiramente sem sair de casa ou ver os outros membros pessoalmente. O resultado desse single de divulgação pode ser ouvido abaixo: 




19 - SKY IS ALRIGHT
O duo  britânico/americano lançou no início de Maio o single 'Indigo Moon', com composição feita remotamente e gravação em Los Angeles no início de 2020, trafegando por vertentes da música como o shoegaze presente no início, o rock alternativo que acompanha um vocal sussurrado e elementos de noise rock ao longos dos últimos minutos de uma faixa com riffs enérgicos em toda sua extensão. 

Em release oficial, eles definem a banda de maneira que também cabe para este single: Vocais suaves e etéreos repousam sobre uma base de guitarras distorcidas e bateria pesada. O equilíbrio entre vocais soprosos e instrumentação pesada continua sendo uma característica distintiva do estilo da banda. 




20 - COLE
Lançada há aproximadamente 1 mês e meio, 'Overwhelmed' é uma faixa gravada no Havaí e que fala sobre cole essa música foi escrita sobre como lidar com a ansiedade e estar em uma batalha constante com os próprios pensamentos. Musicalmente, o artista adora explorar um som atmosférico e vocais simples, honestos e que, num conjunto da obra, envolve o ouvinte a ficar preso por toda a faixa, se transbordando mentalmente para dentro da música. 

Passando por gêneros como o R&B, indie/alt/dream pop, vocês podem conhecer um pouco sobre o artista abaixo:


Postar um comentário

0 Comentários