Rancore celebra 10 anos do álbum “Seiva” com live disponível no YouTube


Um dos principais nomes do rock independente nacional dos últimos 20 anos, a banda paulistana Rancore celebra o décimo aniversário de um dos seus principais trabalhos, o álbum “Seiva”, com uma apresentação ao vivo disponibilizada na íntegra no YouTube. Realizado no início do ano, o show teve como palco o icônico Hangar 110, onde o grupo, em 2011, fez apresentações com ingressos esgotados para lançar o álbum.

“O ‘Seiva’ é um trabalho que eu gosto muito, sou muito feliz por ter deixado esse registro. Apesar de que, claro, eu teria feito algumas coisas diferentes hoje em dia, mas isso é normal. Todo artista sempre quer evoluir, mas o disco gerou frutos”, reflete o vocalista Teco Martins.


Além dele, participa da apresentação a mesma banda que gravou o álbum em 2011: Candinho Uba e Gustavo Teixeira nas guitarras, Caggegi no baixo e Ale Iafelice na bateria. Unindo uma raiz criada no hardcore, Rancore foi adicionando elementos de música brasileira e rock alternativo. A discografia começou em 2006 com “Yoga, Stress e Cafeína” e tomou uma guinada em 2008 com “Liberta”. Essa busca de novos ares foi solidificada com o “Seiva”. 


O álbum de 2011 foi considerado o melhor do ano por vários veículos especializados, os levou ao VMB da MTV Brasil e por turnê por todo país. A força que conseguiram fez com que a hashtag #VoltaRancore se tornasse algo conhecido pelos fãs do underground brasileiro desde o término de atividades da banda.


A apresentação, que chega no YouTube na semana do aniversário do disco, levou a hashtag aos assuntos mais falados do Twitter, contou com mais de 100 mil visualizações e arrecadou quase R$ 2500 para a organização Solidariedade Vegan, de João Gordo. Agora, Rancore aguarda o que a próxima década pode trazer.


“Todos nós da banda continuamos na música, recebemos mensagens até hoje sobre esse álbum e ele toca bastante ainda nos aplicativos de música. O ‘Seiva’ é um disco que, ao meu ver, envelheceu muito bem e espero que em 10 anos ainda represente uma fase importante da música alternativa nacional e de nossas trajetórias”, reflete o vocalista Teco Martins.


Postar um comentário

0 Comentários