GROOVER APRESENTA #28: Soprü com álbum de estreia, Cat Marina, Nahia, Peter Lake e mais artistas com novidades; Confira aqui!!

01 - SOPRÜ
A Soprü começou suas atividades como banda em 2019. Algumas das composições no repertorio são mais antigas que a própria banda devido aos trabalhos anteriores de seus membros. Prestes a lançar seu primeiro álbum, o grupo é de Palmas-TO, mas com membros de cantos muito diferentes do país e, graças à essa quantidade de misturas, vemos no nosso som, referências dos vários cantos do brasil e do exterior! Passando por estilos como
jazz, pop e rock, o single 'Julia', faz parte do álbum "Enquanto a Orquestra Não Vem", lançado hoje nas plataformas digitais e que traz influencias de bandas como Vanguart e Zimbra. Ouça abaixo:


02 - RUNNING LIGHTS

'Won't You Stay' é o primeiro lançamento da banda Running Lights de Nova York desde que atingiu 100 mil seguidores no TikTok. Este som indie hino, mas identificável, é a combinação de um guitarrista em turnê da Atlantic Records que se tornou frontman, um assistente de mixagem do mixer vencedor de sete Grammys, Michael Brauer e um baterista da Warped Tour que são amigos desde a infância. Esta música é para quem está sozinho e anseia por uma conexão humana, mesmo que isso signifique simplesmente assistir TV e adormecerem juntos. 'Won't You Stay' é uma celebração do espírito jovem e inocente e a emoção de se encontrar em boa companhia inesperada, o tipo que faz você querer passar o máximo de tempo possível juntos em uma corrida contra o nascer do sol. Amanhã pode ser um novo dia, mas por agora, esta noite é tudo o que temos. "Running Lights" conhece bem o trabalho árduo; é uma noção profundamente enraizada que tem sido a pedra angular de sua educação da classe trabalhadora italiana, combinada com uma paixão inabalável pela música. 'Won't You Stay' é um indicativo dos temas animados e auto-reflexivos que a Running Lights tem explorado nas músicas recentes. Para o ouvinte, a música cultiva um forte senso de alegria inspirada e vitalidade.


03 - JOHN O' BRIEN "STOP!!" é uma faixa composta a partir de uma belíssima linha de baixo, trazendo bastante groovy pela maneira que é executada ao longo da música, mesclando com maestria o vocal e instrumental. Apresenta um artista muito bom, seja interpretando ou compondo, com um leque de talento musicista e com originalidade.

04 - JOHN LESLIE HULCOMBE A maior parte da vida de John oscilou em torno das frequências musicais e viagens. Tendo cumprido seu desejo de viajar em busca de inspiração espiritual e aventura na Índia, ele agora retornou à Austrália, desta vez procurando mergulhar em um mundo de som e sonoridade no qual ele é o pivô musical. Nascido e residente em Brisbane, John se estabeleceu como músico por meio de uma série de gravações com John Rix, então presidente da Queensland Recording Association. Durante este período, ele também foi o vocalista da banda Grunge 'The Baptists'. No entanto, depois de alguns shows, a banda se desfez, levando John temporariamente a colocar seu sonho musical em espera em busca de viagens, trabalho e casamento. Agora de volta a criar uma mistura emocionante de Country, Folk e Rock, John está mais inspirado do que nunca para escrever, cantar e se apresentar. Isso é vísivel em 'Born of the Fire' melodia acelerada, mais voltada para o pop/folk do que para o rock e que vocês podem ouvir abaixo:

05 - CAT MARINA
Overdose foi gravada com Will Reeves (Hardy Caprio x Wes Nelson), é o segundo single de Cat Marina em 2021, após 'Contact High', 'Ex Friends + Bad Endings' e seu longa-metragem de sucesso na faixa do BLOWSOM, 'Lost in the City' em 2020. Nas palavras de Cat Marina "Overdose é sobre o sentimento de querer escapar da vida cotidiana e lidar com o processo de como um rompimento pode roubar sua identidade. Na verdade, foi escrito antes do meu lançamento 'Lost In The City' com BLOWSOM, e a letra sobre 'sonhando com Paris' foi escrita enquanto eu planejava minha viagem para escrever com ele. Para mim, isso coincide perfeitamente com os temas de 'Contact High', pois ambos abordam a jornada de descobrir o seu lugar no mundo; e então funcionou bem para mim liberá-los juntos."
06 - DAN GRIFFITH Uma das faixas mais recentes do artista, 'The Nights A Song'é uma música que tem vida, sobre nossas lutas diárias, medos, determinação e celebração como temas principais.

07 - MIRIAM BAGHDASSARIAN
Miriam Baghdassarian tem uma daquelas vozes de cair o queixo que espanta as pessoas quando a ouvem. Quando ela libera aquele vocal comovente - como ela faz em seu hino de rock e no single de estreia Music ou "Run Away" - o poder de escala Richter que Baghdassarian quase sem esforço emite imediatamente enche seu ser com o desejo de ouvir mais.
Apesar de ter sido encorajada por sua mãe, uma professora de lingüística e música, ao encher a casa de Bagdá com os sons melódicos de Amy Winehouse, Miley Cyrus, Beyoncé, Erykah Badu e Lauryn Hill, Miriam nunca considerou seriamente uma carreira musical. Até as competições de talentos que ela entrou na Armênia e Quebec provaram o contrário. O que mudou para Baghdassarian foram suas aparições na versão armênia do X Factor. A apresentação de "Little Me", uma canção que ela se sentiu inspirada a cantar "porque falou comigo", marcou a primeira vez que ela apareceu no palco, uma experiência que Baghdassarian atribui a "molhar os pés". Depois de diversas experiências, foi lançada "Run Away", sua primeira declaração musicalmente original, coescrita por Miriam e os Montrealers Dan Cinelli (Nikki Yanofsky, Florence K., Dany Bedar) e Lucas Liberatore. Inspirado em parte pela perda de um amigo próximo devido ao conflito político armênio, Baghdassarian diz que a música e o vídeo que a acompanha são uma mensagem de paz e coragem.



08 - NAHIA
A talentosa jovem cantora e compositora Nahia - 'I'm Evil' é um single divertido e cativante, inspirado pelo amor de Michael Jackson, Pop dos anos 80 e do eletrônico, com clipe filmado em uma câmera 360 no estilo planeta minúsculo.




09 - FLYING MELONS
O artista começou a gravar suas músicas há 2 anos em um computador antigo no início, com guitarra e baixo, além de uma bateria automática.

Tempos depois, ele decidiu fazer algo com todos os "teasers" e compôs profissionalmente 'Remember Me as the One You Loved'.




10 - PETER LAKE
"Escrevi essa música durante um período em que sentia que as coisas estavam no “piloto automático”. Naquela hora as coisas simplesmente aconteciam, eu não estava pensando, era tudo repetitivo. A música me ajuda a escapar do mundano e, um dia em particular, comecei a me sentir como se estivesse sonambulando durante o dia. Acho que todos nós já passamos por isso: as pessoas dizem coisas como “esteja no momento, aprecie a vida”, mas pode ser difícil. Há muitas coisas na vida que são mundanas e tudo bem, mas se você não tomar cuidado, essas coisas podem assumir o controle e você começa a dormir, passe os dias.

Eu estava em um terraço na cidade de Nova York anotando tudo isso e, literalmente, o vento soprou meus papéis para longe e eu persegui as letras! Mas foi realmente divertido! Quando me sentei novamente, comecei a escrever notas sobre como o único equalizador entre todas as pessoas, importa de onde você é ou quem você é, é o tempo. O tempo é algo universalmente valioso. No entanto, para mim, descobri-me tratando o tempo como se fosse uma mercadoria sem valor.

Quando eu escrevi “Come Over Here”, na verdade pretendia ser um chamado para acordar! É como “acordar Peter!” pare de sonambulismo. O tempo é raro, então não o desperdice, abra os olhos!

A música também é sobre compartilhar seu tempo com alguém especial".