COLLAPSE AGENCY: Old Lamp, Guttroll, F.Snipes e White Death com lançamentos; Ouça-os aqui!!


Com a pegada no rock clássico e blues americano, a banda Old Lamp lança novo single intitulado "Body N' Soul" em todas as plataformas de streaming via Electric Funeral Records.
A faixa apresenta riffs marcantes de guitarra que se estendem por toda a música e um vocal singular de tons altos. A track foi mixada e masterizada pelo produtor Leandro Osterne do estúdio Esconderijo.

A banda formada por Sérgio Murillo (vocal e guitarra), Ricardo Nobre Jr. (guitarra), Raul Ponte (guitarra), Robson Serra (contrabaixo) e Franzé Batera (bateria), traz em suas composições influências como Led Zeppelin, Guns N' Roses, Rolling Stones e Jimi Hendrix.

A letra de "Body N' Soul" vem em formato de metalinguagem, pois trata da própria arte musical que, por sua vez, intima o músico a exercê-la de "corpo e alma", com toda dedicação possível. Isso deve-se ao fato de que Sérgio Murillo estava, há muito tempo, afastado dos palcos e em 2019,  Ricardo Nobre Jr., seu antigo parceiro de composição que já tinha há 30 anos de estrada ao seu lado e que já havia tocado com ele na banda de hard rock Dafne, o convenceu a.voltar a compor e a formarem juntos a banda Old Lamp.
 



A banda de Thrash/Death Metal Guttroll acaba de lançar o single intitulado "Rules" nas principais plataformas de streaming. A faixa faz parte do disco "Invalid Leaders", recém gravado pela banda e com previsão de lançamento para o segundo semestre de 2021. A banda lançou em conjunto com o single no canal de youtube o lyric video de "Rules".

Este single é o primeiro trabalho da banda contando com nova formação com  Alex Melo na bateria, Tulio Lobo no baixo e 
Rafael Ojeriza no vocal e guitarra.

O power trio vem com inovações sonoras principalmente no formato de gravação, efetuado de forma totalmente analógica, o que traz um punch totalmente natural as músicas já que a banda realizou as gravações tocando, sem recursos digitais. 
A produção do material foi realizada inteiramente pelo Guttroll. Gravação, mixagem e masterização por Lisciel Franco no estúdio Forestlab.




F. Snipes acaba de lançar seu primeiro album  "Safra Sativa".  O novo material  conta com músicas presentes nos EP’s e singles previamente lançados, além de uma música inédita, totalizando 11 faixas. Com melodias radiofônicas e bastante influenciadas pela cena Punk Rock dos anos 90 (em especial por bandas como Green Day, Rancid e Descendents), Safra Sativa tem tudo para ser um prato cheio para os amantes do Punk Rock Melódico do Brasil e do mundo.

F.Snipes é um artista multidisciplinar com um background imerso na música e design. Pernambucano radicado em Miami, Felipe tem um longo histórico na cena do Punk Rock/Hardcore no nordeste e no Brasil, atuando fortemente como músico, produtor e agitador cultural.

Recentemente, Felipe voltou a se reconectar com a música pelo projeto F.Snipes, que logo ganhou vasta repercussão na cena Brasileira e mundial, tendo participado de algumas coletâneas dos EUA e Europa, além de ter ganhado destaque em diversas playlists do mundo todo. O último single de F.Snipes foi inserido na playlist editorial do Spotify “Pátria Rock”, permanecendo por dois meses.





A banda de metal, White Death, lança o novo single "Spirits of open Fields" em todas as plataformas de streaming. 
"Spirits of open Fields"  é uma canção que possui a finalidade de sensibilizar, trazer à tona emoções que, muitas vezes, não conseguimos quantificar como, por exemplo: o sorriso sincero de uma criança, os sonhos, as fantasias, a ingenuidade, entre outros aspectos que compõem os valores trazidos pela música. Todo o instrumental foi pensado para funcionar como uma cantiga de ninar, alternando entre a delicadeza e ritmos mais intensos, vocais melodiosos e um solo de guitarra que embala toda essa atmosfera de boas vibrações. 
A faixa foi produzida, gravada e masterizada pela Loud Factory Estúdios em São Paulo, sob direção de Wagner Meirinha e Thiago Assolini.

O terceiro single lançado pela banda White Death conta com a arte da capa produzida pelo desenhista Fábio Vargas. A referência trabalhada neste desenho é o tempo e sua medida por meio de nossos valores pessoais e (des)construções que fazemos ao longo da vida. Embora o mundo esteja passando por momentos conturbados devido à pandemia, ainda sim, o olhar sincero e inocente de uma criança consegue nos impactar de tal modo ao ponto de revermos as nossas prioridades com o tempo que ainda nos resta.