7 EPs e Álbuns que passam por vertentes do Rock, Folk/Acústico, Jazz, Blues, Instrumental, entre outros



ROCK
FANTØMEX

É uma banda norte-americana que estreia por aqui com seu segundo lançamento e que iremos falar um pouco mais sobre abaixo.

Intitulado "Terraformed", esse é um EP com quatro faixas e também definido como o início de "Chimera", outro EP a ser lançado em 2023. 

Com sonoridade voltada principalmente para o rock, esse trabalho passa por vertentes como prog/math/noise/punk/hard/alt rock, além do post-punk e post hardcore, com bateria pesada, ótimos riffs, solos e um lirismo influenciado por eventos mundanos e pessoais nos últimos 2 anos, falando sobre como lidar com a pandemia, crises existenciais, a ilusão do controle, encontrar o amor verdadeiro, entre outros.

"Fantomex é uma banda indie punk e post-harcore da Carolina do Norte; metade do grupo reside em Asheville, NC e a outra metade em Morganton, NC Fantomex começou com amigos de longa data, o guitarrista Isaac Crouch e o baterista Edwin Mericle, tocando juntos por anos; até que em 2017, eles decidiram levar isso para o próximo nível e formar uma banda honesta. Os dois tinham ido para o ensino médio juntos e tocado em duas bandas anteriores um com o outro. A vocalista Abigail Taylor entrou na mistura, escrevendo letras intensas e instigantes, cujos contra-ritmos se mesclavam com o da música de uma forma única. Não muito tempo depois, Max Miller se juntou ao Fantomex e fez a banda inteira com suas linhas de baixo fortes e rápidas e suas habilidades de composição imaginativas e sempre fluidas", são informações da banda retiradas do release oficial.

Confira o EP abaixo:




MFRSM
Diretamente de Tel Aviv, Israel, eles estreiam por aqui com seu segundo álbum, revelado nas plataformas de streaming recentemente e que iremos falar um pouco mais sobre abaixo.

Intitulada "Lie, Lie, Lie", esse é o segundo álbum da banda e entrega para o público ouvinte nove músicas com cerca de 33min de duração e uma sonoridade que passa por diversas vertentes do rock como o hard/indie/alt rock, além do post-punk, com vocal rasgado, belíssimos riffs, além de outros detalhes instrumentais, bateria muito bem executada e um conjunto geral totalmente enérgico que não deixará nenhum ouvinte parado durante toda a audição. 

"'LIE, LIE, LIE' oferece uma mistura precisa de textos íntimos, dolorosos e irados, guitarras sujas e uma atmosfera que se conecta imediatamente aos cantos escuros e sombreados da vida urbana moderna", define o release oficial, que ainda revela ter influências que vão desde as bases clássicas como The Cure, The Clash e Wire, até revives do pós-punk como Preoccupations, IDLES, The National, Parquet Courts e Protomartyr. 

Confira o álbum completo abaixo:




POP ROCK
HENRY RYEDER
Vindo de NYC, EUA, ele estreia por aqui com um EP revelado nas plataformas de streaming recentemente e que iremos falar um pouco mais sobre abaixo.

"Boy Image" é o nome desse trabalho lançado no primeiro dia de Julho e que entrega uma sonoridade voltada para o dream/power/art pop, indie rock, passando também por muitos elementos dos anos 80, seja eles a atmosfera geral da faixa ou os sintetizadores presentes em um trabalho que entrega um lirismo e visão pessoal do artista, mas que com certeza se conectará com diversos tipos de ouvintes. 

Apresentando ótimas batidas, falsetes, melodias e instrumentação, o EP pode ser ouvido abaixo:




CLASSIC ROCK
JAMES & PAUL
É um duo do Reino Unido que estreia por aqui com extenso e grandioso álbum revelado nas plataformas de streaming dia 1 e que iremos falar um pouco mais sobre abaixo.

"Tabula Rasa" é um belíssimo álbum com 14 músicas, quase 1h de duração e que entrega ao ouvinte lindíssimas melodias, ritmos, lirismo, sintonia vocal, instrumental e uma conexão perfeita entre cada elemento e que traz paz ao ouvinte durante toda a audição desse trabalho, mesmo que ele apresente temas até mesmo tristes como uma descrição do que é ser propenso a ataques de pânico ou falar sobre amor e perda, por exemplo, com uma instrumentação melancólica e que dá ainda mais poder e intensidade e todo o lirismo presente nas faixas. 

Entre as faixas, temas como:

"Sobre a ideia de que nos tempos modernos, as pessoas estão obcecadas com suas fortes visões políticas, a ponto de estarem mais comprometidas com seu lado roteirizado do argumento do que com seus próprios relacionamentos com as pessoas (daí o nome 'romance moderno')". Ou sobre, em meio a solidão "encontrar a si mesmo quando você está preso em sua própria solidão, se enlouquecendo e querendo contato humano".

"Estar preso em um relacionamento tóxico a ponto de você preferir viver no desconforto do que tolerar o conflito de tentar terminá-lo".

"'When Are You Coming Around' é sobre a história de Bonnie & Clyde e o que teria acontecido se Clyde não tivesse sido preso no início de sua vida. É também sobre a paixão de Bonnie por Clyde"... Entre outros diversos temas ao longo das 14 músicas que podem ser ouvidas abaixo:




FOLK
DARCY KATE
É uma artista que estreia por aqui com um álbum revelado nas plataformas de streaming no último dia 24 e que iremos falar um pouco mais sobre abaixo.

Intitulado "Wanderer", esse é o álbum de estreia da artista, que entrega uma linha vocal doce/suave/angelical, instrumentais completamente relaxantes e um estilo musical primário do acústico, trafegando pelo folk, indie e até mesmo country, mostrando executar belíssimas melodias, lirismo e influencia em um amplo leque de estilos, pronta para comover o ouvinte durante cada pequeno detalhe das músicas que percorrem +35min de duração. 

O lirismo do álbum passa por temas de amor, mudança, conexão, aventura e contam histórias australianas únicas e que mostram todo o talento e versatilidade de Darcy.

Confira ele abaixo:




MULTIGÊNERO
JOKYO

O artista vivente dos Estados Unidos aparece novamente em nossas descobertas, agora com um EP lançado no último dia 5 e já presente em nossa segunda lista de EPs e Álbuns da semana.

"Houses in My Head" é o nome desse projeto, que entrega para o público ouvinte seis faixas e passa também por um leque amplo de vertentes como o psicodélico, gótico, post-punk, stoner, alternativo, emo, entre outros que mostram todo o talento do artista e versatilidade em passar por diversos gêneros num curto período de tempo. 

Já o lirismo é inspirado em momentos difíceis da vida do artista, como câncer de seu pai e ter perdido o amor de sua vida. 

Sendo um marco na carreira dele como produtor e cantor, as faixas foram totalmente remodeladas e gravadas no seu quarto, com produção DIY. 

"'Bleeding for ya Baby' é uma música que escrevi depois de um dos términos mais difíceis da minha vida. Tornamo-nos dependentes uns dos outros e nossos futuros individuais foram tão distorcidos que tivemos que acabar com isso. o primeiro verso é da perspectiva dela e o verso final e o refrão eram meus. 
'Corpse Walkin' é a única faixa do EP que não tem sotaque de Piano, e é uma das minhas favoritas. Possui bateria forte e baixo quente que mantém você no verso e no refrão. É tudo uma questão de aceitação e do ritmo de vida.
'I'm the Beast' é uma faixa que escrevi inspirada em acontecimentos da minha própria vida. Ele canta sobre autenticidade, e como eu nunca me mudo por ninguém. As pessoas distorcem as memórias que têm comigo para serem favoráveis ​​às suas próprias situações, e esquecem que no meio de sua raiva, eu sempre fui a besta que eles me fizeram ser.
'No Glory to be Had' é uma música sobre vício. Eu lutei com muitos em meu tempo, e minha incapacidade de domar meus próprios desejos resultou em uma profunda depressão, não há glória a ser obtida em trabalho infrutífero. 'Houses in my Head' é minha faixa favorita do EP e a ideia por trás disso é que sempre pareço buscar um lugar de pertencimento nas pessoas, e quando não consigo, nas drogas. Casas na minha cabeça, mas nenhuma parece um lar", comentou o artista sobre cada uma das faixas do EP, em release oficial.

Ouça abaixo:




INSTRUMENTAL

BLIND SPOT
De Düsseldorf, Alemanha, eles estão em nosso site pela primeira vez, com essa que é sua estreia no formato de álbum (já que anteriormente lançaram um single) e foi revelada nas plataformas de streaming recentemente.

"Frontmirror" é o nome desse álbum que entrega para o público ouvinte 10 músicas em quase 1h de duração, sendo músicas extensas, completamente instrumentais e que passam por um leque amplo de gêneros como o blues, jazz, soft rock, cinemático e muito mais estilos, no formato clássico de trio, mas tendo o complemento de elementos modernos e uma sonoridade que se encaixa principalmente para o (já citado) jazz, além do rock e blues, com melodias complexas muito bem executadas e que nos envolvem durante toda a audição desse magnífico trabalho.

Ouça ele completo:


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

CUPOM GAROTOSDL - EDITORA BELAS LETRAS




50 REAIS DE DESCONTO COM O CUPOM GAROTOSDL
mockup-joan-jett-1-verde
mockup-joan-jett-1-verde