M.S ÁLBUNS #3: Quizboy, Eva Gardner, Drew, Wooden Cabin e mais passando por estilos como o Rock, Acústico e instrumental



ROCK
01 - LOST // YOUTH
Depois de aparecer por aqui com single, a banda formada ano passado lançou no último dia 7 seu EP de estreia, intitulado "Chasing Shadows" e que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Passando por diversas vertentes do rock, elementos do alternativo e post-rock estão presentes em músicas com vocal feminino e que falam sobre perseguir o amor que pode destruir e encontrar determinação em deixar ir. "É sobre desgosto e raiva, mas também sobre as lições aprendidas ao longo do caminho e a promessa de cura", comentam em release oficial, ao falar sobre esse EP conceitual. 

Ouça:




02 - QUIZBOY
Lançado no último dia de 2021, esse álbum traz uma sonoridade ainda mais pesada do rock, com o grunge, punk, elementos do metal, screamo entre outros que podem ser identificados em "Bella".

Com título dado em homenagem ao seu cachorro que morreu durante a pandemia, o álbum traz lirismo que aborda as lutas pessoais que o artista teve, consequência disso, coisas que estão aconteceu de maneira global, entre outras coisas presentes num período sombrio para todos nós. 

Ouça o álbum abaixo:




03 - CUSTARD DREAM
É um projeto que está estreando por aqui com o EP "Blue Wave", divulgado nas plataformas de streaming durante o início de Dezembro.

Com seis faixas, ele consegue trazer um amplo leque de vertentes do rock, ao trazer com faixas com sonoridades voltadas para o rock progressivo, psicodélico, synth, new wave, clássico e até mesmo indie, mostrando uma grande variedade de estilos da banda e uma criatividade de composição.

Misturando a grande paleta instrumental de Badly Drawn Boy e o ataque de guitarra ameaçador de St Vincent, Custard Dream é o filho da mente do artista, produtor e multi-instrumentista Ryan Davies, com uma bateria do industrial, ótimas guitarras e sintetizadores que entram em nossa mente. 

Ouça o EP e já fique de olhos em outros projetos da banda abaixo:




04 - EVA GARDNER
É a dona do envolvente vocal feminino que podemos ouvir em "Darkmatter", EP divulgado nas plataformas de streaming durante a segunda semana de Dezembro e que traz sies músicas para o público ouvinte.

Com belos riffs na faixa de abertura e a inclusão de instrumentos como o teclado para o rock alternativo/punk, ela mostra seu amplo talento ao tocar todos os instrumentos, trazer influências musicais tanto de vertnetes do rock quanto de um pop synth e que aorda temas de desafios, nostalgia e gratidão em sua vida. 




05 - GUERILLA STATE
Aparecendo por aqui pela quinta vez, a banda que une Europa (Irlanda) e Oceania (Austrália), eles estão de volta com "Autonomy: Part Two", EP divulgado nas plataformas de streaming na véspera de natal.

Com seis músicas em aproximadamente 30min, eles abortam um lirismo sobre questões sociais, políticas, governamentais e não ficam em cima do muro diante de tudo que está acontecendo de maneira global, principalmente desde o início dessa nova década.

Todas as gravações, mixagens e masterização pela Guerilla State em seus estúdios domésticos separados em Belfast e Melbourne.

Ouça o EP completo abaixo:




ACÚSTICO
06 - SILAS ARMSTRONG
Depois de um ano como cantor e compositor solo, ele finalmente trouxe para as plataformas de streaming seu EP de estreia, intitulado "So Much For Love", que ganhou uma versão completamente acústica ao falar sobre desgosto e amor perdido, ao longo de 6 faixas.

Com uma linha vocal feita com coração e alma, além de um lirismo sincero, o piano dá um destaque maior ainda para a linha do artista, como podemos ver em faixas como 'Liar', a segunda desse trabalho.

"A experiência de Silas é tão rica quanto suas influências. Enquanto tocava em bandas e estudava música, ele começou como produtor de rádio no Clube de Jazz de Ronnie Scott, testemunhando e entrevistando artistas de todos os gêneros. Ele estava lá quando Prince fez seus shows improvisados ​​no clube e teve a honra de falar sobre música com Quincy Jones. Cinco anos de osmose trabalhando no Ronnie's passaram, mas a música pop, ganchos cativantes e letras significativas ainda brilham em suas composições. Suas maiores influências musicais incluem Adele, Dave Grohl, Toto e Marc Cohn", comenta o release oficial.

Esse e outros trabalhos do artista podem ser ouvidos abaixo:




07 - DREW
Vindo do Reino Unido, em Setembro ele revelou  seu EP de estreia, intitulado "An Empy Place" e que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Trazendo somente quatro faixas, ele traz um lirismo interessante sobre amor, perda, aprendizagem, músicas e o quanto as coisas em nosso dia a dia são passageiros. Com esse lirismo, temos uma instrumentação completamente acústica que passa pelo folk, soft rock, power pop, entre outras vertentes que mostram grande capacidade criativa e conhecimento de estilos por parte do britânico.

Sobre esse trabalho, ele comenta: "Neste EP, eu tentei capturar uma jornada de uma carreira de 20 anos no ensino através de um passo para o desconhecido e, em seguida, para o mundo da doença e dos desafios da saúde. Mas não faço nada por um pingo de tristeza ou desespero: o mundo me parece um lugar mais maravilhoso do que nunca, um desdobramento cósmico misterioso e mágico, se pudermos apenas dar um tempo para vê-lo. É disso que tratam essas quatro faixas. "

Ouça:



POP
08 - WOODEN CABIN
Diretamente da Áustria, ele levou dois anos para terminar seu álbum completo, disponível nas plataformas de streaming desde Julho e que aparece por aqui em nossa primeira lista de EPs/Álbuns da semana.

Com 10 faixas em um pouco mais de 30min, ela passa por vertentes como o dream/eletro/alt/indie pop, em um trabalho DIY que une uma sonoridade moderna, descontraída e em alguns momentos até mesmo lo-fi. 

Ouça esse e outros trabalhos dele abaixo:




INSTRUMENTAL
09 - THE GLASS PAVILION
Vindo do Reino Unido, esse é um projeto instrumental que foi divulgado nas plataformas de streaming no último dia 7, sendo uma das primeiras a aparecer em nossa lista e ter sido lançada de fato já em 2022. 

Ao longo de sete músicas (sendo uma delas de 15min) que são executadas por cerca de 45min, ele une o instrumental, cinemático, post rock, shoegaze, psicodélico, entre outros, num trabalho repleto de sintetizadores e instrumentos criados de maneira virtual, de maneira DIY. 

Num contexto geral, "When The Blazing Sun Is Gone" traz um lindíssima beleza de ritmos, seja por conta da progressão de acordes, dos sintetizadores muito bem executados e de uma obra-prima que certamente faz nossa mente viajar e navegar para outros locais enquanto somos pegos por cada detalhe instrumental presente nesse álbum que mostra toda a capacidade criativa do artista.  

Ouça:



10 - KRISTOFFER EIKREM
Artista noreguês, ele encerra as novidades de hoje com mais um trabalho instrumental, mas que agora sai de vertentes do rock e dá lugar a elementos do hip-hop lo-fi em "
Afternoon Assortment".

Com 12 músicas em 26min, seu trabalho traz uma experiência sonora incrível, relaxante e que nos convida a tomar um vinho enquanto admiramos cada detalhe presente em suas faixas repletas de jams, instrumentos de sopro, baixo repleto de groove, batidas do hip-hop e outras coisas que certamente irão conquistar os fãs de música instrumental. 

Ouça:


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

CUPOM GAROTOSDL - EDITORA BELAS LETRAS



CUPOM GAROTOSDL - EM TODO O SITE DA EDITORA BELAS LETRAS - SAIBA MAIS
mockup-joan-jett-1-verde