Paula Toller sobe ao palco do Tom Brasil para um show de grandes sucessos

Uma das musas do rock nacional, Paula Toller, subiu ao palco do Tom Brasil neste sábado, 16, e deu ao público aquilo que ele mais esperava: um show recheado de hits. 




A cantora, de 59 anos de idade, é conhecida pelos hits que compôs junto ao grupo Kid Abelha, do qual fez parte entre o início dos anos 1980 até 2016, quando, depois de hiatos temporários, a banda chegou ao fim. E na apresentação não faltou nenhum deste hits, assim como músicas de toda sua carreira solo. 

A carreira de Paula Toller se confunde com a da banda Kid Abelha, um dos maiores fenômenos da música nacional, com mais de 9 milhões de discos vendidos em 39 anos, uma enorme coleção de hits e discos de ouro, platina e diamante. A banda encerrou suas atividades em pleno sucesso, e Paula segue seduzindo os fãs brasileiros com sua voz inconfundível em uma bem sucedida carreira solo, shows de alto nível e ótimas letras, além de muitos prêmios. 



Como não poderia ser diferente em um show de uma hit-maker, o set-list contou com as músicas “Como eu quero”, “Nada Sei”, “Amanhã é 23” e “Lágrimas e Chuva”. Toller embalou a noite acompanhada do lendário produtor Liminha (arranjos e violão), além dos fabulosos Gustavo Camardella (violão e vocal), Pedro Dias (baixo e vocal), Gê Fonseca (teclados) e Adal Fonseca(bateria).  

Além dos clássicos, a cantora também apresentou seu single recente, "Eu amo Brilhar", lançada ano passado.  Ao contrário das suas músicas clássica, esta é um pop eletrônico dançante que ela gravou acompanhada do filho, Gabriel Farias, de 31 anos. A letra fala da necessidade de olhar para o futuro e esquecer o passado. Paula Toller e seu filho Gabriel Farias ficaram quatro meses juntos em casa, no Rio de Janeiro, durante a pandemia. Nesse período, Paula fez a música, em parceria com o guitarrista Gustavo Camardella e produção de Liminha e convidou o filho para fazer uma participação cantando. 


Outra música que foi destaque e não estava no repertório nos outros shows da turnê, é a versão da "Não Vou Ficar", música de Tim Maia, sucesso na voz de Roberto Carlos em 1969. Paula conseguiu criar uma versão com um arranjo bem inusitado, o que foi o ápice do show. 

Após ficar afastada devido à pandemia, a artista retornou com toda energia, entregando um show de grandes sucessos, para celebrar a conexão afetiva com o público - que lotou o Tom Brasil para cantar todas as músicas. Paula mostra que continua belíssima e com aparência jovial, além de manter a voz marcante. 












Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

CUPOM GAROTOSDL - EDITORA BELAS LETRAS

CUPOM GAROTOSDL - EM TODO O SITE DA EDITORA BELAS LETRAS - SAIBA MAIS
mockup-joan-jett-1-verde