GROOVER APRESENTA #41: LOF, Wills Tevs, Igor B., Du.Braga, Jehan e mais entre as novidades da semana, com artistas nacionais e internacionais

01 - THEORY OF WHY
Pomegranate (Denial) é a faixa-título psicológica difusa do nosso novo álbum. Extraída das influências de nossa cena DC DIY, esta música canaliza nossa frustração e emoções durante o último ano de confinamento

Seu terceiro álbum mostra uma gama de emoções trabalhando nessas canções antes e durante a pandemia. "Pomegranate" canaliza o pavor existencial dos anos em uma paisagem sonora dinâmica, onde o ouvinte pode escapar e ser envolvido pelo som. Seguindo em seu último EP, "Pomegranate" mostra uma maturidade em gravação, composição e produção, sem perder as arestas cruas que os tornam humanos.

Ouça abaixo:




02 - LOF
Está tendo um novo lançamento 'Sunrise' com um videoclipe que mescla vertentes como o Indie rock / Alternativo/Indie pop/Trip-Hop.

Equilibrando-se entre a atmosfera clara e escura, saltando de uma vibração agradável e fria para alguma ansiedade e drama no refrão. 

A faixa nos trás vocais suaves mas envolventes e um som que transborda de energia para a nossa mente.




03 - WILLS TEVS
Wills Tevs lançou seu álbum de estreia, Espasmonumental, no dia 30 de julho, em que explora emoções extremas dentro do universo pop e indie rock. A faixa de abertura, A Sós, é uma síntese dessa obra, ao usar sua técnica vocal para trazer paz e reflexão na primeira parte, e intensidade e angústia no desfecho. O instrumental com guitarra, baixo, teclado e bateria acompanha a transição do leve para o pesado, sustentando a mensagem de busca pela redenção para o sentimento de perda. A música chamou a atenção de Spotify e Deezer, que a incluíram em playlists editoriais. A produção é assinada por Rodrigo Cunha e Gustavo Arruda (Plutão Já Foi Planeta).



04 - IGOR B.
Em desabafo direto, Igor B exalta alma leve em ser verdadeiro e retoma o compromisso do rap com o discurso engajado. “Soul Funk (Funk Funny)” é o novo single do artista, que remete ao Hip-Hop. Trata-se de um Rap Good Vibes, no qual o compositor, defende a autenticidade de nos assumirmos como somos, em detrimento das imposições da sociedade, das manipulações da mídia e das diversas opiniões alheias. Num desabafo cru e direto, versa sobre ter a alma leve (a alma funk, soul funk) e sobre fazer o bem, mas olhando a quem. Nas suas palavras: “Devemos prezar, manter próximos de nós e fazer o bem para pessoas que emanam boas energias, que nos querem bem e contribuem com nosso crescimento e evolução como seres humanos. Pessoas de carga pesada e energias ruins devem ser afastadas e mantidas longe, pois só consomem a nossa força vital e atrasam a nossa vida...”. Com beat potente e dançante produzido pelo próprio, a faixa é o segundo single do álbum que irá lançar em 2022. Lançada pelo selo Mondogroove Records, no dia 08/08 a música recebeu também um videoclipe no canal do selo no YouTube. O clipe é um recorte de belas imagens relacionadas com a cultura do hip-hop (grafite, skate, street dance, etc). Segundo o artista, o momento é oportuno para se tentar resgatar a cultura hip-hop e sua temática mais humana e social. “Boa parte do discurso do Rap vem sendo banalizado e cada vez mais só fala de sexo, drogas, carros e ostentação. Já passou da hora de retomarmos o compromisso da música com o conteúdo e com a mensagem que ela traz”, diz o rapper. Inquieto e experimental, Igor B. é um baiano radicado em Brasília que faz um som com fortes influências do Hip-Hop, do Indie Rock, da Black Music e dos Afrobeats em geral. Compositor e produtor, dá voz às suas canções, numa estética muito pessoal e original, com letras que levam mensagens marcadas por profundas buscas e questionamentos, sobre vivências, sonhos, ilusões, que permeiam a vida humana dos nossos tempos.
05 - DU.BRAGA Aussie Love é o terceiro lançamento de um EP que sai em setembro / outubro pela Angorá Music. O disco foi gravado e produzido na Austrália, pelo premiado Ian Prichet (Angus & Julia Stone, The Beautiful Girls), e traz participações de Donavon Frankenreiter (em um bootleg), com quem gravei um clipe a alguns anos, antes de um hiato longo. A pandemia e a morte de um grande amigo e parceiro musical de infância precipitaram esse retorno. 2 canções acumulam> 120K reproduções, e essa é terceira. Um folk acústico com arranjos de slide, inspirados na surf music Australiana recente.



06 - CLIDE
A faixa de colaboração 'fake love' combina a abordagem moderna do duo produtor norte-americano Young Saab em pop alternativo e os vocais suaves, porém intensos de clide.

A música trata das pequenas brigas em um relacionamento romântico, os altos e baixos.




07 - FLOWVERS
'Far Away' é uma faixa com riffs contagiantes e percussão primária. Ela foi escrita nos últimos dois anos. 

"Nós improvisamos e ficou cada vez mais evidente que, quando viéssemos gravá-lo, seria necessário um grande som. As letras falam sobre angústia, um tema recorrente em nossas músicas. Linhas como 'Take me to away' capturaram o sentimento de um bloqueio onde alguém pode sentir que não tem para onde ir. Esperamos que todos gostem da música."

'Far Away' também chegou no mesmo dia da segunda edição da noite club da banda Flow Forever, com o evento ocorrendo no The Loft em sua cidade natal, Portsmouth, onde eles tocarão ao lado de Shame Face, Cowboyy e XOCKHA. 

A faixa é um rock incrível, com muitas influências de bandas indie como Arctic Monkeys e outras bandas britânicas.




08 - JEHAN
No novo single pop ‘Dark Shadow’, Jehan inspira seu público a superar os obstáculos
e encontrar sua força. Suas letras estimulantes são ampliadas pela poderosa entrega vocal de
o artista / vocalista apresentado, Salvo, e aprimorado pelo produtor musical da Sony Synematik que
ajudou a dar vida à música.

O cenário principal do videoclipe de um armazém arenoso no centro de Los Angeles retrata o visual de um garota atormentada que está presa em um “lugar escuro” e tem que lutar contra seu demônio interior para escapar. O escuro é contrastado com o elemento psicólogo claro no escritório onde ela tem que se conectar com seu eu interior para ver a raiz do problema. A psicóloga (Cami Storm) pede que ela vá ao aquele lugar escuro para que ela possa enfrentar o demônio interno e lançar luz sobre ele para ser livre.

Jehan Assria é uma visionária que desafia o status quo ao lançar sua própria música com um vocalista destacado. Os solteiros dela são uma experiência para o ouvinte semelhante às canções lançadas pelos produtores / escritores Calvin Harris, Clean Bandit e muitos mais. Na letra de "Dark Shadow", Jehan cria metáforas únicas para transmitir vulnerabilidades profundas com as quais muitas pessoas podem se identificar. As palavras de Jehan são uma força de natureza que ilumina aqueles que mais precisam.

Jehan colaborou com muitos compositores / produtores de prestígio, incluindo Wendy Starland (Lady Gaga, Moby, Wu Tang Clan, Black Eyed Peas), Lars Halvor Jensen (Jason Derulo, Lil Wayne, Boyz II Men) e Adeniyi "Synematik" Adelekan (Anthony Flammia, Polly A, Boyz II Homens) que ajudou a levar suas habilidades de composição para o próximo nível.


Postar um comentário

0 Comentários