GROOVER APRESENTA #40: PIB, Lua Mincoff, Wave 21, Peter Lake, Alega e mais artistas com singles e EPs lançados que descobrimos recentemente

01 - PIB
"Did It for Love" foi feita durante o segundo confinamento. "Eu queria escapar da situação de lockdown com um tipo de música de festival enérgica que transporta as pessoas diretamente para Ibiza no meio do festival de verão", comenta ele em release oficial.

As suas orientações musicais são bastante amplas do electro house, do pop ao reggaeton, omnipresente na Península Ibérica. Segundo o artista, a música deve trazer emoções e ele quer ser um criador apenas de emoções positivas.

O artista deseja expressar sua sensibilidade artística apenas para o prazer e sem ambições financeiras. Pelo contrário, ele deseja doar todos os seus direitos de streaming para associações que garantem a proteção dos animais.




02 - LUA MINCOFF
'Metade de Ninguém' nasceu primeiro como poesia, aí depois virou música, ganhou novas camadas através de uma rede de mulheres incríveis que a artista tem a sua volta e dividiram um pouco de suas experiências traumáticas e opressoras sofridas devido à sociedade patriarcal e machista. "A faixa também é sobre a parte que falta, o buraco, sobre nunca se sentir suficiente ou adequada, é sobre se perder, se reconhecer, se reencontrar e se perder de novo, às vezes em um único dia E é também sobre luta, desconstrução e sobre sermos pacientes com nossos tempos e nossos processos! Nesse balaio de sermos mulheres elásticas equilibrando nossas carreiras, afetos, famílias, gestão de nós mesmas (e muitas vezes dx outrx) ainda temos todo o peso da construção social do amor tóxico disfarçado de romântico", completa a artista brasileira em release oficial. Neste trabalho, ela apresenta uma b
elíssima linha de piano, com vocais envolventes e diversos trechos da música que certamente farão o ouvinte cantar junto uma coleção de temas necessários de serem debatidos.



03 - GIDEON FOSTER Miles and Miles é um EP lançado pelo artista em 30 de junho de 2021, a faixa-título foi inspirada pelo meu despertar espiritual que ocorreu em 2014 aos 45 anos. "É realmente a história dos últimos 7 anos para mim que às vezes parecia estar subindo o Everest em chinelos com uma mochila cheia de tijolos", conta o artista em release oficial. Ele também falou um pouco sobre a faixa: Miles e Miles são muito sombrios, na verdade, é sobre perder sua mente, o processo do velho você e seu ego sendo destruídos a ponto de não haver mais caminho a seguir, a não ser subir e eu acho que você realmente apenas deixou de pensar no conflito e eventualmente você chega a um lugar muito bom, onde você está sendo reconstruído e decide o que será construído, no meu caso isso era mínimo, para mim a verdadeira sabedoria não era encontrar respostas, mas deixar de lado a necessidade de encontrar respostas e se concentrar em as coisas que fazem você se sentir bem.


04 - WILD SISTERS BAND
Esta música festiva de verão com raízes profundas no pop moderno leva-nos a uma viagem improvisada de verão onde tudo pode acontecer. As belas e suaves vozes de GAB e Janicka trazem um toque de travessura a uma peça cativante e habilmente orquestrada, imbuída de sua seção de metais que dá a esta banda seu som único.

A masterização foi feita no famoso Studio Abbey Road de Londres por ninguém menos que Christian Wright (Ed Sheeran, Bjork, Coldplay, Radiohead). As letras são assinadas por GAB e Eve Lanthier, e a música por GAB, Nathan Gorry da Wild Sisters Band e Jean-Sébastien Robitaille que também fez a produção, arranjos, teclados e programação.




05 - ELKEEN
é uma cantora francesa perfeitamente bilíngue e apaixonada pela música pop anglófona.

Desde a adolescência, ela começou a fazer covers de músicas de seus artistas favoritos, como Alicia Keys, Adele ou Beyoncé. Foi quando ela conheceu Denis Clavaizolle, um ótimo tecladista e tocador de máquina, que ela começou a tocar esses covers no palco.

Por fim, é em 2019 que Elkeen começa a escrever seus próprios textos, falando sobre seus desejos, decepções, os bons e os maus momentos. Ela ainda estava acompanhada por Denis que compôs a música sintética e foi assim que nasceu o álbum Tender Enemy.
O álbum nos transporta para um universo atemporal com galáxias, às vezes new wave, disco, sintético, pop soul ou baladas com canções como "A bela e a fera", "É hora de dançar" ou "Lá vamos nós de novo".

A dupla inspira-se nas influências dos anos 80 ou 90; uma homenagem a grupos lendários como Tears for Fears ou Dépêche Mode, ou como ouvimos recentemente de The Weeknd ou Kavinsky.

O Tender Enemy é composto por 21 músicas, todas disponíveis em plataformas de streaming e também no Youtube. O primeiro single lançado no rádio é "It's time to groove", que apresenta um destaque para o baixo e que certamente não vai deixar o público parado, seja ouvindo a faixa em casa, seja no futuro em show ou festa ... O refrão é envolvente, ainda mais com a adição das palmas das mãos no fundo instrumental.




06 - WAVE 21
Wave 21 oferece rock melódico com riffs atemporais, harmonias suntuosas e letras que parecem contos sobre a vida, o amor e o rock n’roll.

A banda é conhecida internacionalmente por suas composições originais e sólidas performances ao vivo cheias de talento puro. Seus shows ao vivo oferecem aos fãs uma mistura intergeracional de conhecimento musical e boas vibrações. Com sede em Montreal, Canadá, a banda é liderada pela vocalista Mary-Lynn Doroschuk. Seu pai, Stefan Doroschuk, do famoso Men Without Hats, produziu os dois álbuns da banda no passado e no presente e se juntou oficialmente à banda em 2020. Ambos os álbuns foram masterizados no Georgetown Masters em Nashville.

Tendo tocado ao vivo na área de Montreal / Toronto e arredores, o Wave 21 aproveitou ao máximo seu tempo recentemente em confinamento, mantendo-se ocupado no estúdio gravando novo material para o tão esperado segundo álbum, “Brace Yourself”, com lançamento previsto para 25 de junho de 2021.

“Brace Yourself” é uma coleção completa que mostra a composição versátil das irmãs Doroschuk. As músicas foram escolhidas a dedo com o objetivo de criar um álbum de 10 faixas que remetem a histórias de vida e amor. Desta vez, a banda queria tocar em uma discussão mais aprofundada envolvendo os aspectos mais desafiadores da vida, enquanto incorporava tópicos sobre a terra e seus belos arredores. “Brace Yourself” do Wave 21 foca em seu nicho recém-descoberto de puro rock'n roll, apontando a banda em uma direção artística emocionante.

O single “Why Does It Happen?” é uma música sobre como nosso planeta é constantemente confrontado com muitos atos desnecessários de destruição e poluição diariamente. Mary-Lynn pergunta aos ouvintes "Por que isso acontece?" ao longo da música para expressar um certo grito de ajuda para nossa amada Mãe Terra.

A música pede a todos nós que mudemos coletivamente nossas maneiras de respeitar nosso entorno e a terra sagrada que todos nós compartilhamos e vivemos.

O nome Wave 21 vem de meados dos anos 70, quando o pai de Mary-Lynn Stefan Doroschuk e seus tios Ivan e Colin formaram uma banda para um show do colégio que eles chamaram de Wave 21, a banda precursora de Men Without Hats.




07 - PETER LAKE
Para muitos, a cor amarela pode evocar sentimentos de felicidade, calor ou alegria. O artista residente em Nova York que atende pelo pseudônimo de Peter Lake revela o que a cor representa para ele em seu novo EP e curta-metragem de rock alternativo, intitulado Yellow. Composto por três canções e seus respectivos videoclipes, que juntos criam um filme de 12 minutos, Yellow conta uma história de várias camadas de amor, perda e honra. Filmado pelo proeminente diretor de videoclipes Paul Boyd (Shania Twain, Lenny Kravitz, Neon Trees), o curta segue um motociclista robusto em uma jornada mística com um visitante extraterrestre. Yellow será lançado em todas as plataformas de streaming de música, bem como no canal de Lake do YouTube na sexta-feira, 30 de julho.

Yellow chega logo após os quatro lançamentos de single de grande sucesso de Lake no início deste ano, incluindo "Black Corridor" e "Bonfire Eyes", que juntos ultrapassam 4,6 milhões de streams totais no Spotify. Filmado na área metropolitana de Los Angeles, a trilogia de vídeos Yellow traz Jeremy Connors como o protagonista e Brandy Redd como a bela alienígena amorosa. Os vídeos foram produzidos por Eric Barrett, conhecido por I'm Gonna Git You Sucka (1988), Joe Cocker: What Becomes of the Broken-Hearted (1999) e Fun Lovin 'Criminals: Love Unlimited (1998). O EP Yellow consiste em três faixas - “Past Lives,” 6 Seconds ”e“ Blue Flower Blue ”- cada uma com um tema específico. Inspirado por um relacionamento anterior, “Vidas Passadas” centra-se em um relacionamento romântico no meio de um conflito único - acreditar na reencarnação e, ao mesmo tempo, compreender que a vida é para os vivos e estar presente em seu amor. Semelhante ao amor, a vida é provisória.

Assista cada um dele abaixo:








08 - ALEGA
'Southpaw' é um dos seus lançamentos mais recentes, uma música synth pop / electro pop / synthwave inspirada no período musical dos anos 80, onde mistura sintetizadores old schoool a uma sonoridade. 

"'Southpaw' é sobre a luta interna tentando ficar na companhia de alguém muito obstinado e manipulador. Crianças pequenas ousam ser elas mesmas e ser diferentes. Esta música é sobre se agarrar a essa criança. Destemida e verdadeira."

Esta é uma música de synth wave, synth pop e electro pop, com muitas vibrações.




09 - CYAN TEMPEST
Iniciando sua jornada musical aos 9 anos, ele começou a tocar guitarra elétrica e desde então aprendeu sozinho a tocar vários instrumentos, incluindo baixo, bateria, piano, o que lhe permite criar produções de bandas completas. Sua carreira musical assumiu muitas formas, principalmente como guitarrista e produtor da banda de rock Salt River Shakedown.

Alek sempre aspirou lançar música própria como produtor, Cyan Tempest é o alter ego que permite que sua imaginação corra solta com criatividade, produzindo tudo inteiramente por conta própria, desde a composição de músicas até a gravação de todos os seus instrumentos, produção, mixagem e
masterização, concluída em seu estúdio. O single de estreia Elevate nos dá um pico em seu mundo R&B infundido com pop.

Falando sobre a música, Alex afirma: “Moonlight pode ser interpretado de várias maneiras, mas em sua forma mais simples é uma música sobre amor e perda. É escrito a partir da perspectiva de um personagem que está com saudades de alguém especial que costumava estar em sua vida, e agora está fazendo de tudo para reconquistar esse relacionamento ”.

Continuando, Alex diz: "Durante o processo de composição, essa música passou por muitas mudanças. A faísca inicial foi a batida da bateria no verso juntamente com a linha de baixo que acabou se estabelecendo no pós-refrão. Para o refrão em si, comecei a criar camadas de harmonias e oitavas de minha própria voz e pitch mudando-as para criar backing vocals realmente profundos. No geral, eu queria que essa música parecesse uma jornada. Não há 2 seções iguais, mudando e evoluindo
com diferentes partes rítmicas e de sintetizador adicionadas conforme a música atinge o crescendo do refrão final."




10 - EMY TALIANA
Está de volta ao site com 'Pride Liberates', lançada recentemente nas plataformas de streaming.  Em colaboração com Dominique Provost-Chalkley (de Wynonna Earp, programa de TV canadense), elas buscam espalhar luz, amor e esperança com essa faixa, assim como convidar o ouvinte para tal. 

Nessa música, ela apresenta uma voz incrível e muito harmônica em conjunto com o violão, confira abaixo:


Postar um comentário

0 Comentários