MUSO SOUP SINGLE #17: The Women, ReLove, Zelha, Tejas Singh e mais artistas passando pelo hard rock, country, R&B, stoner, eletrônico e mais

01 - THE WOMEN
Diretamente da emblemática Cracóvia, Polônia, 'Trouble in Paradise' é um single lançado final de Fevereiro, onde a música é contada da perspectiva de uma pessoa presa a uma mentalidade tóxica. Os versos são seus pontos de vista sobre as relações que ele mantém - e a "luta" que ele acredita que deve enfrentar para ser realmente ele mesmo. No entanto, o sentimento geral de que as decisões que ele está prestes a tomar serão sua morte, prenuncia o resultado que esse tipo de mentalidade teve na história real em que a música se baseia. 

A faixa trafega por estilos como o hard/alternative rock, com riffs pesados, baterias cadenciadas e instrumental muito bem mesclado com o vocal/backing. Ouça abaixo:




02 - RELOVE
Dançante, 'Disposable World' traz um vocal típico do alt-country, assim como elementos instrumentais do gênero, como o virtuoso violino, que está presente em toda a música, seja no como background do vocal ou também com solos.

Em definição própria da banda, a faixa é sobre a pobreza e os sem-teto americanos, as elites de Hollywood que desejam poder, o NOVO julgamento de uma cultura de cancelamento tóxico, perguntas que nos aproximam da verdade, AMOR, FÉ e as escolhas GRATUITAS que podemos fazer...

Sempre levando as perguntas que precisam ser feitas, os vocais e letras de Glenn Jost continuam desafiando a complexa realidade sócio-espiritual que todos nós compartilhamos aqui na terra. Jost escreveu as canções e monitorou organicamente todas as baterias e violões em dezembro de 2020 com o produtor colega de banda Victor Bender. Hussain Jiffry (Herb Alpert) estabeleceu seus graves grooves de baixo, enquanto o multi-instrumentista Bender produzia e preenchia todos os teclados e guitarras elétricas.

A recém-adicionada virtuose do violino e cantora de ópera Leah Zeger (Hans Zimmer), eleva esta música eclética a um lugar sofisticado, mas de pisar os pés, combinando todos os elementos do funk country, reggae soul e chiclete retro-pop sem esforço.




03 - D.$AHIN
Diretamente da turquia, a artista apresenta um vocal harmônico e muito executado em 'Shine', faixa de lançamento e que mescla R&B e Soul. Junto também foi lançado um videoclipe dirigido pela artista, que vocês também poderão assistir logo abaixo.

Abraçado por um arranjo épico, mas simples, a voz da artista é o denominador comum entre um som neo-soul clássico e vibrações indie cruas que constroem uma orquestra de grande impulso. Apesar de ser exuberante e relaxante, há uma urgência de "brilhar" que parece sensível e exigente ao mesmo tempo.






04 - MARK HOUSTON
Lançada há um mês, 'Whispers in the Dark' é um conto que captura a montanha-russa emocional de emoções complexas sentidas por uma mãe ou pai durante a transição de seu filho para a idade adulta. Em uma história onde doces memórias são confrontadas com feitiços frenéticos de raiva e gritos enigmáticos de desejo, Whispers in the Dark guia o ouvinte por uma jornada cativante e imprevisível.

Apesar de estar aqui no site após 'Deserve You', o single de hoje foi lançado anteriormente, pelo artista americano, que em breve trará seu álbum de estreia, que combinará uma narrativa pensativa com melodias impulsionadas pela guitarra e paisagens sonoras orgânicas. 




05 - KAYLIN MARIE
Lançado há um mês, 'Without You, Too' é o segundo single de "Forget Me Not", segundo EP da artista e que será lançado entre Maio e Junho. A música pode ser um mantra para alguém que está se recuperando de um relacionamento antigo/recente, mas que ainda tem, às vezes, memórias dos momentos em que passou com um ex amor. "Um dia também serei feliz por mim - um dia serei feliz sem você também". Ela quer se desapegar e expandir o amor-próprio; algo bastante novo para ela. Pode ser a música mais triste, ou mais feliz, que Marie escreveu. Quem decide é o ouvinte.

Confira abaixo:




06 - FIREBUG
Lançado em Fevereiro, 'Run' é um dos singles mais recentes da banda, que gravou e mixou no famoso Rancho De La Luna, em Joshua Tree, Califórnia, trazendo para seu trabalho nomes como Chris Goss (Queens Of The Stone Age). 

FireBug começou sua jornada musical no bairro de Wicker Park pelos nativos de Chicago Juliette Tworsey e Jules Shapiro. Que se conheceram por meio de um amigo em comum que achava que eles deveriam se reunir e trabalhar na música, já que haviam gostos e influências semelhantes. A banda então mudou-se para L.A. e viveu em Silverlake, tocando em locais famosos como o The
Viper Room e The Echo. Depois de gravar seu primeiro álbum "Season For Change", a banda decidiu fazer uma mudança e se mudaram para Nova Orleans, onde gravaram seu segundo álbum "Wandering Soul".

Entre suas principais influências, nomes como Led Zeppelin, Rollng Stones, Cream e Jimi Hendrix na parte voltada ao Blues, já pelo Soul, nomes como Aretha Franklin e Nina Simone. A música trafega por estilos como classic rock, blues e até mesmo stoner, com o ouvinte podendo ver a interferência de Chris Goss, trazendo um que de QOTSA para a faixa.




07 - ZELHA
Lançado no último dia 9, um dos singles mais recentes da artista trafega por vertentes do pop, como o indie e o alternativo, numa música que fala sobre ver  se vale a pena entrar em um relacionamento quando você sabe que vai acabar mal. Ele se concentra em sentimentos de insegurança e indecisão, trazendo para o seu som influências que vão de Haim e Lorde a Hayley Williams, mostrando ouvir sons de estilos diferentes do apresentado.

Zelha é uma cantora e compositora meio belga e meio mexicana residente em Londres. Crescendo na Bélgica com sua origem mexicana, ela sempre viu o mundo de forma diferente e usava a música para escapar da vida cotidiana. Ela sempre procurou ficar fora dos holofotes, o que fez com que cantar e, mais tarde, escrever fosse uma forma de se expressar.




08 - TEJAS SINGH
Com seus vocais elétricos e refrão viciante, o single 'Good Years', lançado no começo do ano, é imperdível e retrata aquele que fugiu e, de forma mais ampla, fala sobre a volatilidade de nossos dias de juventude. Essas reflexões e estilo milenares fazem o cantor se sentir nostálgico e o som que ele criou fará com que você sinta o mesmo.

O som, que trafega principalmente por vertentes do indie, pode ser ouvido abaixo:




09 - SILVER CUP
Silver Cup é uma dupla de irmãos, que trazem em suas músicas a influência e referência de estilos como o pop, hip-hop e R&B. Uma dessas faixas foi lançada em Março, trazendo uma ótima mescla entre o instrumental e os vocais suaves harmônicos em 'Annabel Lee', música baseada no poema completo de Edgar Allan Poe. A música conta a história de dois amantes separados que percebem que é tarde demais para seu amor.




10 - MARQELETRONICA
Lançada no começo do mês, 'Bad Bones' é uma faixa de aproximadamente 5 minutos, repleta de agudos nos grandes momentos sonoros, mas mesclando também com tons baixos em suaves versos socais. Instrumentalmente, traz uma bateria ao estilo funk e também elementos do eletro-synth, sendo as vertentes principais do single. Ouça ele abaixo:




Esta matéria foi criada via Musosoup, entenda mais aqui: #Sustainablecurator

Postar um comentário

0 Comentários