ASSESSORIA CAFÉ 8: Tagua Tagua, Gabrre e Juliana Cortes com lançamentos

Tagua Tagua, que lançou recentemente nas plataformas streaming e em vinil, o álbum Inteiro Metade (Natura Musical / Costa Futuro). Com nove músicas, o disco mergulha entre timbres eletrônicos e orgânicos e apresenta uma faceta mais madura do artista, que até o momento contava com dois EPs na discografia: Tombamento Inevitável (2017) e Pedaço Vivo (2018). A identidade visual do projeto, aprovado pela Natura Musical através da Lei de Incentivo a Cultura (financiado pelo Governo do Estado – Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer – Pró-cultura RS LIC, Lei n.o 13.490/10), é assinada por João Lauro Fonte, que produziu os lyric videos dos singles revelados antes do disco, bem como as capas dos mesmos: Inteiro Metade, Mesmo Lugar, 4am e Só Pra Ver.

Gabrre, cantor e compositor gaúcho de 22 anos, de Gramado, na Serra Gaúcha, lançou o seu álbum de estreia tocar em flores pelado (isso, tudo em letras minúsculas mesmo), pelo selo Honey Bomb Records, no dia 23 de outubro. São 10 faixas nas quais o universo do artista é revelado. Sua música é o resultado da fusão entre violões e pianos recheados com echo e reverb, percussões pulsantes e vocais etéreos.


O terceiro disco da cantora curitibana Juliana Cortes, Álbum 3, apresenta uma grande obra produzida pelo gaúcho Ian Ramil (Grammy Latino 2016) gravada entre Curitiba e Porto Alegre, que já revelou três singles: Andorinhas, Cores do Fogo e Três. O trabalho conta com participações especiais de nomes consagrados como Airto Moreira – um dos percussionistas de jazz mais importantes do mundo –, em Terra Plana, e Pedro Luís, em Cores do Fogo, artista de múltiplas presenças na história da música brasileira e carioca. Completam o time de participações, representantes da nova geração como Érica Silva – baixista da banda Mulamba que participa de duas faixas do álbum, Estrela Leminski, uma das poetas convidadas para a escritas das canções e Rodrigo Lemos, o Lemoskine, compositor e vocal da faixa que batiza o trabalho. Além do disco, Juliana lança também um minidoc da residência artística promovida por ela e dos bastidores da gravação. Assista aqui