Breaking News

"O Álbum perdido de Nau", Violet Soda, Dingo Bells, Ana Cañas, Matheus Torreão, Elucubro, NOAHS e Apto Vulgar nos lançamentos nacionais da semana

Em 1988 um grupo paulista entrou em estúdio para gravar a demo de seu segundo álbum para a CBS. O trabalho foi concluído, mas não chegou ao público, foi rescindido o contrato com a gravadora e a banda acabou em 1989. Desde então, não se soube mais onde estava o registro. Essa é a história do novo disco do NAU, reencontrado 30 anos depois por Cilmara Bedaque, lançado agora em todas as plataformas digitais pela Deck.

A banda ganhou rápido reconhecimento tendo à sua frente a cantora e ativista Vange Leonel e ainda é tida como influência. O sucesso de crítica e de público veio com seu primeiro álbum, homônimo, de 1986. Em 1988, Vange, Zique (guitarra), Beto Birger (baixo) e Kuki Stolarski (bateria) registraram o segundo disco, que não foi lançado. A banda acabou no ano seguinte e Vange seguiu sua exitosa carreira solo, incluindo o lançamento do hit “Noite Preta” (1991) que ela assina com Cilmara.




A banda paulistana de garage rock Violet Soda, formada por Karen Dió (vocal e guitarra), Murilo Benites (guitarra), André Dea (bateria) e Tuti AC (baixo), lançou no dia 9 de novembro o EP “Tangerine. 

Esse é o segundo trabalho do grupo em menos de seis meses de existência, novamente com produção de Alexandre “Capilé” Zampieri e gravado no Estúdio Costella, em São Paulo. A sonoridade segue as características do elogiado EP de estreia, “Here We Go Again”, com influências grunge, punk e do rock de garagem dos anos 90/00. Todas as faixas do novo trabalho vieram acompanhadas de vídeos no formato Motion Audio e lançadas no YouTube.


A Dingo Bells, formada por Rodrigo Fischmann (voz e bateria), Diogo Brochmann (baixo e voz), Felipe Kautz (guitarra e voz) e Fabricio Gambogi (guitarra e voz), tem motivos de sobra pra comemorar. Dinossauros, música do primeiro álbum do grupo, Maravilhas da Vida Moderna (2016) já foi ouvida por, pelo menos, 2 milhões de pessoas. “É surreal”, acreditam. E, para celebrar, eles disponibilizam um vídeo inédito da música filmado durante o show de lançamento do primeiro disco do grupo, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre, em 2016.

A cantora Ana Cañas lançou na última sexta-feira, 9 de novembro, seu novo álbum, "TODXS". Produzido pela cantora ao lado de Thiago Barromeu, o quinto registro de estúdio da cantora marca uma guinada em sua carreira, sendo o primeiro lançado de forma totalmente independente.

O álbum também tem um cunho social e político forte. Ele traz uma temática calcada no feminismo, seguindo o single lançado em 2017, “Respeita”. Algo que acompanha a trajetória de vida da cantora, uma das vozes mais fortes do ativismo da música brasileira. 

“TODXS” também se destaca pelas participações. O rapper Sombra (SNJ) divide os vocais na música que dá nome ao álbum - e que ganha clipe dirigido pelo coletivo Farpa, lançado também no dia 9. O álbum ainda traz um dueto de Ana com Chico Chico, filho da cantora Cássia Eller.




O cantor e compositor pernambucano Matheus Torreão traz seu lirismo bem humorado com uma sonoridade que se aproxima de uma tropicalidade pop em seu primeiro álbum, já disponível nas plataformas de música digital. O nome do registro, que não deixa espaço para dúvidas é “Disco de estreia de um jovem recifense que venceu um reality show, mudou-se para a República Independente da Bossa Nova, fez um mestrado acadêmico decididamente irrelevante, teve seu instável talento para comédia contratado pela indústria do sitcom e usou todo o dinheiro que ganhou até aqui para gravar nove canções”. O álbum é um lançamento do selo Sagitta Records.

 



O rock nacional se renova com o lançamento do primeiro EP da banda de rock alternativo, Elucubro. Batizado de Naufrágio, o EP conta com cinco faixas inéditas e autorais, e estará disponível a partir de novembro em todas as plataformas digitais, entre elas: Spotify, Deezer e Tidal, e também no Youtube, Bandcamp e Soundcloud. Naufrágio, que apresenta um rock alternativo mais introspectivo e poético, foi produzido, mixado e masterizado por Victor Rotta. Tem como música de trabalho a faixa de mesmo nome do EP, Naufrágio, que fala sobre desilusões e a solidão, como um náufrago em um mar de sentimentos.




NOAHS é uma banda brasileira de Indie Folk de Florianópolis, formada pelos irmãos Murilo e Danilo Brito, Bruno Bastos e Felipe Hipolito. Em 2014, estreou com o EP Cedar & Fire, ainda como um trio, contendo cinco músicas autorais em inglês. Dois anos depois, lançou o single Talk to Me e, no começo de 2017, o segundo EP, intitulado Rise, também com cinco faixas, foi lançado. Suddenly é uma das músicas do mais recente trabalho e estreia um clipe dirigido pela dupla Couple of Things, formada por Diana Boccara e Leo Longo, diretores responsáveis pelo projeto  Around The World In 80 Music Videos, que já produziu clipes de artistas como Pato Fu, Vanguart, Brothers Of Brazil, Vivendo do Ócio, Vespas Mandarinas e Selvagens À Procura de Lei.






O hardcore metalizado do quarteto paulista Apto Vulgar segue direto e reto no novo single ‘Inimigo’, lançado nesta sexta-feira nas principais plataformas de streaming pela Electric Funeral Records
‘Inimigo’ é a primeira amostra do que a Apto Vulgar soará no EP O Inimigo, que lançará ainda em dezembro deste ano. Será o sucessor do disco de estreia, Sistema Operacional, um petardo de oito faixas lançado em 2017.