sábado, 12 de novembro de 2016

Guns and Roses volta com Slash, Duff e gerações de fãs saem realizadas do Allianz Parque


Nem o fã mais sonhador imaginava que um dia iria ver ou rever Axl, Slash e Duff juntos no mesmo palco em uma turnê do Guns N' Roses. Com diversos problemas, a banda fez isso pela última vez em 1993 e 23 anos depois, fizeram isso pela primeira vez no Brasil, na considerada "reunião do século", por diversos motivos.

Com ingressos praticamente esgotados, a banda entrou no palco em um horário diferente do marcado, mas ainda assim num horário que nenhum fã se importava em demorar mais um pouco, pelo contrário... 2h30 de show poderia facilmente serem transformadas em 3h, 4h que até mesmo o fã mais cansado das horas ou dias de fila, só iria sentir todo esse cansaço após o apagar das luzes do estádio.



Momentos antes do show, era exibido no telão a imagem da banda, com o nome da turnê e com a música do Looney Tunes ao fundo. Estava ali iniciado o primeiro show dessa formação em São Paulo, já com uma sequência de hits para ninguém botar defeito: It's So Easy, Mr Brownstone, Chinese Democracy e Welcome to The Jungle.

Num início de chuva, também teve espaço para o primeiro cover da noite, com Live and Let Die, em uma versão bem diferente da original de Paul McCartney e também boa, mas que nem se compara, tanto no quesito dos fogos, quanto no quesito dessa não haver um piano destacado igual a versão live do eterno Beatle.



O show seguia com hits atrás de hits: Rocket Queen, You Could Be Mine, This I Love e Civil War mostra que, se Axl estava com uns quilos a mais por conta dos anos, a voz continuava (ou voltou a ser) impecável, em versões live que mais se parecia com a voz do gravado em estúdio. Ele também arriscava algumas dancinhas, ia de uma ponta do palco para outra, para a plataforma central, escadas de fundo, simplesmente não parava por um segundo, agradando público de todos os lados do estádio, principalmente da pista Premium, local mais perto do palco.

Em Coma, Axl ainda apresentou cada membro da banda, finalizando com Slash, que tocou Speak Softly Love (Tema de "Poderoso Chefão") e emendou com Sweet Child Of Mine, uma das músicas mais conhecidas da banda.



Quem pensa que os hits ficaram somente nas músicas autorais está totalmente enganado. Além do cover de Paul McCartney, Wish You Were Here (Pink Floyd) é cantada num trio de vozes entre Slash, Richard Fortus e o público.

Saindo somente do vocal, Axl assume o piano, onde toca a parte instrumental de Layla (Eric Clapton) e já emenda com November Rain, justamente quando cai chuva no estádio e ainda acontece uma homenagem linda, mesclada de luzes de celular e bexigas vermelhas.



Apesar do setlist dizer que tem um "encore", o show foi praticamente ininterrupto e se encaminhou para o final com Don't Cry, The Seeker (The Who), Paradise City e uma versão de Everybody Knows (homenagem a Leonard Cohen, que faleceu nessa semana).

Assista trechos de Sweet Child Of Mine/Layla/November Rain/ Final do show:





O setlist completo foi:

  1. It's So Easy
  2. Mr. Brownstone
  3. Chinese Democracy
  4. Welcome to the Jungle
  5. Double Talkin' Jive
  6. Better
  7. Estranged
  8. Live and Let Die
  9. Rocket Queen
  10. You Could Be Mine
  11. Attitude
  12. This I Love
  13. Civil War
  14. Coma
  15. Speak Softly Love
  16. Sweet Child Of Mine
  17. Wish You Were Here
  18. Layla / November Rain
  19. Knockin' On Heavens Door
  20. Nightrain
  21. Don't Cry
  22. The Seeker
  23. Paradise City
  24. Everybody Knows
O próximo show será hoje, em mais uma noite no Allianz Parque.

Nenhum comentário:
comentários