Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Para um público dançante e fiel, Vivendo do Ócio faz primeiro show após lançar novo disco
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Neste sábado (19/09) a banda baiana Vivendo do Ócio se apresentou no Superloft (localizada na Faria Lima), durante  o terceiro dia da ed...

Neste sábado (19/09) a banda baiana Vivendo do Ócio se apresentou no Superloft (localizada na Faria Lima), durante  o terceiro dia da edição de 40 anos do festival Banana Progressyva.

Marcado para abrir os portões por volta das 18h, antes do show começar foram discotecadas algumas músicas do Jimi Hendrix, em um especial  feito para a guitarrista, morto dia 18 de Setembro de 1970.

Além das músicas discotecas, foram exibidos as matérias relacionadas ao Superloft e o documentário do  Banana Progressyva de 1975, sendo que esses vídeos são exibidos tradicionalmente em cada dia do  evento.

Espalhados pelo local, é possível ver cartazes de outras edições do festival, e alguns pequenos banners mostrando data dos próximos shows do festival (com Bula e Ludovic).



Por volta das 20h30, a atração da noite (formada por Jajá Cardoso, Luca Bori, Davide Bori e Dieguito Reis) subiu no palco, começando com Bomba Relógio, que já foi responsável por levar o público a loucura com a música que abre o segundo  disco de estúdio da banda, lançado em 2012.

Depois de mais duas músicas do disco O Pensamento É Um Imã, foi a vez da banda anunciar uma "volta para 2009" com a música Meu Precioso (com o baterista perguntando se já gostamos de alguém que não tivemos a mesma correspondência e o quanto isso é ruim). 



Sendo  o público que mais dançou e acompanhou as músicas, dentre os (até agora) três shows da edição 2015 do festival, isso também era visto com destaque no hit Radioatividade, grande sucesso da banda, que encerrou a primeira parte do  show.

Anunciando o disco Selva Mundo (que foi lançado dia 11/09), o single Prisioneiro do Futuro foi escolhida para ser a primeira música do novo disco a ser tocada no show. 




O show ainda teve outras músicas do disco mais novo da banda e teve para a banda uma reação muito positiva do público, pois de acordo com os integrantes, eles não achavam que o público já estaria tão "afiado" nas letras de um disco lançado tão recentemente. 
Vale lembrar a grande repercussão do disco feito com a ajuda dos fãs, no Kickante, mostra o quanto estão conectados com eles, mesmo sendo algo que acabou de sair do forno.

Mesmo com as cinco músicas que foram tocadas do disco novo, o público ainda pedia outros lançamentos que não foram tocados, como Carranca (feita em  parceria com Thadeu Meneghini, das Vespas Mandarinas e tocada pela Vespas em alguns shows). Marcado para 22/10 no SESC Belenzinho, o show oficial de lançamento do Selva Mundo deverá ter mais músicas do mais recente lançamento, incluindo Carranca.



Voltando mais uma vez para 2009, foi a vez de tocarem Terra Virar Mente (música que abre o primeiro disco da banda), Amor em Fúria (responsável por fechar o disco), além de Rock Pub (que foi umas das principais músicas cantadas em coro com o público presente).

Responsável por fechar a segunda parte do setlist, foi a vez de tocarem o Xote com DNA da VDO, tendo uma bateria mais destacada do que o "Xote típico". Pelo motivo de ser um Xote, O Mais Clichê talvez seja a única música do show em que é possível ter um momento mais "de romance", com danças mais 'coladinhas' e etc.


Chegando no final do show, foi anunciada a música "daquela mulher da revista, a filha do Maurício de Souza", como disse o baterista Dieguito, em tom de brincadeira.

Após Fora, Mônica, foram  emplacadas dois hits do disco O Pensamento É Um Imã, sendo eles Nostalgia (que por ser grande sucesso da banda, era cantada por todo o público, inclusive por quem estava conhecendo no show o trabalho da banda) e Silas (segunda faixa do disco),  música que encerrou o show.

O público mostrou ser fiel a banda durante o show todo, entoando em coro tanto as músicas lançadas há uma semana, como os hits ou músicas não tão conhecidas dos outros dois discos da banda. 
Em um show que se via o público dançando e em conexão com a banda durante todas as 18 músicas presentes no setlist (que vocês podem ver qual foi na foto abaixo), principalmente por esses motivos, pode se afirmar que o terceiro show do Banana  Progressyva 2015 foi, até então, o mais enérgico, tanto pelo público, quanto pelos baianos que vão aumentando cada vez mais seu círculo de fãs.

Postar um comentário

 
Top