Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Conheça 5 discos nacionais lançados em 2014
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Depois de anos sem músicas inéditas, os Raimundos começaram 2014 com o disco “Cantigas de Roda”. Gravado em Los Angeles pelo sistema de...

Depois de anos sem músicas inéditas, os Raimundos começaram 2014 com o disco “Cantigas de Roda”. Gravado em Los Angeles pelo sistema de Crowdfunding, é um disco que conseguiu voltar às origens e a época dos Raimundos com o Rodolfo. 
Para ajudar a voltar nessas raízes, eles escreveram e gravaram algumas faixas na casa onde o Digão morava quando começou a banda. Além disso, retomou a parceria com o pernambucano Zenilton, em letras como Gato da Rosinha.
Mostrando amadurecimento também, ao longo da turnê de 2014, o ao vivo da formação atual faz a gente nem notar que um dia Rodolfo também foi da banda.




Nascida no bairro da Pompéia, a cachorrada da Mattilha lançou em Março deste ano o seu primeiro disco de estúdio, intitulado Ninguém É Santo. Influenciado por bandas como Velhas Virgens, Matanza, Made e Tutti Frutti (esses dois últimos citados na faixa Filhos da Pompéia) começam o disco com uma introdução de guitarra e bateria pesada, um instrumental que mostra a que veio.

Com letras inspiradas no que envolve as noites do cenário Rock 'N Roll, o disco tem participação de nomes como Paulo Coruja (Cracker Blues), Paulão de Carvalho (Velhas Virgens) e Rachel Maia. 
Já abrindo show para bandas como Os Inocentes, Kiara Rocks e Matanza, o disco com certeza é um dos melhores do ano, e a banda mostrou que veio para ficar no cenário do rock atual.





Depois de 8 anos sem um disco inédito, os Detonautas voltaram com o disco duplo intitulado A Saga Continua.
Mais maduros, esse disco mostra a evolução instrumental e letrista da banda, tanto em letras que mostram a situação do nosso país, como o single Quem É Você? e Seja Forte Pra Lutar, quanto nas letras poéticas e românticas, como Acredite No Seu Coração e O Alienista, além da versão de Sempre Brilhará, do Celso Blues Boy.
Com clipes bem elaborados em músicas como Vamos Viver, Um Cara de Sorte, Combate, além de outras citadas acima, os anos sem discos inéditos mostraram ser fundamentais para a evolução e maturidade da banda que fez um disco que merece ser ouvido por quem já conhece e conhecido por quem ainda não ouviu.






Voltando para o o estúdio três anos depois, a Cachorro Grande lançou aquele que é o disco mais experimental e para mim o melhor da banda.

Gravado no estúdio que dá o nome ao disco (Costa do Marfim), o sétimo disco foi produzido por Edu K, que trouxe a possibilidade de novos elementos da música eletrônica, africana, indiana e 11 onze faixas de pura psicodelia. Se o objetivo era o ouvinte "brisar" sem usar nenhuma droga, apenas ouvindo o som da banda, o objetivo foi alcançado com esse "LSD" em forma de música.

O disco conta com faixas instrumentais (como Costa do Marfim e Torpor partes 2 & 5), longas faixas (como Nós Vamos Fazer Você Se Ligar, de quase 11 minutos e Eu Não Vou Mudar, que para mim é a melhor música do disco, tanto pelo instrumental quanto pela letra), as que mais destacam a psicodelia do disco são música como Nuvens de Fumaça e Crispian Mills (que conta com cítaras e outros sons indianos).
 
Com apenas um single lançado, o disco poderia ter pelo menos mais três ou quatro que iriam fazer sucesso sendo lançados deste tipo.
Sendo psicodélico até no lançamento físico, o disco foi lançado em CD digipack, mídia digital, LP Duplo e uma versão de 100 cópias do LP todo em verde esmeralda.

É previsto que a banda lance um novo disco no começo do ano que vem. 

  
Nascido de momentos de alegria, mas também da perda de duas pessoas tão queridas, a Bula Rock é o resultado de muita dedicação e amor,  as letras tem muito sentimento, o sentimento de ter perdido duas pessoas tão queridas e ter que virar a página para seguir a vida em frente.
Fundada no começo de Novembro, a banda é formada por Marcão Britto (Charlie Brown Jr.), Pinguim Ruas (Charlie Brown Jr.) e Lena Papini (A Banca). Um mês depois, já foi lançado o primeiro disco de estúdio, intitulado Não Estamos Sozinhos.


O disco começa com a música Duas Caras (feita numa parceria do Marcão com Ivan Sader), um rock pegado, com bateria destacada, baixo do Champignon (Charlie Brown Jr.) e mostrando qual o estilo desse primeiro trabalho da banda. A música conta com clipe gravado no Electro Sound Studio, estúdio do Marcão e onde foram gravados muitos álbuns do Charlie Brown Jr., incluindo o LA Família 013. Só quem entra naquele estúdio sabe a energia que tem lá, com certeza trabalhar em um local como aquele é fundamental.

A sexta faixa do disco é a pitada do Charlie Brown Jr. dentro da Bula Rock, Ela Nasceu Pra Mim foi composta por Marcão, Chorão, Thiago Castanho, e com Champignon (Também está em Duas Caras) no baixo e Bruno Graveto na bateria (que também está presente em várias faixas ao álbum e só não está na banda por conta do seu trabalho no Strike).

A faixa-título foi feita, por Marcão no fim de 2013, encerra o álbum. Sua letra fala sobre Chorão, Champignon emociona quem ouve e conhece o motivo dela. Feito num modelo acústico, a música ganhou uma pegada mais forte dentro do CD.
O ano de 2014 foi cheio de ótimos lançamentos, e com certeza o Não Estamos Sozinhos fechou esse ano com chave de Ouro.





Postar um comentário

 
Top