Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Entrevista com Vespas Mandarinas
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Vespas Mandarinas é uma banda paulistana, formada por Chuck Hipolitho (Guitarra e Vocal), Thadeu Meneghini (Guitarra e Vocal), Flávio Guarni...
Vespas Mandarinas é uma banda paulistana, formada por Chuck Hipolitho (Guitarra e Vocal), Thadeu Meneghini (Guitarra e Vocal), Flávio Guarniei (baixo) e André Dea (bateria) no ano de 2009. 

Depois de dois EP's lançados, no ano de 2013 a banda chegou com seu disco de estreia Animal Nacional e com ele a ainda começou a ter mais destaque no cenário. Tendo músicas como Não Sei o Que Fazer Comigo e Santa Sampa sendo executadas na Rádio Rock (89FM), a banda se apresentou este ano no Lollapalooza, abriu shows para o Lobão, e mais recentemente (30/08) para o Capital Inicial, o próximo show marcado (27/09) a banda será abertura para o show do IRA!

Saiba como foi criada a banda, parcerias e outros assuntos em ENTREVISTA EXCLUSIVA com Chuck Hipolitho (que falou em nome da banda), 4 meses depois de eu ter conversado com ele em SBC (Conversa informal mesmo, abordando diversos temas aleatórios, na época ele falou que o público do local é o melhor, e está presente em todos os shows - confira resenha do show -) .



Vespas Mandarinas. Foto: Victor Moriyama
De onde surgiu o nome “Vespas Mandarinas”?

Foi a coisa mais ridícula do mundo, a gente montou uma banda e aí precisava de um nome, era algo assim "Ah, agora a gente tem uma banda, pode crer". Tudo era uma brincadeira ainda, Vespas Mandarinas não tinha nem pretensão daquela coisa mais séria, profissional. Aí você precisa arrumar um nome... e eu sou meio viciado em coisas de biologia, queria ter sido biólogo, ai vi um documentário da Vespa Mandarina e achei muito doido e falei "Meu, Vespas Mandarinas. 
A Vespa Mandarina é um bicho que se impõe, agressivo, que ataca em bando... E eu achava que isso era algo legal para a gente ter como símbolo, o que eu achava mais legal de tudo na verdade era a parte de ser um nome feminino, não era algo tipo "O 'não sei o quê'", a gente se colocava como uma coisa feminina, achava que isso era uma coisa legal pro Rock, que é visto muito como uma coisa de Macho, acho que falta essa energia feminina.

Os  integrantes já tiveram outras bandas antes (Chuck era do Forgotten, Tadeu era do Banzé, Dea e Flávio eram do Sugar Kane). De onde veio a ideia de formar a banda?

Eu ouvia falar do Banzé e eu não tava ligado, e em algum momento e o Thadeu me convidou para participar de um show do Banzé, eu fui ouvi e disse "Caralho, puta que pariu, como que nunca tinha ouvido falar" comecei a "namorar" ele e me apaixonei e desde então eu e o Thadeu a gente se grudou né!! Aí a gente gravou o primeiro material  "Da Doo Ron Ron" (2010) que era um EP, e a gente começou a ir para estrada por causa disso. Eu e o Thadeu se ligou rapidamente que a gente ia ter colocar nossa energia nessa banda, que a partir do momento se chamou Vespas Mandarinas, e na estrada percebemos que talvez os outros dois não funcionariam.


Na época eu tava gravando o "Sugar Kane", como engenheiro, vi os dois tocando, cheguei no Thadeu e falei "Ô, a gente tá precisando de uma 'cozinha' e esses dois meninos que vi tocando aqui..."cara, era o que tinha na mão e eram muitos bons, sabe? Conversei com eles e falei "Meu, a gente precisa de um baterista para fazer um show, e ele fez um show impecável. A partir desse momento virou o baterista da banda" e a partir do momento que os dois entraram na banda, a gente tinha quatro músicas que estávamos fazendo a falei "vamos gravar logo isso aí" e virou "Sasha Grey" (2011), e foi nele que a gente começou a "namorar" com a Deck (gravadora) e ele apontou para um caminho mais Pop, a partir disso assinamos com a Deck e gravamos o "Animal Nacional" (2013) com essa formação, e espero que fique pra sempre.


“A Prova” foi composta por Arnaldo Antunes, como rolou a parceria com ele? (Áudio/Vídeo)



A história é engraçada, a gente tinha a gente tinha uma base dela, que tinha aquele riff de guitarra  e a gente gravou a música, mas ela não tinha letra, mas a melodia era muito bonita, doce a gente disse que tinha que colocar ela no disco mesmo que venha ter letra depois, aquele final do refrão a gente cantava uma música do "Cristina & Ralf", que se chama "Nova York" "...Tinha um sonho ir pra Nova York e levar a namorada fazer seu caminhão voar nas nuvens...' é a mesma música '...mas enquanto isso na estrada... Só depois da prova, de ciências sociais' (Parte de "A Prova) sacou? 

A gente fez esse pedaço  e falamos "bom, agora a música tem a melodia" e não tinha letra, o Adalberto e nós chegamos e esboçar alguma coisa da letra, ai na época eu tava trabalhando na MTV  e o Arnaldo tinha aquele programa "Grêmio Recreativo", e o Thadeu disse pra mim: "Porra, trabalha com o Arnaldo cara, fala pra ele fazer uma letra pra gente, e só chegar no cara e tal" e eu pensei: "Será?" Aí eu peguei o email dele, mandei um email e o Arnaldo disse: "Beleza, daqui 10 dias eu te respondo" e em 10 dias ele respondeu com a letra, aí a gente recebeu a letra, leu ela e por 15 segundos ficamos "É, mas será?" Ai fomos pro estúdio, gravamos a música pra ver como ia ficar e o Thadeu disse "Porra, essa música vai ficar do caralho" e foi assim.

Não vejo hora de fazer outra com o Arnaldo, já mandei uns 20 emails, to esperando ele responder, uma hora bato na campainha dele, que é meu vizinho.

Recentemente foi lançado o clipe de “Cobra de Vidro” no CCSP, e agora está sendo lançado o clipe de “Santa Sampa”.  Como foi gravado este clipe e o lançamento dele foi tão bom quanto esperava? (Saiba tudo que rolou)


Cara, só de não ser uma coisa que colocou na internet e deu uns tweets para divulgar já me agrada. Acho que a internet é um lugar que é importante está lá e tal, mas também é um lugar meio supérfluo, sabe? Tudo está lá, entende? É difícil você poder proporcionar a experiência de chamar seus fãs, eles virem até aqui, assistir o negócio no telão com aquele sabor de que você tá assistindo uma coisa pela primeira vez e num jeito que não é você dar um clique e assistir, entendeu?


Encontre a banda no facebook, twitter, Soundclound, Youtube  e acompanhe a agenda no site oficial.


Ouça o álbum Animal Nacional completo:  




E assista a apresentação da banda no Show Livre:




Confira outras entrevistas do blog aqui.

Postar um comentário

 
Top