Primeiras novidades de EPs e Álbuns que descobrimos em Abril e que passam pelo Rock, Folk, Hip-Hop/Rap, Lo-Fi e Experimental



ROCK
GLAMPER
Diretamente da cena rockeira de Nashville, Glamper é uma banda que estreia por aqui com o álbum "Rat Race", lançado nas plataformas de streaming em Fevereiro e que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Tendo 10 faixas, elas passam por estilos principais como o garage rock, grunge e stoner, entregando baterias pesadas, vocal gritante que eu mmuitos momentos nos remetem até memso a Dave Grohl (como na faixa-título) e riffs que mesclam entre algo repetitivo até demais (também exemplo da faixa de abertura) e envolvente (como em 'Snackworld'), mostrando que os gêneros citados anteriormente acabam sendo de fato os de maior destaque ao longo de todo esse álbum.

Se fundindo a esse instrumentação, temos um lirismo que lida com tudo, mostrando um nível criativo lírico, melódica e instrumental muito alto.

Ouça ele completo:




ATMIG
É uma banda que divulgou no últmo dia 19 o EP "Avec Muscles", que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Contendo seis faixas, elas trafegam por vertentes mais suaves do rock, como o alternativo, acústico, shoegaze e até mesmo uma piatada de folk em 'Ride', faixa de abertura do EP em questão.

Mostrando a facilidade de passar por divertsos subgêneros, eles trazem um lirismo sobre momentos difíceis (como vistar seu pai 
enquanto ele estava passando por quimioterapolina e radiação), culpar outra pessoa por uma vida miserável e a o sentimento que temos ao ser decepcionado por quem damos uma segunda chance.

O EP pode ser ouvido abaixo:




SALT
Praticamente dois meses depois de estrearem por aqui com singles, eles estão de volta com um álbum inteiro, o intitulado "Cellophane" e que foi divulgado nas plataformas de streaming dia 25 de Março.

Criado em meio ao lockdown, o álbum traz fiaxas que já haviam sido gravadas e varia bastante o estilo ao trazer gêneros como o pop/alt/classic rock, post-punk, influências dos anos 90 e do gótico ao longo de 13 faixas (sendo duas delas versões originais e alternativas) com mixagem e produção da própria banda. 

Tendo um lirismo sério e sincero, temos faixas sobre suas experiências muito pessoais - envolvendo as complexidades e horror de abuso infantil, entre outros temas. 

Confira ele completo abaixo:




THE ELECTRIC FLEA SHOW
Finalmente por aqui, os britânicos de Leeds estream com o álbum "Art Of Club Paintings", disponível nas principais plataformas de streaming e no Bandcamp.

Tendo 10 músicas, elas entregam uma variedade sonora que passa por diversas vertentes do rock e pop, como o acústico/soft rock, indie, power pop e psicodélico, levando para o público uma riqueza instrumental e harmônico ao longo toda sua extensão, fazendo com que ouçamos esse magnífico álbum com gosto, mais e mais vezes.

Sendo uma banda de um homem só, ele traz bateria, alguns efeitos, sons de teclado, um lirismo muito bem construído e um trabalho que, no conjunto da obra, é de qualidade.

Ouça:



FOLK
OLI SPLEEN
De Brighton, cidade localizada no Reino Unido, ele é um nome que na última Sexta-feira (1) revelou o álbum "Still Life".

Contendo 10 músicas, ele entrega uma sonoridade que passa por vertentes do folk, art pop, art rock, além de elementos dark e até mesmo cinemáticos e que aborda temas de preocupação global, como o equilíbrio da natureza, o meio ambiente, medos em torno de mudança climática e extinção em massa de espécies, além de medos humanos como doença terminal, a dor de ver um ente querido ir emvor, entre outros.

Esse trabalho pode ser ouvido de maneira completa abaixo:




ARYN VAN DYKE
Cantora e compositora de Nashville e morando em Londres, ela traz o pop para nossas descobertas com "Pulling at the Threads", lançada no início do mês e que chega por aqui logo em seguida.

Além de vertentes do pop como o contemporâneo, comercial e até mesmo o dance, ela passa também pelo folk em algumas das oito faixsa presentes nesse belíssimo trabalho, qiue toca nossa coração e nos emociona durante sua audição, com melodias muito bem executadas e que convidam a ouvir mais e mais vezes. 

Nesse trabalho, ela tem um lirismo inpirado por acontecimentos de sua vida e dos seus amigos, com temas que muitas pessoas podem se relacionar. Sendo também  um álbum multicultural, ele foi gravado três países diferentes (Suécia, Holanda e Inglaterra), quatro cidades diferentes e também três produtores diferentes, unindo diversos conhecimentos, influências e atmosferas. 

Ouça o álbum:



HIP-HOP/RAP
TREVOUR AMUNGA
Artista de Los Angeles, ele estreia por aqui com um EP divulgado nas plataformas de streaming no último dia 17, mas que descobrimos no primeiro final de semana de Abril e portanto figura nossa abertura de novidades de EPs e Álbuns do mês.

Sendo seu segundo EP, ele tem os gêneros já citados anteriormente como princiáis, além de trafegar pelo R&B e conectando esses estilos musicais, seja de voz, instrumentais ou batidas a um lirismo pessoal e emocionante, sobre uma época em que perdeu seu para o câncer, falando sobre sua fé em Deus, apesar do medo de nunca encontar uma paz de espírito, por conta de tudo que aconteceu recentemente em sua vida e que somente o artista em si pode se sentir como está de fato. 

Tendo a linfluência de artistas como Frank Ocean, Kendrick, Outkast, Sly e Blu, ele traz uma voz calmante, mas robusta e que ajuda com que sue trabalho seja memorável e penetre em nossos ouvidos e mente.

O EP "Vespa" pode ser ouvido abaixo:




CHARLIE J
Ele dá sequência aos gêneros citados acima com "A Moment's Notice", EP revelado nas plataformas de streaming durante o últmo dia de Março e que iremos falar um pouco sobre logo abaixo.

Além dos gêneros citados cima, ele passa pelo contemporâneo, entregando batidas envolventes ao longo de cada uma das seis faixas que falam principalmente sobre o amor, nos conectando e se identificando com o tipo de lirismo e a mensagem por trás dele. 

Uma amostra do seu trabalho, além de outros já lançados, podem ser ouvidos e admirados diretamente pelo Spotify abaixo:




LOFI
DIRTY D
Após aparecer por aqui com um single, o artista de San Diego está de volta com o EP "Solar Sail", divulgado nas plataformas de streaming dia 25 e que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Tendo faixas, elas trafegam pela sonoridade lofi voltada tanto para o jazz quanto para o hip-hop, mostrando para o público uma sonoridade única dentro desse trabalho definido pelo artista como um um encontro com a nossa apz interior, algo que acontece de fato durante a audição, que nos relaxa e convida a ouvir esse EP sempre após um dia difícil de trabalho.

Ouça abaixo:



EXPERIMENTAL
CHIP PIRRS
De NYC, Chip Pirrs é um nome que na segunda metade de Fevereiro divulgou o álbum "A.S.M.R", chegando em nossas descobertas quase dois meses depois.

Sendo um trabalho extenso de 12 faixas, ele pode ser definido como algo experimental que trafega pelo soundscape, drone, cinemático, repleto de batidas envolventes e elementos perfeitos para fazer parte de uma soundtrack.

Mostrando uma qualidade impecável tanto da execução sonora quanto da produção desse trabalho, que nos permite refletir, trafegar pelo psicodélico ou até memso dançar sem parar nas pistas, dependendo de qual faixa estivermos ouvindo. 

Ouça abaixo:

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

CUPOM GAROTOSDL - EDITORA BELAS LETRAS



CUPOM GAROTOSDL - EM TODO O SITE DA EDITORA BELAS LETRAS - SAIBA MAIS
mockup-joan-jett-1-verde