MS SINGLES #16.1: T. Lopea, Kyla Tilley, Irys, cmfrt. e mais novidades que passam pelo Rock, Pop, Eletrônico, Hip-Hop e Multigênero



ROCK
GARDENS OF ST. FERNAND
É uma banda britânica que já passou por gêneros como o punk rock, glam, indie e até mesmo jazz, com esses dois últimos tendo alguns elementos e se conectando ao classic rock, britpop e a cena Madchester em 'Saturday', faixa que ganhou sua versão completa em 2021, mas que merece ser um grandioso trabalho, atemporal e que merece estar por aqui alguns meses depois. 

Sendo um trabalho DIY, ele é o responsável pela composição, produção e gravação desse trabalho, sendo um musicista autodidata que dá um charme ainda maior o fato de tudo ter sido feito por uma pessoa só.

No release oficial, ele fala sobre a faixa: "É sobre a sensação de estar cansado de um relacionamento e simplesmente parar de se importar com ele sem nem mesmo se separar. que sentimento rebelde um tanto autodestrutivo."

Ouça:





KEVIN WHITAKER
É um artista dos EUA que estreia por aqui trazendo um belíssimo trabalho divulgado ontem (19) nas plataformas de streaming e que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Com 'Unpredictable Love', ele entrega uma linha vocal rasgada e que se encaixa perfeitamente ao sintetizadores, com a a pitada de indie rock, alternativo e  as texturas new wave que dão uma atmosfera ainda mais enérgica, elétrica e cativante a esse trabalho influenciado por nomes como Depeche Mode, LCD Soundsystem e A-ha, bebendo da fonte oitentista, mas sem deixar de lado a modernidade, em uma produção muito bem feita para um trabalho executado grandiosamente.

Ouça:


T. LOPEA
O artista de Sydney, Austrália, está por aqui pela primeira vez com os belíssimos riffs e todo o contexto acelerado presente em 'Not Me', lançada há um pouco mais de um mês nas plataformas de streaming.

Com uma sonoridade inspirada pelo garage/indie rock, com bateria pesada e os já citados riffs, além de elementos do rock alternativo, ela traz um lirismo pessoal baseado num período em que teve rompimento de todos os relacionamentos com amigos/família anteriores, para refletir sobre si mesmo e falar sobre o que escolhemos tolerar dos outros, de nós mesmos e estabelecer limites, algo que certamente será identificado por diversos tipos de pessoas e ouvintes.

Esse é o primeiro single "International Man of Mystique", álbum de estreia do artista. A faixa foi mixada e produzida por Daniel Natoli no KILN em St. Peters, Sydney (Lime Cordiale, Kwame, Montaigne) e masterizada por Mike Marsh em Londres, Inglaterra (Two Door Cinema Club, Franz Ferdinand, Kasabian), tendo certamente influência desses nomes em seu trabalho.

Ouça:



THE HELL BEINGS
A banda de Brighton está de volta por aqui com 'Court Of Appeal', single revelado dia 1 nas plataformas de streaming.

Entregando uma sonoridade que une o garage/punk rock, grunge e até mesmo noise rock, tudo em uma só faixa, ele traz o rock cru, com instrumentais impecáveis e num trabalho enérgico que deixará ninguém parado, com uma voz rasgada e que pode ser definida até mesmo uma grito, sendo entoado do fundo do coração para nossos ouvidos. 

Ouça:



ACÚSTICO
KYLA TILLEY
Diretamente do Canadá, ela estreia por aqui com 'Bloom & Grow', single divulgado nas plataformas de streaming ontem e que chega quase que de maneira instantânea em nossas descobertas.

Trazendo uma linha vocal suave, doce, mas que também consegue ser acelerada e encaixada perfeitamente com os dedilhados e acordes executados pelo violão e que se conectam a bateria com batidas tão calmas quanto o vocal da artista, a faixa entrega uma paz interior para nossos ouvidos e mente durante toda a audição de um lirismo que busca fazer com que deixemos de lado nossos arrependimentos, medos, preocupações e vivemos do jeito que realmente queremos.

A letra foi inspirada pelo lockdown pandêmico, onde ela se sentiu presa em seu apartamento quente e abafado em Montreal, sonhando com uma grama mais verde. Mostrando uma variedade de conhecimentos musicais, a faixa consegue unir o acústico e folk ao progressivo que, juntos, se transformam numa sonoridade única. 

Ouça:



POP
SVEA KENNEDY
É uma artista de Albuquerque, EUA e que está por aqui de maneira inédita com o single 'Noy My Tipe', revelado nas plataformas de streaming durante o primeiro dia do mês.

Trafegando pelo comercial e carregada de elementos e influências do dance, essa é uma faixa para dominar as pistas, playlists do gênero e não deixar ninguém parado durante sua audição.

Além dela citar nomes como Dua Lipa e Ariana Grande, também identificamos uma pitada de Estelle (American Boy 'one wit wonder' ) na faixa que entrega um lirissmo sobre brilhar tanto que "meu ex nem é mais meu tipo", como define em release oficial. 

O single gravado no estúdio caseiro de um amigo pode ser assistido abaixo e o videoclipe aqui.




ELETRÔNICO
HD HAUSMANN
Por aqui de maneira inédita, ele divulgou no último dia 18 a faixa 'Far Unseen' nas plataformas de streaming, sendo sobre ela que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Trabalho inicialmente composto em Kythira, Grécia, lá em 2019, ele sofreu diversos imprevistos promovidos pela própria vida do artista e até mesmo de maneira global, como a pandemia, até que chegou em sua versão completa, depois de ser mixado e remixado, masterizado e remasterizado. 

Com uma sonoridade eletrônica, ele passa por diversas vertentes do gênero como o eletropop, dark, foltronica, soundscape e ainda traz sintetizadores para um trabalho com um lirismo bastante pessoal e dedicado ao segundo filho de sua irmã, sendo inspirado numa foto que tiraram
 da lua cheia no momento em que ela estava dando à luz. "Na foto, essas estrelas se destacavam como três pontos de luz dando as boas-vindas à recém-chegada", comenta ele em release oficial.


Falando sobre amor, esperança, entre outros, a faixa pode ser ouvida abaixo: 




IRYS
Dando sequência ao gênero citado anteriormente, a cantora/compositora/produtora de Berlim está de volta por aqui com 'Weirdo', trabalho divulgado no último dia de Março.

Sendo seu sexto single da carreira e o primeiro de 2022, ela traz sintetizadores, art/dark pop, trip-hop e muitos outros elementos que se complementam com a atmosfera eletrônica presente em todo esse trabalho difícil de tirar da cabeça, com belíssimos ganchos, vocais intrigantes e riffs que se destacam. Já o lirismo "é sobre sentir que você não se encaixa e depois conhecer uma pessoa que finge que te entende, mas no final, faz você se sentir ainda mais estranho por quem você é!", comenta ela no release oficial.

Ouça:


HIP-HOP/RAP
CMFRT.
Vindos de St. Louis e Missouri, ele e Jay Coast divulgaram hoje nas plataformas de streaming a faixa 'Facelift', que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Com elementos típicos do hip-hop, rap, além de trafegar também pelas batidas do trap e trazer um estilo vocal repleto de autotunes, eles mostram todo o talento que tem e identidade de passar pelos gêneros já citados anteriormente, num trabalho que teve batidas desenvolvidas especial para esse single em questão e que passa por um amplo leque de influências que vão de Raphael Saadiq (neo soul) a nomes conhecidos como Kendrick Lamar e Kanye West, esses dois ultimos com bastante elementos deles na faixa. 

Ouça:




MULTIGÊNERO
LETHIA'S NATORIUM
O artista está de volta aqui com o projeto Lethia's Narotium com a faixa 'Lullaby', que foi lançada dia 14 de Março e abre o álbum de estreia desse trabalho.

A faixa em si tem elementos de três faixas de "Ghosts of my Past" álbum de outro projeto do artista e inclui uma gama de estilos musicais que vão desde poema, passando pelo eletrônico, rock progressivo, instrumental de música clássica, cinemática, entre outros detalhes que, unidos, se transformam em algo único e incrível de ser ouvido e que deve ser admirado com cuidado e carinho. 

Já sobre a faixa, ele comenta: "O título 'Lullaby' surgiu enquanto ouvia a faixa e adicionava uma harmonia de som de caixa de música à música, parecia uma canção de ninar na hora de dormir. As palavras: "Venha conosco, cante a canção de ninar, é tudo o que você tem nesta noite longa e escura" funcionou bem com a melodia da caixa de música. Na época em que a música foi escrita, Pena sofria de fortes crises de insônia e depois de algumas noites sem dormir, as palavras fluíam bem com a música. Foi nessa época que Pena se sentiu atraído pelo poema 'Ghosts of my Past', baseado em algumas experiências passadas não tão agradáveis ​​e inspirado no livro 'Journeys with the Black Dog', as palavras para o 'Lullaby' foram escritas dentro 5 minutos".

Dando ainda mais charme a faixa, ela conta com Peter Voronov (violinista/viola), além do piano assustador e várias harmonias de corda.

Ouça:


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

CUPOM GAROTOSDL - EDITORA BELAS LETRAS



CUPOM GAROTOSDL - EM TODO O SITE DA EDITORA BELAS LETRAS - SAIBA MAIS
mockup-joan-jett-1-verde