MUSOSOUP ÁLBUNS #11: Sete novidades de EPs e álbuns que passam por vertentes do Rock e Folk/Acústico



ROCK
NERO SIMON AND THE SUNSETTERS
Depois de estrear por aqui em Fevereiro, com um single, ele está de volta com o álbum "Treasure Chest", divulgado nas plataformas de streaming há quase duas semanas e que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Trafegando por diversas vertentes como o americana, folk, classic rock, power pop e o rock mais acústico e soft, ao longo de 10 músicas que percorem +40min de duração.

Repleto de elementos do rock da segunda metade dos anos 60, anos 70 e 80, ele traz um leque de temas que vão de músicas sobre coração prático a histórias sobre decisões ruins, dinheiroe até mesmo fuga, entregando um lirismo, ritmos e melodias para todos os gostos  doa fãs de uam boa música. 

Se delicie e admire essa obra-prima, de maneira completa, abaixo:




OLD MAN SOUL CLUB
Seguindo a sonoridade rockeira, a banda do Reino Unido está novamente por aqui e com mais um álbum, terceiro da carreira (segundo em 1 ano) e lançado nas plataformas de streaming no último dia 18.

Intitulado 'Pot Luck', esse trabalho entrega 11 músicas espalhadas por +34min de duração e passando por vertentes como o alt-country, folk, blues, classic rock, acústico entre outras que mostram todo o conhecimento cultural do artista e a facilidade de apresentar músicas acústicas ou rockeiras nos momentos certos e que se encaixam perfeitamente no álbum.

Feito de maneira DIY e sem intenção de atingir um público específico, o álbum feito com amor e carinho pode até ser definido como um trabalho experimental, que liberdade para o artista trabalhar com a música da maneira que bem entendesse.

Sobre a faixa 'Hillbilly Bo', ele comenta: “Outra música que ficou parada por um tempo, simplesmente não tinha um lugar para colocá-la. Eu estava tentando juntar os elementos dos sons que eu ouvia em Shepherds Bush e na área W.14 de Londres quando eu era criança. Reggae, Hip Hop e Soul do clube de jovens, elementos de Rock dos garotos mais velhos e meu pai, misturas acústicas de country e música irlandesa das ruas e casas, os sons de muitas janelas abertas nas manhãs de domingo”.

Além das faixas autorais, temos uma belíssima versão de Polythene Pam, composta pelos Beatles e que ganha uma versão acústica inspirada pelo Rockabilly e com vocais rasgados que penetram em nossa mente.

Ouça: 




CHRIS THOROGOOD
Artista canadense, ele divulgou em Fevereiro o álbum "A Very Special Christmas Wish", que chega em nossas novidades de EPs e Álbuns da semana.

Mesmo com esse título, ele busca fugir da ideia das festividades de final de ano em seu lirismo, trazendo histórias pessoais como artista musical e suas vivências dentro desse ramo, além de também ter terminado o álbum no maior feriado do ano, daí o título.

Compositor, músico, cantor e produtor, ele uniu todo seu talento nessas áreas para trazer um som experimental que une rock indie, alternativo, lo-fi, art, synth, entre outros espalhados por 9 músicas. 

Com letras pensativas, vocais suaves e mostra toda a versatilidade do artista. Ouça abaixo:




LITTLE WRETCHES
O grupo norte-americano divulgou no último dia 18 o belíssimo álbum "Red Beets & Horseradish", que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Trazendo para o público ouvinte 13 faixas, elas trafegam principalmente pela sonoridade clássica do folk e do rock sessentista, com gaita, ótimas harmônias, backings e grandes histórias contadas num estilo de composição inspirado por nomes como Bob Dylan. Mas além desses gêneros, o classic/soft rock também está presente no álbum, com elementos instrumentais como teclados, belos riffs, entre outros detalhes que transformam esse trabalho em algo complexo, mas muito bem executado e produzido. 

Sobre esse trabalho, o artista comenta: "As músicas do álbum envolvem vinhetas e retratos de pessoas que sofreram - velhos, doentes, loucos, pessoas que estão sozinhas - mas o coração das músicas não está no sofrimento dos personagens, mas na fé indomável e humor que os sustenta".

Ouça:


 

COFFEE HOUSE ANARCHISTS
Depois de alguns meses, a banda indie inglesa/francesa e com sede em Montpellier está de volta por aqui, agora com a parte II do álbum "Separated by the Sea", divulgado na última sexta-feira em todas as principais plataformas de streaming.

Trazendo um amplo leque de sonoridades, o álbum consegue passar pelo indie/pop folk, rock folk/alterantivo, acústico, elementos eletrônicos, cinemáticos, art pop/rock e muito mais, conseguindo mesclar guitarra e violão com melodias e ritmos mais contemporâneos e que também mudam de estilo constantemente dentro tanto do próprio álbum, quanto de modo geral na carreira composta por 6 álbuns de estúdios e 4 singles. 

"A segunda parte continua na mesma linha da primeira (lançada em 2 de dezembro de 2021), e tem uma sensação mais sombria que mistura elementos do folk tradicional com a produção moderna e se afasta do pós-punk e do indie-pop dos lançamentos anteriores. Da distorção em camadas, bateria pulsante e vocais distorcidos de 'On & On', até a faixa-título mais acústica e delicada 'Separated by the Sea', a segunda parte encerra o álbum oferecendo fragmentos de luz que finalmente rompem.", comenta lees em release oficial.

Confira ele abaixo:



ACÚSTICO
TIM EVELEIGH
Depois de aparecer por aqui com single, o britânico está de volta com um álbum, o intitulado "A Record" e lançado no Bandcamp há praticamente uma semana.

Segundo da lista com nove músicas, ele entrega uma sonoridade completamente acústica, com instrumentais suaves, doces e tão intimistas quanto a harmônica linha vocal, que temos satisfação de ouvir e admirar, durante cada uma das faixas. 

Dividido como se fosse 3 EPs de três músicas, elas mostram um trabalho feito com grande carinho e alma, seja em sua execução quanto na produção. trazendo instrumentos como piano, guitarra, harmônico, baixo e cajon. 
O álbum foi inicialmente gravado no Rocket Studios em Croydon com Gavin Kinch e depois a segunda metade da gravação, arranjo, mixagem e masterização foi com Andy Thornton em Churchgate Heights, Harlow.

No release oficial, ele comenta sobre o álbum: "Os títulos das músicas de uma única palavra são como dicas concisas de palavras cruzadas: geralmente há um tema para cada música que é resumido em alguns caminho pelo título. O refrão em particular é frequentemente ligado ao título, então os versos podem se relacionar individualmente com o refrão, mas nem sempre entre si." 

Ouça o álbum completo:




JORDAN PRATT
Continuando a sonoridade acústica, temos um artista de Los Angeles que divulgou na última sexta-feira seu EP "The Deepest Of Blues", o qual iremos falar um pouco sobre abaixo.

Entregando uma sonoridade acústica, ele mostra vocais intimista, harmônicos e que se encaixam perfeitamente tanto ao instrumento principal, (o violão que domina todas as faixas), quanto a outros elementos, como a seção de cordas presente na segunda faixa ou o backing vocal que trabalha de maneira  doce e suave, quando conectada ao lirismo desse trabalho.

Sendo seu segundo EP, ele é resultado de um trabalho feito com coração e alma, com o artista selecionando seis de dezenas músicas composta durante 2021 e que ganharam vida nesse primeiro trimestre 2022, trazendo temas como melancolia, esperança e compromisso e sendo definido pelo artista como uma declaração de missão pessoal continuar avançando na adversidade.

Ouça:


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

CUPOM GAROTOSDL - EDITORA BELAS LETRAS



CUPOM GAROTOSDL - EM TODO O SITE DA EDITORA BELAS LETRAS - SAIBA MAIS
mockup-joan-jett-1-verde