MUSOSOUP ÁLBUNS #10: 10 novidades que passam pelo Metal, vertentes do Rock, Country e Folk




METAL
SIGNS OF TRANQUILITY
É uma banda de Denver que está por aqui de maneira inédita com o álbum homônino divulgado nas plataformas de streaming durante o último dia 25 e presente por aqui em nossa segunda lista de EPs e Álbuns que descobrimos em Março.

Apresentando para o público ouvinte 11 faixas espalhadas por praticamente 39min. Sendo um trabalgo conceitual, ele traz um lirismo profundo sobre isolamento, dor, "ida a um novo mundo", colisão entre luz e escuridão, entre outras temáticas que nos permitem uma experiência imersiva do trabalho da banda que trafega por gêneros como metal melódico, hard rock e alternativo, além de trazem também belíssimos interlúdios instrumentais, riffs e até mesmo elementos eletrônicos que entregam uma gandiosa paisagem sonora ao ouvinte. 

Ouça o álbum:



ROCK
TUVAL
Diretamente de Londres, o artista estreia por aqui com "Core", EP divulgado ontem nas plataformas de streaming e que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Trazendo uma sonoridade que passa por vertentes do rock como o grunge e alternativo, além de atmosfera oitentistas promovida pelos sintetizadores, camados do pop, soul e da psicodelia, cada uma das 4 faixas espalhadas por praticamente 15min30s duração fazem parte de um trabalho DIY com ele sendo o resposável pela mixagem, masterização, produção e até mesmo divulgação de seu disco e carreira nas mídias digitais.

Sendo seu sexto EP, ele tem toques de blues, soul, além da (já citada) psicodelia e sintetizadores que se conectam a um vocal distorcido e um lirismo interessante sobre renascimento pessoal, vícios e superação, sendo coisas que certamente irão ser identificadas com diversos tipos de ouvintes.

Ouça:




1.0.8.
Depois de lançar alguns singles entre 2020 e 2021, eles estão por aqui novamente, agora com o álbum de estreia, intitulado "Devotion" e disponível nas plataformas de streaming desde ontem.

Com 12 músicas em cerca de 48min de duração, eles conseguem passar por vertentes do rock como o indie, alternativo, classic, art, além de trafegar por outros gêneros como o country, folk, Americana, blues, leftfield e psicodélico, mostrando ser um trabalho onde exploraram e experimentaram os campos líricos, rítmicos e instrumentais como bem entendessem e quisessem, com o resultado disso sendo um belíssimo trabalho original, feito com coração e alma durante toda sua execução. 

Ouça ele completo e outros singles da banda abaixo:




JOHN SKIPP
O artista de Portland, EUA, estreia por aqui com "The Antidote To Fear", álbum divulgado nas plataformas de streaming no último dia 4 e que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Com 9 músicas em cerca de 38min, as faixas abrangem gêneros como o rock alternativo, progressivo, art, elementos psicodélicos, oitentistas, eletrônicos, cinemáticos entre outras vertentes que mostram a capacidade do artista de variar por um amplo leque de estilos e todo o seu conhecimento por trás de cada um deles.

Executado de maneira DIY, ele foi o responsável por tocar praticamente todas as músicas (com exceção de 'The Light At The End, primeiro single da banda) no Garage Band, além de ter feito também a animação para o videoclipe de 'Nothing Is Wrong', já lançado no Youtube.

No release oficial, é comentado sobre as ideias por trás do álbum: "O objetivo de Skipp tem sido explorar ecleticamente cada estilo de música que ele ama, misturando rock, jazz, blues, soul, psicodélico,
progressivo, eletrônico, industrial, exótico, trilhas sonoras de filmes e paisagens sonoras em uma gestalt musical arrebatadora. E a partir daí, para
expressar a intensidade e a alma destes tempos".

Ouça:



VER · NOVUM
De Cleveland, cidade localizada nos EUA, eles estreiam por aqui com um projeto voltada para o rock alternativo/art e liderado por mulheres.

Intitulado "
A Tacit Accord", ele apresenta 10 faixas espalhadas por 51min e que passa tanto pelas (já citadas) vertentes do rock, além de trafegar até mesmo pelo soul, com uma sonoridade de belíssima harmonia e melodias presentes durante toda sua extensão. 

Vale destacar que comprando diretamente do site deles (https://www.vernovumband.com/), o leitor/ouvinte terá acesso ao encarte digital do álbum com letras e notas de produção e contribuirá a uma organização sem fins lucrativos que oferece educação artística durante todo o ano para os jovens economicamente mais vulneráveis ​​de Cleveland.

Ouça:

 

GERGELY KALAPIS
Músico e produtor, ele é o responsável pela "banda de um homem só" que reside em Wembley e divulgou hoje nas plataformas de streaming o álbum "Eternal Allies".

Tendo 12 músicas, elas trafegam pelo rock alternativo, garage, com elementos noventistas do gênero e grunge como estilos principais e que mostram ser algo executado com maestria, principalmente ao relembrarmos que ele e somente ele é o responsável pela execulção de cada um dos instrumentos que não nos deixam parados e nos energizam do início ao fim. 

Ideal para fãs do rock underground clássico dos anos 90, ele busca mostrar todos os estilos musicais que gosta, além de entregar também algumas composições feitas durante sua adolêscencia e que conseguir entregar um estilo lírico e instrumental que contém todo o seu conhecimento musical e influências de carreira, além de trazer temas reais como a vontade se tornar um policial e a sensação de rejeição e decepção que sentiu depois que foi rejeitado,

Ouça o álbum completo:



STRESS DOLLS
Vindo de Buffalo, esse é o projeto de Chelsea O Donnell e que está estreando por aqui com seu terceiro lançamento, esse último sendo divulgado nas plataformas de streaming durante o final de Janeiro.

Trazendo uma sonoridade que passa pelo rock alternativo, elementos noventista, indie e até mesmo passando por uns traços de pop punk, "Forward" é um EP com seis faixas (destaque para 'Alone' e 'Crawl') e que entrega uma maturidade de composição e instrumentação, com riffs pesados, uma bateria cadenciada e alguns momentos que nos remetem até mesmo ao Nirvana, mostrando todo o conhecimento de estilos e a capacidade cultural da mesma.

Sobre o álbum em si, é comentado: "
Meu último álbum teve uma vibração geral que foi, bem, deprimente. Ainda estou orgulhoso desse trabalho e foi relevante para como eu estava me sentindo na época, mas para este lançamento eu queria tentar focar no futuro e criar algo mais otimista. Essa atitude é a principal razão por trás do nome do álbum FORWARD".

Ouça cada uma das músicas abaixo:




CHARLIE FREEMAN
Diretamente do Reino Unido, ele está lançando seu segundo disco da carreira, o primeiro depois de quatro anos e intitulado "Love".

Tendo 11 músicas espalhadas por quase 36min de duração, elas trazem para o ouvinte um lirismo sincero, melodias cativantes e instrumentais que passam pelo rock anos 70, elementos do Americana, soft/classic rock, entre outras vertentes que complementam um liriso sobre amor, num contexto geral da palavra, seja ele próprio, a um parceiro ou ao próximo. 

Fazendo parte de algo trabalho durante os (principalmente) últimos dois anos, o álbum pode ser ouvido abaixo:




COUNTRY
STEVEN LEVAC
Cantor e compositor canadense, ele está por aqui de maneira inédita com o EP homônimo e divulgado nas plataformas de streaming no início de Outubro, mas sendo descoberto por nós alguns meses depois. 

Trazendo seis músicas, elas passam por temas como liberdade, recomeços, amor à primeira vista e celebrações, entre outros ao ser executada com uma bela harmonia instrumental, melodias e uma linha vocal feito com coração, alma e nos conectando de alguma forma as faixas, mesmo que sejam cantadas em francês. 

Com belos arranjos de guitarra e a ambientação folk/country como principais, esse álbum serve como uma ótmo amostra do que podemos esperar futuramente para sua carreira.

Ouça:




FOLKROCK
MOCK DEER
Está de volta ao site com "Perceptions", EP mais recente do artista, divulgado nas plataformas de streaming há uma semana e que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Com quatro músicas espalhadas por quase 23min de duração, o EP em questão consegue unir diversas vertentes do rock como o folk, country, soft e progressivo em um trabalho que marcara uma maneira diferente de abordagem lírica, de composição e produção de Ricky Damiani, nome do artista por trás de Mock Deer.

Trazendo temas como as complicações do envelhecimento em músicas como 'Father Time' e 'Human Code', seu EP emociona o ouvinte, seja por conta do lirismo, da harmonia instrumental, dos belos backing vocals presentes (na já citada 'Human Code') ou principalmente por conta da belíssima produção e execução feita com coração e alma.

Ouça o EP completo:


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

CUPOM GAROTOSDL - EDITORA BELAS LETRAS



CUPOM GAROTOSDL - EM TODO O SITE DA EDITORA BELAS LETRAS - SAIBA MAIS
mockup-joan-jett-1-verde