M. S ÁLBUNS #2: Fivesidedsice, The Holdout, Polxroid e mais novidades de Folk/Country, Rock, instrumental e multigênero



MULTIGÊNERO
01 - FIVESIDEDDICE
O ano virou eles estão de volta ao site com "Baggage", EP divulgado nas plataformas de streaming há menos de um mês e que consegue apresentar toda a capacidade criativa da banda Sul-Africana ao longo de cinco músicas.

Sendo um trabalho multigênero, eles começando voltados para uma linha skater/emo rock, passam em seguida pelo jazz unido ao hip-hop e ainda trafegam pelo punk, grunge, folk e indie, mostrando maestria ao atingir a maior quantidade de vertentes e estilos possíveis, mesmo que seja em poucas, mas muito bem executadas faixas que espalham positividade como mensagem final, de maneira simples, intimista e harmônica. 

"A ideia por trás do álbum é a inevitabilidade da mudança, seja ela física (para o corpo humano, para o mundo, para objetos materiais, etc) ou a mudança de um ambiente para outro (mudar para um país diferente ou cidade) ou mesmo a mente querendo mudar de um estado para outro, mas durante toda a mudança ainda há "bagagem" que é trazida. Bagagem significa qualquer coisa, desde trauma, questões não resolvidas ou esqueletos no armário, memórias ou experiências e pessoas do passado, e qualquer outra coisa que pareça "peso" de qualquer maneira, forma ou forma", comenta eles em release oficial.




FOLK/COUNTRY
02 - MATTHEW SOLBERG
Dando continuidade as novidades voltadas para o country e folk, Matthew é um artista estadunidense que aparece por aqui de maneira inédita, com seu terceiro álbum da carreira (apesar de ser o primeiro em 10 anos).

Com 10 músicas em aproximadamente 30min, ele consegue passar pelas vertentes já citadas anteriormente, além do classic/90s rock com vocais às vezes rasgados, às vezes harmônicas, riffs pesados muito bem executados e uma linha instrumental tanto para o country folk, quanto para o grunge... Algo que mostra o grande talento musical e capacidade criativa dentro desse álbum.

No Sky Studios na área de Nashville. Os músicos de estúdio envolvidos foram Dave Dunseath (bateria, Lee Ann Womack), Luis Espaillat (baixo, Hot Action Cop), Luke Schneider (pedal steel, Margo Price), Dean Tomasek (baixo, Will Hoge), Jimmy Wallace (teclas, Joe Walsh , The Wallflowers), Christopher Williams (bateria, Aceitar).

"É principalmente um álbum de reflexões (principalmente auto-reflexões sobre minha vida nos últimos anos, mas também reflexões sobre outras pessoas próximas a mim)", define o artista em release oficial.

Ouça:




03 - COULDN'T BE HAPPIERS
Estreando aqui no site, eles são um duo/casal de compositores voltados para o folk e country e que apresentam um lirismo sobre o cotidiano, falando sobre a vida e a beleza que ela pode oferecer em cada detalhe, sobre o casamento deles, entre outros temas encaixados com uma vibe texana que inclue violão, bateria, gaita e o próprio vocal. 

No início de Novembro, eles divulgaram nas plataformas de streaming o EP "Songs for Butchie Vol.I", em homenagem ao pai de Jordan, que faleceu um ano antes do lançamento. O primeiro volume apresenta quatro músicas de uma ideia total de 12 faixas e tem faixas que falam sobre tudo que viveram diante do apocalise que acontece mundialmente há dois anos, sobre como nossas vidas podem mudar repentinamente, entre outras coisas que estão presentes no cotiano de cada um de nós, independente de onde sejamos. 

O volume I desse trabalho pode ser ouvido abaixo:




FOLK/ACÚSTICO
04 - THE JESS NOVAK BAND
Estreando por aqui, Jess Novak lançou no final de  Novembro seu álbum mais recente, intitulado "A Thousand Lives".

Com uma carreira impressionante, a Jess Novak Band já lançou 10 álbuns de 2013 e ganhou prêmios locais de melhor vocalista feminina, algo que podemos ver o merecimento com clareza em cada uma das faixs que trafegam por vertentes como o pop contemporâneo, folk, rock clássico, AOR, blues, soul e muito mais durante as sete faixas + bis acústico disponível no álbum que mostra para o público ouvinte as contribuições de cada músico, defendendo o poder da colaboração e do trabalho em equipe.

Ouça:




05 - FOUNDRY TOWN SURVIVORS
Seguindo uma linha acústica do rock, ele se une ao folk, country e americana como estilos principais do EP homônimo da banda e divulgado nas plataforams de streaming em Novembro.

Com seis faixas, ele traz um lirismo que narra histórias americanase que passam pelas raízes e conhecimentos musicais locais, se inspirando em nomes como Springsteen, Dire Straits e Dylan, Rodney Crowell, Motown soul e o clássico country norte-americano.

O EP da banda e outros trabalhos podem ser ouvidos na íntegra abaixo:




ROCK
06 - ROMAN CANDLES
Mais um artista que aparece por aqui de maneira inédita, os norte-americanos divulgaram no final de Novembro um álbum com sete músicas e intitulado "The City Is Closed", no qual falaremos um pouco sobre hoje.

Trazendo um amplo leque de estilos, eles conseguem trafegar por vertentes do rock, country e indie em um lirismo que fala sobre relacionamentos tóxicos, corações machucados, mas também a redenção diante de acontecimentos como esses. Com uma sonoridade riquíssima e um envolvente e belo lirismo, eles trazem cores para uma mescla entre o rock vintage e moderno. 

Ouça:




07 - THE HOLDOUT
Se mantendo dentro do rock, eles trazem uma sonoridade que se volta para vertentes do punk rock dos anos 90 em "Won't Be Leaving Here Today", álbum disponível nas plataformas de streaming.

Com nove músicas, esse é o álbum de estreia deles no Spoitify, sendo o segundo da carreira e foi escrito durante o ano de 2020, trazendo temas que com certeza estiveram presentes na vida de muitas pessoas, como esperança, perda e amor, algo que ficou ainda mais extremista (seja positivamente ou não) diante de todos os acontecimentos. 

A banda foi formada em 2016 quando o guitarrista do Temper and Hold, Jacob DePolitte, mudou-se de Portland para o Tennessee por um período indeterminado de tempo, deixando a seção rítmica para trás. Aaron e Jacob são melhores amigos e ex-companheiros de banda, então pareceu apropriado para Aaron trazer o restante de Temper and Hold para um novo projeto.

Ouça:




08 - GINA WILLIAMS
Riffs envolventes, bateria enérgica e uma linha vocal que consegue passar pelo soul, rock e pop estão presentes em "Toxic Love", álbum que promove a estreia da artista canadense no site.

Com 10 faixas, esse é um dos 5 álbuns divulgados por ela ao longo de 2021 e que mostrou uma grande variedade de estilos da mesma e grande capacidade de composição ao passar pelo clássico, EDM, pop e, nesse último, o rock, com elementos que permitem o ouvinte admirar diversos hinos, além de faixas voltadas tanto para uma sonoridade mais clássica do gênero quanto peo hard e até mesmo o soul, com um estilo vibrante, versatil e que nos faz ter vontade de ouvir cada vez mais os trabalhos dela. 

Destaque para o trabalho DIY da mesma, que compôs e produziu seus discos e músicas, além de ser a responsável por cirar a coreografia dos shows. 

Toda essa versatilidade de Gina pode ser ouvida abaixo:




09 - POLXROID
Vindo da Irlanda para o mundo, eles somaram mais de 50k streams em um ano, antes de estrearem em nosso site com o álbum "Standing Still And Going Nowhere".

Com nove músicas, eles trazem uma sonoridade que passa pelo poppunk, shoegaze, emo, alternativo 90s, indie e outras vertentes que mostram grande capacidade criativa da banda e conhecimento musical por toda a extensão desse trabalho com bateria e guitarras enérgicas que se encaixam perfeitamente a linha vocal feminina e feito com financiamento independente. 

No release oficial, eles definem o álbum como uma extensão de diversos sentimentos que se fundem a nostalgia de tempos que não podem voltar, ao falar sobre seguir em frente com velhos amigos e necessidade de termos amizades sinceras, além de passar por outras histórias de vida, como uma festa de Halloween anos atrás. 

Ouça o álbum:




INSTRUMENTAL
10 - BLOOMFIELD MACHINE
É o nome por trás de 'Bloomfield Machine' e que divulgou recentemente seu quarto trabalho como artista solo, estando disponível  para audição desde Setembro.

Trazendo um trabalho com sonoridade instrumental, ele consegue passar por vertentes do eletrônico, rock, psicodélico, circense, indie, clássico, entre outros durante 18 faixas que, unidas, completam o álbum mais extenso de hoje. 

"A marca registrada única da composição do artista, sempre prolífica, é equilibrar trevas, melancolia e peças contemplativas com outras que são rock e jazz jazz animados, alegres e descolados. Kassan apresentou aos ouvintes aventureiros sua mistura colorida de rock progressivo, sons psicodélicos e neo-psicodélicos, hip-hop, vibrações down tempo e música eletrônica por meio dos três primeiros álbuns", comentam em release oficial. 

Confira esse e outros álbuns do artista abaixo:


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

CUPOM GAROTOSDL - EDITORA BELAS LETRAS



CUPOM GAROTOSDL - EM TODO O SITE DA EDITORA BELAS LETRAS - SAIBA MAIS
mockup-joan-jett-1-verde