MUSO SOUP SINGLES #36.2: The Mood, Lucija, Guy Davis, J-Twon e mais artistas com singles e clipes passando pelo Indie Rock, Folk, Pop e Eletrônico


INDIE ROCK
01 - THE MOOD
É uma banda de Birmingham e que há um mês revelou nas plataformas seu segundo single, intitulado 'Daisypicker'.

Com uma sonoridade clássica do indie rock e que se funde com estilo vocal (não à toa) de bandas do Britpop, além de uma guitarra enérgica e repletos de riffs presentes ao longo da música. 

A faixa foi produzida pelo lendário produtor Gavin Monaghan, responsável por este e outros quatro singles da banda que pode ser ouvida abaixo.


ACÚSTICO/POP
02 - LUCIJA
Da Slovênia, ela é certamente uma das grandes promessas da música local e do leste europeu, lançando seu primeiro trabalho há quase três meses, mas que com certeza merece destaque dentro do site.

Esse destaque é merecido por diversos motivos, pode por ser por conta do seu vocal doce e calmo, da instrumentalidade em toda a faixa, da harmonia ou simplesmente pelo fato dela conseguir ter feito essa obra de arte com apenas 12 anos de idade. 


"É uma boa música se você precisa de um bom choro, se você está bebendo a primeira xícara de café na manhã chuvosa ou - se você precisa de uma vibração gelada para desacelerar o dia", comenta release oficial da artista.

Depois de rádios ouvirem sua demo, um produtor entrou em contato e a permitiu de gravar sua faixa. Isso aconteceu somente duas takes, além de um vídeoclipe gravado diretamente do seu quarto. 

O resultado deste trabalho pode ser conferido abaixo:




03 - GUY DAVIS
Dando sequência a nossas novidades voltadas para uma sonoridade acústica/folk, temos um músico independente de Peckham, Londres e que há um mês revelou nas plataformas de streaming seu segundo single, intitulado 'Waste Land'.

Unindo a essência acústica ao soft rock e trazendo também elementos do country, esta música apresenta liricamente comentários socias sobre como consumimos notícias, informações e comércios na sociedade atual, criticando o foco de notícias não tão relevante em contraponto a ocultação de diversas pautas relevantes e necessárias de serem faladas, divulgadas e debatidas ao longo do mundo. 

Com um vocal enérgico, certamente essa é uma música que fará o ouvinte querer conhecer mais sobre o artista. Isso pode ser feito diretamente do seu spotify abaixo.




04 - J-TWON
Artista de Forth Worth, ele revelou no início de Junho a faixa 'I Won' em todas as plataformas de streaming e que traz também uma sonoridade diferente do hip-hop tradicional.

Sendo um trabalho instrumental completamente acústico, ele tem um estilo vocal que nos remete a nomes como Ja Rule e Busta Rhymes, mas com uma linha instrumental totalmente diferente, repleta de elementos do bedroom pop, beats lo-fi e toque de R&B. Instrumentalmenta, a faixa transmite também uma vibe positiva e relaxante, trazendo uma sonoridade ideal para ouvirmos após um dia cansativo de trabalho. 





05 - JACQUELINE LOOR
Localizada em Miami, ela aparece hoje no site pela primeira vez em dose-dupla, com trabalhos divulgados nas plataformas de streaming entre Junho e Setembro.

 'I Can Fly' é faixa cantada em espanhol e que une seus conhecimentos do pop a uma atmosfera antêmica e cinemática, unida a uma linha vocal e instrumental do folk. Este trabalho é mais recente antes da artista lançar seu álbum no início de Outubro e liricamente fala sobre o momento em que uma mulher percebe que está em um relacionamento tóxico e tenta encontrar forças para sair dele. 

'No Me Digas' é faixa presente no curta-metragem "Un Pequeño Corte" e que traz uma sonoridade voltada tanto para um pop mais comercial, quanto para o latino, seja por conta da letra ser toda em espanhol ou pelas batidas que a acompanham durante toda a extensão da música.

Sobre a faixa e o processo de composição, ela comenta no release: "Eu adoro o empoderamento feminino e geralmente coloco músicas em inglês, então, quando acordei uma manhã com o refrão para essa música em espanhol, com uma mensagem de empoderamento feminino muito poderoso, eu sabia que tinha que escrever.... Esta música é sobre uma garota confiante que deixa o cara com quem ela está namorando não perder seu tempo ficando tudo em um segundo e então tentar parecer legal e solteiro no próximo".

Ambas as músicas podem ser ouvidas abaixo:






06 - JACOB KHALIL
Residente de NYC, ele é um cantor, compositor e pianista que iniciou sua carreira em 2017 e 1EP e alguns singles, revelou em Junho a faixa 'I Still Believe' em todas as plataformas de streaming.

Neste trabalho, ele traz uma ambientação instrumental que mescla entre o eletrônico e pop a uma linha vocal do mesmo gênero, mas com entonações que certamente transformam a faixa em dos hinos de sua carreira.

"Esta música é uma carta de amor ao meu país. É uma música que visa unir uma nação que está tão dividida. Essas letras não são uma postura política, são um reconhecimento de que podemos descobrir; podemos nos amar mais. Podemos encontrar maneiras de fazer com que todos se sintam um pouco mais livres neste país", comenta o artista em release oficial. 



ELETRONICO
07 - INBUILT OBSOLESCENCE

É um artista britânico que iniciou sua carreira ano passado e até então divulgou diversos singles nas plataformas de streaming. O mais recente deles é 'These Hands Do What They Can', que iremos falar um pouco sobre abaixo.

Ruídos elétricos, elementos do jazz e um estilo poema da palavra falada são características principais desta música lançada em Junho e que mostra uma vontade do artista em se inclinar para uma belíssima improvisação que faz com que o ouvinte se sinta dentro da música, unida a um lirismo sobre as pressões da vida moderna e como podemos responder a elas. 

Sonoramente, ele passa por uma variedade interessante ao unir eletrônico, jazz e art rock dentro da música que pode ser ouvida abaixo.




08 - JOE SKYLARK
Dando sequência as nossas novidades voltadas para vertentes eletrônicas de hoje, temos Joe Skylark, artista irlandês que respira música há mais de 15 anos, mas somente agora resolveu arriscar compor e fazer trabalhos solos.

Em Junho foi revelado seu single de estreia, intitulado 'Everything is Happening', onde liricamente evoca um anseio por um sentimento de pertencimento e instrumentalmente traz beats eletrônicos, samples, sintetizadores, guitarras e outros elementos que passam tanto pelo eletropop, como pelo indiepop e até mesmo toques de synthrock, num trabalho que nasceu do desejo de unir o eletrodance com suas composições liricas, permitindo fazer o público se envolvenr até mesmo fisicamente e embalando as pistas.  




09 - PARTEFACTS

Eletrônico, disco, funk, grooves, sintetizadores.... Tudo isso está presente em 'Time Travel', single de estreia do grupo e que fará parte do EP "Lifestyle Blob", ainda a ser lançado. 

Composta em Berlim depois de uma noite de gravação e trocade instrumentos e experimentação em estúdio, este trabalho é uma combinção dos gêneros citados acima e unidos a psicodélia.

A música pode ser ouvida abaixo:


Postar um comentário

0 Comentários