MUSO SOUP SINGLES #36: Wotts, Giya, Volcanes, Liz Moss, Call in Dead e mais passando pelo Metal, indie, folk, eletrônico e pop




INDIE POP
01 - WOTTS

É um duo canadense que em Junho lançou nas plataformas de streaming a faixa 'Before', sendo o terceiro single do seu próximo álbum, já intitulado como "Colonies".

Deixando de lado suas raízes do hip hop, eles trafegem agora por uma sonoridade essencialmente pop e que nos remete a nomes como Tame Impala, além de trazer também diversas influências oitentistas, seja por conta do groove e ritmo da faixa, além de outros elementos como os sintetizadores ou a linha das guitarras ao longo de 3min30s.

Apesar da instrumentalidade animada e um ritmo enérgico, liricamente a faixa se concentra no fim de um relacionamento. "Como muitas pessoas costumam vivenciar, especialmente em relacionamentos longos, alguém pode pensar que seu parceiro é para sempre, mas a realidade é que as pessoas não permanecem as mesmas, ou crescem juntas ou não. o que alguém pode estar procurando no início pode não ser o que ele precisa no futuro", comenta o duo em release oficial.

Fundindo hip-hop com pop psicodélico e indie, eles trazem um som bastante experimental e que mescla uma grande da variedade de elementos, que mostram todo o conhecimento artístico do duo. 

Confira:



02 - EZRAE
Trouxe em Julho seu lançamento de estreia, intitulado 'My Oh My' e presente em todas as plataformas de streaming.

Neste trabalho, ela busca falar sobre o empoderamento das mulheres, mas sem fazer de uam forma clichê ou triste, então trouxe uma sonoridade animada e pronta para embalar as rádios e playlists voltadas para o gênero. Mas, sem se inspirar em um estilo somente, ela se inspira em nomes como TH 1975 e Beabadoobee, além de outros nomes e elementos voltados tanto para vertentes do indie, quanto para alguns toques instrumentais do pop-punk num trabalho onde ela compôs a letra, melodias e acordes. 

"Sinceramente, eu só queria fazer a música mais indireta sobre um garoto que gostei no ano passado. quero que ele ouça a música e que a história pareça familiar sem que ele saiba que é sobre ele. nós dois estávamos muito nervosos para realmente nos tornarmos algo mais do que amigos, mas então ele me apunhalou pelas costas e acabou namorando a garota que ele me prometeu ser “apenas uma amiga” hahaha", diz em release oficial. 




03 - GIYA
Vocais doces e batidas envolventes tomam conta de 'Blood', single que dá sequência do seu EP lançado anteriormente e que leva o ouvinte a uma jornada subversiva pela consciência da cantora em um video clipe perfeito, surreal e quase distópico, que apresenta uma ótima mescla para uma faixa sobre as noites perdidas na cidade em meio a um borrão, e detalha a vertigem da vida metropolitana.

Conseguindo transformar em artevisual seu lirismo, as câmeras deram a ela pensamentos brutais e às vezes sombrios, numa colaboração dela com a Crash House.

A faixa e o videoclipe que ainda traz elementos do Soul/R&B, pode ser assistido abaixo:




INDIE ROCK
04 - VOLCANES
Sendo algo raro por aqui, apresentamos hoje a vocês "Volcanes", banda chilena que nasceu neste ano de maneira oficial e formada por Christian Lazcano (voz e guitarra), Fernando Hormazábal (baixo) e Felipe Leiva (bateria) e com a ideia de transformar em músicas diversas letras e instrumentais compostos pelos artistas ao longo do último ano, trazendo em 'Destellos' uma letra latina, com baixo destacado, riffs do indie rock, trazendo uma faixa animada para o público ouvinte, como também uma maneira interessante de desenvolver seu trabalho de uma maneira que certamente deixará o público interessado em ouvi-lo e preso na música do início ao fim.

Esta canção foi gravada e mixada por Pablo Barra nos "Estudios Heliosfera" em fevereiro deste ano, na cidade de San Felipe (uma pequena cidade ao norte da capital), e masterizada em Santiago nos “Pulsar Estudios” de Carlo Colussi.

Ouça:




METAL
05 - CALL IN DEAD

Diretamente de Orlando, eles divulgaram, há um pouco mais de um mês, a faixa 'Fight of the Bumblebee', terceiro single de seu EP 7'' lançado pela DCxPC Live.

Neste trabalho gravado ao vivo, eles misturam a paixão por algumas vertentes do rock como o punk, hardcore e metal, fazendo uma ótima mescla instrumental e vocal entre essas sonoridades e que liricamente traz uma mensagem positiva para os ouvintes na tradicional velocidade punk de 1m35s.

A banda é formada por quatro punk rockers veteranos, um de DC, um de NJ e os outros dois de FL. Com o mais velho aos 44 e o mais novo aos 28, eles reúnem suas diferentes experiências musicais e estilos para fazer um som que deve ser familiar para os fãs de punk hardcore, ao mesmo tempo que lhe dão a singularidade que vem de misturar seu passado com o presente.

Musicalmente falando, a faixa tem a introdução e a ponte com o riff de guitarra que soa como um enxame de abelhas. "então começamos a chamá-lo de “Flight of the Bumblebee” depois da música clássica, mas então percebemos que “Fight” funciona melhor não só porque a música é tão agressiva, mas também porque literalmente gritamos “lutar” na música", comenta eles em release oficial.

Ouça:




INDIE FOLK/POP
06 - SAM AND THE SEA

É um cantor, compositor, produtor e artista visual com vivência em NYC e que transformou sua paixão pela música em duas faixas lançadas recentemente nas plataformas de streaming.

Sendo o responsável por executar o violão, bateria, piano, vocal, entre outros. o trabalho DIY do artista trafega pelo indie folk e pop, além de trazer diversos elementos de uma sonoridade voltada para o lo-fi, com um vocal que transporta o ouvinte para uma atmosfera e o prende com seu baixo envolvente durante 'Little Lies' ou o acalma com a linha do violão presente em 'Thinking Slow'.

"Ambas escritas na mesma noite quando eu estava preso na floresta no inverno na zona rural do Canadá. Eu havia atravessado a fronteira para ver amigos e fazer um trabalho, e trouxe todo esse equipamento comigo - meu carro estava lotado. Lembro-me que o guarda de fronteira me fez tantas perguntas, imaginando o que eu estava fazendo vindo para o Canadá com tanto material. O carro quebrou quando eu finalmente cheguei à cabana em Lachute, então eu fiquei sozinho lá com meu equipamento por alguns dias enquanto ele era consertado. Eu tinha a intenção de fazer alguns trabalhos de acabamento em outra peça, mas fiquei sem nada para fazer e também escrevi essas duas músicas", comenta o artista em release oficial. 

Ouça:





07 - LIZ MOSS
Cantora e compositora folk de Nashville, ela lançou em Junho a faixa 'Smoke Alarms', seu trabalho de estreia, em todas as plataformas de streaming. 

Apesar da curta duração, a faixa entrega o principal estilo da artista, além de mesclar ele a elementos instrumentais do dream pop e um estilo vocal relaxante e que faz o ouvinte dar play na faixa por diversas vezes com certeza. 

Liricamente, a faixa é sobre o amor não correspondido e traz uma menina que dispara o alarme de incêndio de seu prédio na esperança de ver sua paixão durante a evacuação. Para sua insatisfação, eles não fazem a conexão que ela esperava estabelecer, mesmo depois de fazer tudo o que podia para conhecer sua paixão

"Escrevi e gravei essa música no chão do meu dormitório à meia-noite, depois que o alarme de incêndio do meu prédio disparou. Eu rapidamente criei uma história agridoce sobre um amor não correspondido inspirado pela evacuação do fogo, e a música serve como uma doce e calmante canção de ninar". 

Com produção bedroom, a faixa pode ser ouvida abaixo:




08 - CAT CALABRESE
Depois de apresentarmos ela em nossas listas da Groover, agora ela aparece pelo compilado da Muso Soup, com a faixa 'Fever Dream', divulgada nas plataformas de streaming em Junho mas que merece destaque por aqui.

Sendo seu terceiro single, a faixa é uma canção de amor para as pistas de dança e embalar o verão, mesclando vertentes pop como o comercial, além de se unir a elementos eletrônicos e do dance em uma co-produção por Jim Wirt, multi-platina e ganhador do Emmy.

"Ela queria personificar a alegria e o otimismo cauteloso de colocar o coração nas mãos de outra pessoa. Cat não pede desculpas em sua disposição de dar seu coração, independentemente do resultado. Com isso, ela começou a escrever uma música sem clichês, mas cheia de convicção", comenta o release oficial. 

A faixa pode ser ouvida abaixo:



ELETRÔNICO/EDM/TECHNO
09 - SYFERR

Artista estadunidense, eles lançaram final de Junho um presente no EP da banda e que traz uma sonoridade que flerta entre o experimental e glitchcore, além de passar também pelo hyperpop e o próprio eletrônico, unidos a um vocal repleto de autotune.

Feito de maneira DIY, a  música é sobre como usar sua vontade para lutar contra o ódio de si mesmo.

Ouça:




10 - SPIRIT MILK
É um artista que traz um trabalho eletrônico, mas fundido a diversas vertentes como o EDM, Techno e Industrial dentro da faixa 'Cruel Tactics', lançada em Julho nas plataformas de streaming e inspirada por nomes como Quake, Carmageddon, Doom e outros artistas da cultura dark noventista.

Neste trabalho, ele mistura um estilo pesado de sintetizadores, fortemente associado ao cyberpunk principal e motivos tribais, vocais brilhantes e até mesmo samples de taiko japonês. "O objetivo artístico é alcançar a fusão entre o homem e a máquina, o tribal e o robótico, a espiritualidade e a fria lógica distópica", é algo comentado em release oficial.

Pronta para embalar as pistas EDM, Techno, Industrial e raves, a faixa pode ser ouvida abaixo:




Postar um comentário

0 Comentários