M.S SINGLES #1.2: Chrysalism, Nick Catoire, Maddrigal, Juno, Deepstate e mais novidades que passam pelo Soul, Dark Wave, Hip-Hop e vertentes do Eletrônico/Pop; Conheça-os aqui!!



SOUL
01 - CHRISTINA JONES

Dona de um belíssimo e envolvente vocal, ela passa por vertentes do Soul e do jazz dentro da faixa 'Free, Completely Free', divulgada nas plataforams de streaming em Junho mas que certamente merece estar presente aqui e ser mostrada para os ouvintes brasileiros e que curtem o gênero.

Instrumentais harmônicos, piano muito bem encaixado com vocal principal e backing tomam conta da última faixa de seu álbum intitulado "You Were My Compass", com um lirismo estimulador e repleto de ritmos divertidos e dançantes. 

Graduada em teatro musical no Conservatório de Boston em Berklee, a emergente artista Christina Jones sabia que a música sempre teria um papel instrumental em sua vida. Christina começou sua busca pela arte ainda jovem cantando em musicais na igreja e na escola, onde descobriu sua paixão pela música e começou a participar de competições.
Ela entrou no mundo das artes cênicas e do teatro musical e seus talentos a colocaram no Top 40 do American Idol, ao lado de várias apresentações no The Apollo no Harlem, NY.
O impulso consciente e a dedicação de Christina também lhe renderam papéis em musicais no New Repertory Theatre e no Central Square Theatre em 2021.

Um pouco do seu trabalho pode ser conhecido abaixo:




DARK WAVE
02 - CHRYSALISM

É um artista que vem de um cenário repleto da artistas dark wave e consegue unir a linha vocal desse estilo a elementos instrumentais tanto de um estilo mais antigo como do post-punk, como de algo mais moderno como o indie rock, mas sem deixar de lado os sintetizadores e outros elementos eletrônicos oitentistas... Toda essa mistura mostra uma grande variedade de conhecimento de gêneros e influências do artista na faixa 'Orange Light District', divulgada nas plataformas de streaming em Junho. 
 
Trazendo uma sonoridade melancólica e hipnotizante, a faixa pode ser ouvida abaixo:




HIP-HOP
03 - SHANE THUNDER
Flerta entre o hip-hop, trap e hyperpop, seja por conta dos beats, linha vocal ou até mesmo o autotune que comanda 'Crisis Music' faixa com todos os elementos sendo feitos exclusivamente pelo artista que liricamente busca expressar sentimentos de medo, ansiedade e sensação de que as coisas estão ficando fora de controle, em uma duração curta de somente 2 minutos.

Nesta faixa, ele consegue une todos os estilos citados acima, além do eletrônico e pop, em um videoclipe gravado/dirigido pelo artista que pode ser assistido abaixo. 


POP/DISCO/ELETRO

04 - NICK CATOIRE
Artista estadunidense, ele aparece pela primeira vez no site e em dose-dupla, com trabalhos reveladas nas plataformas de streaming entre Julho e Agosto deste ano.

O primeiro deles é 'Empty Love', seu quarto trabalho que estará dentro de um EP a ser lançado em breve e que fala sobre tentar encontrar o amor como uma pessoa queer. Instrumentalmente, ele traz uma sonoridade pop queer que flerta pelo eletrônico, dance e darkpop ao longo de aproximados três minutos. 

“Depois que perdi meu primeiro amor, eu queria tanto encontrar o amor de novo, mas não tinha ideia de como encontrá-lo em uma cidade tão pequena. Não havia clubes gays. Então eu acertei os aplicativos com força, tentando desesperadamente encontrar algo real, mas tudo que encontrei foram caras que só me viam como aquela foto do torso do aplicativo. Eu fiz mesmo assim. E depois, quando eles saíram e eu estava sozinho, não senti nada além de um vazio", conta o artista em release oficial.

Dando sequências as suas novidades, temos 'See You Again', que ganhou uma versão remix de Ivy States e trouxe para o público algo pop entre Dua Lipa e Maroon 5 ao passar pelo pop, disco, R&B em uma faixa que liricamente fala sobre não ser capaz de estar perto do cara que partiu meu coração. Essa também estará no seu próximo EP e certamente terá faixas que poderão facilmente embalar as rádios e playlists do gênero.

Trazendo uma vibe positiva em suas músicas, ele se inspira em nomes como Sam Smith para compartilhar sua história e celebrar a cultura queer.

Ouça ambas as faixas abaixo:






05 - STEVE KROEGER
Alguns meses depois, o artista está de volta ao site numa belíssima faixa feita em parceria com Skye Holland e que mostra a essência do Tropical House, com vocais sentimentais saxofone e um ritmo instrumental clássico do dance, de embalar as pistas e também poder ser tocada durante um final de tarde na praia.

Sendo amplamente divulgada, a música já apareceu em rádios do Canadá, Bélgica, Luxemburgo, Holanda, Polônia e Países Bálticos... Agora também desce a América do Sul com apresentação em nosso site.

Ouça abaixo:




06 - MADDRIGAL
Seguindo numa sonoridade eletrônica, o artista francês apresenta vertentes do gênero como o ambiente, downtempo, experimental e cinemátivo para a faixa 'Semblance', presente no EP "Essence / Lack thereof...", segundo do artista e composto em sua cidade natal durante o ano de 2020… foi composto em Paris, durante o ano de 2020.

Nesta faixa em questão, ele apresenta uma música totalmente instrumental e repleta de elementos que certamente convidaram o ouvinte a se interessar em descobrir mais sobre o seu trabalho e absorver toda a essência musical dentro de uma instrumentalidade relaxante e muito gostosa de se ouvir, indo em oposto ao estilo eletrônico pronto para dominar as pistas, este está preparado para ser incluído em trilhas de cinemas ou até mesmo de videogames como "Life is Strange".

"Ao musicar sua natureza íntima, Maddrigal nos convida a explorar a nossa. É um álbum profundamente melancólico, cheio de suavidade e força", define o release e certamente é o que ocorre com a faixa que pode ser ouvida abaixo.




07 - JUNO
É um artista grego que se juntou a produtora Natasja Saloustrou para trabalhar na faixa 'Imbue',  revelada nas plataformas de streaming em Maio.

Para este trabalho, ele une a sonoridade principal do pop e suas vertentes como o contemporâneo e até mesmo uma linha vocal mais dark a outros elementos do eletrônico, ao longo de +4min de duração. Instruentalmente, o artsita combinada sintetizadores, samples, cordas de orquestra e vocais femininos (na segunda versão) e traz uma sonoridade mais experimental e voltada para o eletrônico em 'In These Waters', definida como uma versão reinventada da faixa. 

Cada uma delas trazem estilos distintos e a junção delas podem mostrar toda a variedade criativa do artista e da produtora.




08 - DAVE JY LEE
Aparecendo pela primeira vez no site, ele tem experiência na composição de música eletrônica e consegue mesclar maestralmente este erstilo com o R&B na faixa 'Speed Of Light', divulgada nas plataformas de streaming em Junho e que hoje nós trazemos em uma lista com bastante faixa voltada para vertentes eletrônicas. 

Tendo também um vasto conhecimento de outros estilos, ele une eletrônico e R&B a beats clássicos do hip-hop e um lirismo envolvente por trás de quase 3min de música e um estilo vocal atmosférico e envolvente de uma faixa que fala sobre a fuga dos ciclos tóxicos, algo importante de fazermos para mantermos nossa sanidade de pé.




09 - DEEPSTATE

Une eletrônico, Dubstep e EDM a elementos arábes dentro da faixa 'Great Artists Seal', seu trabalho mais recente divulgado e que traz também a combinação sonora de diversos samples usados para a construção da faixa, então daí vem o nome da música. 

Sobre a faixa, o artista comentou em release oficial: "Para mim, a música é um reflexo de como a maioria das formas de arte são (pelo menos de alguma forma) ligeiramente derivadas - os artistas começam com uma ideia que viram e a adaptam em algo que se encaixa na sua própria visão".


Postar um comentário

0 Comentários