MUSO SOUP SINGLES #33.2: Soheill, Rowdy, Greebo, Wol, Eleanor Joy, Sabrina, Levinsky, Hartigan, MVRWVN, JÖVIKY e mais novidades dentro do Rock, Country, Pop/Eletro/Dark, Hip-Hop e Lo-fi


Em nossa lista de hoje, 20 novidades voltadas para vertentes do rock, eletropop, hip-hop e outros estilos que podem ser conferidos abaixo!!


ROCK
01 - MIHI NIHIL
Também de LA, Mee-Kee Nee-Keel lançou seu álbum autointitulado em Abril e no final de Julho revelou no Youtube um videoclipe para 'Ticking Clocks', faixa responsável por encerrar o LP.

Dirigido por John David Moffat e com a participação do artista Faban Murphy, a banda não esteve envolvida na concepção, direção e filmagem e edição deste trabalho, que teve todos os dedos do diretor em si, para depois ser mostrado para o banda. 

Liricamente, a música "Ticking Clocks" é sobre "lutar para aceitar a mudança naqueles que amamos e lutar para mudar a nós mesmos. E apesar de todas as nossas dificuldades com isso, a natureza de alguma forma faz com que pareça fácil. Tem muito a ver com saúde mental e como lidar com perda e dor ", comenta a banda em release oficial.

Instrumentalmente, eles apresentam uma sonoridade do post-punk, com elementos do shoegaze, cinemático e dream pop. 

O resultado deste trabalho pode ser assistido abaixo:



02 - OUR MAN IN THE BRONZE AGE
Formados em 2007, a estrada da banda é longa, mas longo também é o tempo que ficaram sem novidades, com o último trabalho (de acordo com as plataformas de streaming) até então sendo lançado em 2015.

Mas seis anos se passaram e eles estão de volta com 'Midnight Lovers', divulgada no último dia 30. Junto com ela, temos riffs pesados, bateria cadenciada e um estilo vocal dark inicialmente, mas que cresce ao longo da música, juntamente com a linha da bateria em uma sonoridade que passa pelo post-punk, metal, hard rock e alternativo, uma gama de vertentes que apresentam toda a capacidade criativa da cada membro da banda.

O resultado é uma faixa pesada, com guitarras envolventes e uma instrumentação que certamente irá fazer o ouvinte bater cabeça, mesmo que seja de dentro de suas casas e com distanciamento social.

Confira:



03 - SOHEILL
Pela primeira vez no site, ele é um artista de Nashville e que usa a música como uma expressão de sentimentos em sua vida, além de usar a arte como um catalisador.

Ao longo do tempo ele foi transformando seu som, mas sem esquecer suas raízes do rock e aplicou elas e sintetizadores e baterias programadas que se encaixam perfeitamente com suas interpretações líricas e melódicas dentro do seu trabalho. 

Durante a quarentena em 2020, Soheill explorou seu estilo de produção e escreveu várias músicas que planeja lançar como singles em 2021, um deles é 'Behave', faixa lançada no último dia 30 e que passa por vertentes como o alternativo/indie/garage rock.

Ouça:

04 - ROWDY
De Pittsburgh, eles lançaram no último dia 23 a faixa 'Bungalow' nas plataformas de streaming e vocês irão saber um pouco mais sobre ela abaixo.

Neste trabalho, eles trazem uma sonoridade principalmente psicodélica, mas também repleta de elementos do dream pop neo-soul e uns toques clássicos do funk (mas não o brasileiro), onde liricamente contam a história de enfrentar a escuridão em si mesmo, que muitas vezes é escondida e ignorada, pretendendo ser uma odisséia espiritual, compactada em uma música de cinco minutos e meio. 

A faixa faz parte do próximo álbum, intitulado "Otherworld" e uma amostra do que esperamos por vir pode ser ouvida abaixo:


05 - FUTURELUST
Com sede em Los Angeles, eles apresentam um mescla entre o rock alternativo, texturas de sintetizadores e um estilo vocal oitentista e rasgado para a faixa 'For the Ones That Got Away', lançada nas plataformas de streaming há cerca de um mês.

Na faixa multi-gênero, podemos identificar todos os estilos citados acima, dentro de uma sonoridade antêmica e traz para o ouvinte um ar nostálgico.



POP/INDIE ROCK
06 - GREEBO
Trazendo uma sonoridade clássica do indie rock britânico, eles lançaram em Julho a faixa 'Live and Learn' em todas as plataformas de streaming.

Com uma ambientação instrumentação enérgica, liricamente eles falam sobre o amor perdido e lições aprendidas com ele, 'vivendo e aprendendo' pode ser traduzido o nome da página e certamente terá ensinamentos que não somente a banda teve, como certamente o ouvinte já passou por tais experiências ou ainda terá ao longo da vida. 

Formada no meio da pandemia, eles passaram 2020 trabalhando em cada uma das suas faixas e agora estão lançando ao longo de 2021, com esse sendo seu quarto single. 

O trio é composto pelo guitarrista/vocalista Ash Condon, o baixista Tony Finch e o baterista Matt Solomon.



07 - MIA MORMINO
De Los Angeles, Mia é uma artista que busca ajudar quem precisa por meio de sua música, sendo o que ela mais gosta de fazer. E seguindo esse plano, ela divulgou nas plataformas de streaming a faixa 'Showtime'.

Apresentando uma grande variedade de estilos sonoros, ela traz um estilo vocal que se encaixa no pop contemporâneo e Soul, mas instrumentalmente amplia ainda mais seu leque de estilos com elementos que se encaixam tanto no indie, quanto no rock com um refrão envolvente e que fará o ouvinte cantar a música enquanto acompanha o videoclipe. 




COUNTRY-FOLK
08 - TRUCKERBOMB
Traz novamente sua sonoridade Country para o site, com seu quarto single composto, intitulado 'Broken Like Me' e revelado as plataformas de streaming no último dia 23.

Com letras sinceras, um lap steel destacado e guitarras elétricas unidas com o violão, ele mescla com maestria seu estilo principalmente ao soft e rock acústico, ao longo de aproximados 3min30s de uma sonoridade única e muito interessante. 



09 - WOL
Atravessando o oceano, temos um artista britânico que final de Julho lançou um dos seus trabalhos mais recentes, intitulado 'Friend That Never Was'.

Sobre a faixa, o artista comenta em release oficial: "Foi inspirado por um breve encontro que tive com uma pessoa que, de alguma forma, se sentia como uma alma gêmea de outra vida - embora nunca nos tenhamos conhecido. De várias maneiras, isso é um lamento e uma homenagem a eles".

Neste trabalho, o artista apresenta uma faixa com estilo vocal do folk/indie, além de elementos harmônicos do power e instrumentais do dream pop.

Ouça:



10 - ELEANOR JOY
Vindo do Noroeste inglês para o nosso site, ela está aqui pela primeira vez com a faixa 'Anon. (Goldfish In My Bathtub)', lançada no último dia 23.

Neste trabalho, ela traz uma sonoridade que mescla entre o indie e uma instrumentação folk repleta de harmonia e que se inspira artisticamente em nomes como Aurora, Kate Bush, Hozier e Keaton Henson.

Musicalmente, ainda vemos uma mescla de diversas vertentes, como o pop contemporâneo, dark e cinemático com toques lo-fi. Já liricamente, usa a narrativa metafórica de uma mulher e seus animais de estimação com sua gaiola incomum para explorar a experiência da menstruação para pessoas que sangram.


POP
11 - BRENDAN COPE
Praticamente um mês depois, o artista norte-americano está de volta ao site, com a faixa 'Balcony', revelada nas plataformas de streaming durante o mês de Julho.

Neste trabalho, ele flerta entre um estilo vocal indie e R&B e elementos do dream/eletropop dentro de seu terceiro lançamento do ano, em um projeto onde o artista busca com que o ouvinte se inspirado pela sua arte. Certamente isso ocorrerá durante a audição da faixa abaixo. 




12 - ONENAMEDPETER
Já conhecido pelos leitores do site, o artista britânico está de volta com 'Party Animal', divulgada no último dia 23 em todas as plataformas de streaming.

Nesta faixa, ele segue seu trabalho de um só, como responsável pela composição, execução e produção de todas as suas músicas, além do videoclipe e arte das faixas. 

Liricamente, 'Party Animal' foi planejada para coincidir seu lançamento com o dia em que o governo britânico deu uma afogada nas restrições de convívio social após 18 meses e combina com o estilo festeiro do artista, como dito por ele em release oficial.

Assista ao videoclipe e ouça:

  


ELETRO
13 - SABRINA
Diretamente de Brighton, a artista emergente do pop eletrônico traz uma confiança femme fatale para seu single 'Drive', lançado na segunda quinzena de Julho.

Sendo o segundo trabalho de artista em 2021, ela apresenta uma sonoridade repleta de pops percussivos e um vocal envolvente que se une com elementos instrumentais típicos do dream pop e do synth pop, onde liricamente celebra o fim natural de um relacionamento que atingiu muitos
buracos ao longo do caminho. 

Este e outros trabalhos da artista podem ser conhecidos abaixo:


DARK
14 - LEVINSKY
Da Finlândia, ele lançou recentemente uma parceria com a francesa Enlia, divulgando 'Soules Les Étoiles' nas plataformas de streaming no início de Julho.

Nesta parceria entre membros de dois países diferentes, eles trazem para o ouvinte a oferta de uma sonoridade eletro/synthpop, que ainda traz elementos dark. unido uma melodia cativante em um background geral perfeito para um filme.

Levinsky é o autor da música eletrônica dark da Finlândia. Seu primeiro e ambicioso álbum "Nocturnes" (2020) é o sucessor perfeito para seu poderoso álbum de estreia "Electra Complex" (2019). Melodias exuberantes em camadas, temas marcantes e composições sólidas combinadas com uma pitada de progressividade são os elementos-chave da marca de Levinsky de pós-synthwave.
A performance incrivelmente visual da artista profissional de dança Susanna Leinivaara é parte integrante da experiência ao vivo de Levinsky. Levinsky fez vários shows bem recebidos na Finlândia desde 2018 e está ansioso para fazer seus primeiros shows em solo estrangeiro em um futuro próximo.

Este single é o primeiro do artista em 2021 e foi lançada um pouco antes de um EP ao vivo, também presente nas plataformas de streaming. 

Ambos projetos podem ser apreciados diretamente do Spotify do artista, abaixo:



15 - BRUNO FERRARI
Está de volta as plataformas de streaming com o primeiro álbum em 4 anos, sendo divulgado no último dia 30.

Dentre as 12 músicas do álbum "Electrofantasex", temos 'Bugaboo' como um dos singles, que pode nos remeter não somente a bandas indie alemãs dos anos 90, mas também a mestres do som gótico, como The Sisters Of Mercy, numa faixa que passa pelo eletro/darkpop, dark wave, dance e até mesmo synthrock, ao longo de quase 3min30s. Conseguindo mesclar uma sonoridade dark, com elementos oitentistas que certamente não deixarão o ouvinte e as pistas paradas, numa faixa ótima para embalar o Madame Satã.



16 - SISSYSOCKS
É um grupo da Austrália e que dá sequência as nossas faixas Darkpop de hoje com 'Augusburg', revelada em Maio e que fará parte do álbum "Slink Away", ainda a ser lançado. 

Com uma sonoridade principalmente dark, mas que também apresenta elementos do synthwave/pop e o eletrônico experimental, liricamente eles falam sobre procurar coisas nos lugares errados e cometer os mesmos erros novamente. 

O videoclipe de “Augsburg” foi dirigido por Ursula Woods e pode ser assistido logo abaixo:



HIP-HOP E VERTENTES
17 - HARTIGAN

É um artista de Halifax, Canadá e que já tem uma carreira de três anos, com um dos seus trabalhos mais recentes sendo lançado na última semana de Julho, intitulado 'Ghosts'.

Neste single, ele traz uma faixa voltada para o rap e hip-hop, mas trazendo o plus de uma sonoridade instrumental característica de estilos mais pop e até mesmo do rock alternativo.

Ryan faz é um rapper que compõe desde os 14 anos, transformando sua faixa como válvula de escape para outros empreendimentos. Em sua carreira música, ele tenta até mesmo mostrar sua visão como empresário, amante e amigo, e traz isso de volta para nós para que possamos experimentar como é realmente fazer esse tipo de sacrifício por nossos compromissos.´

É disso que trata o álbum 'The Hard Things', a ser divulgado em breve e que pode ter um aperitivo musical com uma das faixas abaixo.



18 - MVRWVN
Estreou como artista em Abril e também trouxe para o site talvez a primeira faixa com sonoridade do reggaeton, em 'Slide', que ainda traz parceria de Bino Rideaux & Dr Maleek.

Nesta faixa, os artistas conseguem mesclar diversos estilos diferentes, começando pelos beats e instrumentais característicos do reggaeton e um estilo vocal do rap, que principalmente com o acréscimo do autotune, nos remeteu a trabalhos mais recentes do Akon e ainda apresenta elementos do R&B e do dancepop, ao longo de quase 3min. Sonoramente, a música funde camadas de sintetizadores, bateria poderosa e um mantra vocal hipnótico que ecoa por toda parte e, finalmente, prova que o estilo único de MVRWVN é uma nova onda no horizonte.


MVRWVN é de Los Angeles, Califórnia. Ele cresceu fortemente influenciado pela música e sua cultura abrupta. Desde aprender a tocar instrumentos como piano, trompete, clarinete e saxofone até escrever música sobre batidas demo durante a detenção. Sempre usar sua música para expressar suas emoções permite que ele realmente faça você sentir cada palavra que ele está dizendo. Você pode realmente dizer que a música sempre esteve com ele.



19 - A CERTAIN ENERGY
De Fort Wayne, ele é um artista que traz vocais acelerados em uma sonoridade característica principalmente do hip-hop para a faixa 'Foreign', divulgada nas plataformas de streaming durante o mês de Junho.

Essa faixa é é sobre a ideologia de sempre buscar mais e se destacar em seu campo até o topo, podendo também ser definida como o trajetória do artista para se tornar um nome familiar na indústria.

Shain Romanowski, mais conhecido por seu nome artístico A Certain Energy, é um rapper asiático-americano que mora em Fort Wayne, Indiana. Ele foi apresentado à música por seu pai, que o levou para os estúdios em Saipan. Seu pai costumava gravar baladas que variavam de acústica, rock, etc. Com o passar do tempo, ele moldou ACE, dando-lhe aulas sobre como controlar seu diafragma, bem como estudar outros artistas ao vê-los se apresentar.

Artista da gravadora Sinclair Media Group, ACE está trabalhando para fornecer música e videografia de qualidade por meio de seu ofício. 

Neste trabalho em questão, ele traz um estilo vocal rápido e característico do hip-hop, ora com um toque mais calmo do rap e efeitos vocais de auto-tune, que pode ser ouvido abaixo.




20 - JÖVIKY
Sendo a faixa mais suave de nossa lista pop, 'Lonely Phone' foi lançada no último dia 28 e criada a partir de pura emoção e arte, como definição própria do artista, que trabalhou com Aster Reed numa produção downtempo transformada em um cenário perfeito para compartilhar sentimentos de solidão, em uma sonoridade que certamente vai relaxar o ouvinte durante uma audição que ainda traz elementos de um pop lo-fi com vocais de autotune. 

No release oficial, o artista comenta sobre a faixa: "A solidão é um sentimento que, na minha opinião, é difícil de definir. Com esta faixa, Joviky está tentando expressar totalmente esse sentimento de um ponto de vista empático. Lonely Phone ilustra sonoramente o ato desesperado de tentar encontrar consolo, conforto, amizade e amor no telefone, mas não aproveitar".


Postar um comentário

0 Comentários