MUSO SOUP ÁLBUNS #29: Clelia Felix, Foggy May, Electric High, JP2, Wolf & Clover e mais com belíssimos álbuns e EPs voltados para o pop contemporâneo, R&B, indie/hard rock, metal, jazz, experimental e mais!!

01 - BRAVE NEW BROKEN HEARTS CLUB
Definitivamente este título nos remeteu a'Os Garotos de Liverpool, mas a sonoridade traz algo totalmente diferente daquele trabalho apresentado há mais de 50 anos, mas tão mágico quanto.

Ao longo de 10 músicas o artista, também britânico, flerta por estilos como o rock acústico, indie folk, soft rock e até mesmo a harmonia presente no power pop sessentista, trazendo diversas músicas que embalaram o público ouvinte ou convidaram pessoas a dançarem, cantarem, se emocionarem...

Experimente o estilo vocal de Billy Bragg em Londres; a menor pitada de registro inferior de Damon Albarn; uma pitada de Richard Hawley croon (estilo sulista) ... um acústico, um violão tremolo e um bom e velho toque de estética de composição clássica; organize em uma cama generosa de belos backing vocals e harmonias da requintada cantora folk de Peckham, Pearl Fish ... et voila. Quer todos esses sabores surjam para você ou não, as músicas do Brave New Broken Hearts Club são liricamente prosaicas, emocionalmente ricas; esperançoso, caloroso e sincero.

"Not What We Call Love", pode ser ouvido em sua forma mais completa, abaixo:


 
02 - HOWLING AT THE EARTH
Há quase duas semanas, os norte-americanos divulgaram um EP com cinco músicas, intitulado "Second Wave".

Nele, eles apresentam uma sonoridade voltada para o rock alternativo, com um vocal característico de diversos gêneros, podendo se encaixar no pop-punk e até mesmo no folk, dependendo da entonação executada pelo artista. 

Em release oficial, a banda é definida como infinidade de coisas que ainda está crescendo e mudando, apesar de estar enraizada nos riffs e vocais de guitarra melódicos.

Não estávamos errados sobre o folk, o artista também comenta que sempre gostou de cantar histórias sobre aspectos da música folk e, unindo isso com as guitarras melódicas, trouxe uma sonoridade única repleta de rock n' roll, mas também de folk e de harmonias. 

O resultado desta sonoridade única pode ser ouvido abaixo:




03 - MOOD ORGAN
Em contratempo a artista acima, temos os britânicos da "Mood Organ", banda que mescla elementos e influencias do funk, experimental, rock progressivo, psicodelia e até mesmo metal em "Slightseeing", EP divulgado nas plataformas digitais na última Sexta-feira.

Com 5 músicas, eles trazem uma variedade de assuntos em suas letras, que vão desde um cavalo pai solteiro, uma senhora maluca de feijão, estufas de cérebro e hipnose pelo mágico Derren Brown. Mas a experimentação não para nos temas das letras, com a banda sendo influenciado por artistas de gêneros diferentes, como Pink Floyd, Tame Impala, King Gizzard & The Lizard Wizard e Daft Punk, conseguindo colocar em seu trabalho todo esse leque de conhecimentos e influencias musicais, que resultam em uma sonoridade única.

Ouça abaixo:



04 - CLELIA FELIX
Está pela primeira vez no site, com o EP "Stories", lançado nas plataformas de streaming em Março e que apresenta quatro músicas, mesclando seu idioma francês com o inglês ao trazer gêneros como o pop contemporâneo, com sintetizador e soft rock, além de elementos de outros estilos, como o orgão que costumamos ouvir nas igrejas norte-americanas e também estão em 'You Call Me Fool', faixa de abertura deste trabalho. O piano também está presente em 'Just With Flowers', segundo trabalho em inglês no EP e que traz toques românticos por conta do fatores como o instrumental ou a belíssima sintonia entre o vocal primário e secundário.

Neste trabalho a artista buscar trazer histórias sobre intolerância, violência contra a mulher e o direito de ser diferente. Daí também o nome do EP, fortemente influenciado por nomes como Elton John, Aimee Mann, Christine e The Queens.



05 - FOGGY MAY
Diretamente de Baltimore (EUA), o trio apresentou no início do mês "It's All A Joke", álbum extenso e que traz para o público ouvinte 13 músicas de estilos que passam pelo reggae, indie rock, ska, rock alternativo e muito mais, em um trabalho consistente por parte de uma banda que mantém o mesmo line desde 2010.

Como presente no título (é tudo uma piada), eles apresentam um álbum, de certa maneira conceitual, onde cada música é um lembrete para não levarmos a vida tão a sério, além de tentar trazer um som instigante e agradável que propõe o ouvinte a pensar fora da caixa.

Este trabalho com duração de 50min pode ser ouvido abaixo:



06 - WOLF & CLOVER
É um projeto que se inspira e apresenta uma grande variedade de gêneros musicais, fortemente influenciados por tradições irlandesas, celtas e elementos individuais de cada um dos membros do grupo, responsável por trazer para o público ouvinte diversos tipos de melodias, harmonias e instrumentalização, ao longo de seis faixas reveladas no EP "Live at the Silvan Sessions". 

Este projeto foi gravado em Março de 2020, quando ainda podíamos ter shows ao vivo e parte dele foi escolhido pela banda para ser divulgado para o mundo, pelas plataformas de streaming.

O EP representa o fim de uma era para a W&C, com o músico de sopro Bryan Canonigo deixando a banda antes que a cantora Shellie Murphy DeBruyn e o tocador de sopro Chris Walton se juntem alguns meses após a apresentação. Ainda assim, o EP prenuncia as tonalidades, as estruturas musicais mais longas e a experimentação que chegará com o segundo álbum de estúdio da banda, a ser lançado no outono de 2021.

Conheça mais detalhadamente este projeto abaixo:



07 - ELECTRIC HIGH
E nossa parceria noruegueses da Electric High continua firme e forte. Após revelarmos três singles ao longo de 2021, apresentamos a vocês um EP lançado nas plataformas de streaming no último dia 16 e que conta com 5 músicas.

Entre as 5 faixas presentes no EP "Reach Of Your Love", temos 'Trembling Bones', lançada anteriormente como single e que mescla hard rock, classic rock e trazendo também elementos do country e de suas raízes escandinavas, com um refrão repleto batidas implacáveis de um som antemico, que certamente seria amplificado pela cantoria do público em grandes festivais, num futuro não tão distante da volta deles.

O projeto é divulgado após o recente lançamento de 'Fire' e, assim como ela, traz faixas de alta voltagem, como a faixa título Reach Of Your Love e Rock Classic, unida a outros singles lançados anteriormente, como Reproducing Man e Morning Star.

Para fãs que de garage rock, rock alternativo e hard rock, que certamente irão curtir o EP do início ao fim, abaxo:




08 - BAD ATHLETE
Aparecem pela primeira vez no site com "Super Bad Athlete", álbum com 10 músicas e lançado nas plataformas de streaming na última Sexta-feira (23).

Mostrando uma variedade de gêneros e influencias, 'Wasted My Time' abre o álbum com vocais e backings harmônicos e característicos do power pop, unida a uma guitarra pesada de estilos como o slacker e garage rock, algo que se mantém por outras faixas do álbum, mas algumas delas com um toque mais pop-punk, como é o caso de 'Numb', quarta música deste projeto. Já em 'Oh Darlin', temos um som mais leve, calmo e certamente feito para uma possível dança de casais, algo que é possível de fazer mesmo com a guitarra pesada que está presente em todo o álbum. Este é a provavelmente a única faixa "leve" entre as 10 do álbum.

Em release oficial, a banda comenta: "Das músicas à arte, tudo sobre este álbum foi feito completamente DIY e representa algo próximo e querido aos nossos corações. O objetivo é capturar uma sensação de nostalgia, a sensação de empolgação e descoberta que sentimos quando descobrimos a música pela primeira vez".

Confira o álbum completo abaixo:




09 - JP2
Outro trabalho pesado lançado na última sexta-feira, temos "Without Words", EP com quatro músicas lançadas pelo artista norte-americano Javier Perez, sob o codinome de JP2.

Em definição própria do artista, ele comenta que este projeto é um convite a jornada musical do artista, trazendo quatro faixas de gêneros musicais completamente diferentes. Um por música.

No início temos 'Anthem', faixa essencialmente metal (em diversas vertentes) e instrumental, em 'Guabancex' pode ser considerado que os elementos do metal se mantiveram e se uniram a uma percussão latina e baterias muitos mais ferozes do que na faixa anterior. 

De modo geral, este EP cobre um amplo espectro de estilos e cumprem a promessa expressa em seu título; ser capaz de comunicar imagens, emoções, ideias, tudo sem dizer uma única palavra.

Certamente, o ouvinte ficará preso e envolvido com todo o trabalho, que pode ser conhecido, ouvido e apreciado detalhadamente, abaixo:




10 - JAMES AUSTIN MELTON
"Will Made Manifest" é um trabalho lançado nas plataformas de streaming na primeira quinzena de Maio e que conta com sete faixas voltadas para gêneros como o R&B contemporâneo, jazz, com background instrumental do dream pop e uma sonoridade muito relaxante que convida o ouvinte a apertar o play e ficar do início ao fim e, quem sabe, por algumas vezes.

Este álbum foi feito através de interfaces, em quartos de hotel e em longas viagens durante o final de 2020. Liricamente, o artista pegou seus medos, pensamentos e ansiedades como um homem gay e transformou em algo belo e positivo, tal como cada uma destas músicas, que podem ser ouvidas e absorvidas detalhadamente, abaixo





Postar um comentário

0 Comentários