FLUTTERTONE PRESS: Marlae fala sobre fuga no synthpop "Runaways"; Ouça e assista abaixo:

"É uma história sobre fuga." É o que diz Marlae (nascida Maria Ohle) sobre sua última oferta. "É sobre levar alguém que você precisa com você e dizer: 'Foda-se. Vamos fazer uma pausa."

"Runaways" é o último single da artista synth-pop de Dublin. Numa faixa que apresenta pulsações eletrônicas minimalistas, porém exuberantes, combinadas poderosamente com o lirismo comovente de uma contadora de histórias. "É sobre pegar a estrada. E para mim, é um bom tipo de fuga. Mas acho que o ouvinte decide do que está fugindo."

A produção imaginativa de Marlae favorece o escapismo, refugiando-se no som digital. Ritmos suaves, mas insistentes, são perfurados com o convite fascinante da voz de contralto única de Marlae. "Essa música - é mais 'eu' do que tudo o que eu já fiz antes", explica Marlae. O resultado é uma corrente constante de lindas orquestrações e sintetizadores eletrônicos, com um guia íntimo e pessoal para a jornada. 

"Runaways" foi produzida e mixada inteiramente por Marlae (Maria Ohle) em seu estúdio caseiro em Templeogue, Co. Dublin. A masterização foi feita por Ben Rollins. A arte minimalista do single foi criada por Chloe Keogan.

O impressionante vídeo da faixa foi criado pelo cineasta australiano Paul Dodd. Dodd ouviu o trabalho de Marlae e entrou em contato no Instagram em 2020. Forçados a ser criativos com as restrições da paisagem pós-Covid, Marlae e Dodd optaram por usar uma abertura claustrofóbica, com fotos de protesto e evocando uma sensação de caos e frustração. Isso se abre à medida que o vídeo avança - o vídeo vai de um aspecto quadrado estreito para uma tela widescreen totalmente exuberante, enquanto o espectador foge para o campo e tem espaço para respirar.

A música de Marlae segue a tradição do synth-pop exemplificado pelo M83, além de ter influência de cantores e compositores como Damien Rice e Lisa Hannigan, e de artistas pop contemporâneos de The Wknd a Florence and the Machine.


Postar um comentário

0 Comentários