***BABUM*** ***BABUM*** Author
Title: ESPECIAL GUNS N' ROSES: SHOWS DO GUNS N’ ROSES COM A FORMAÇÃO QUASE ORIGINAL NO BRASIL!!! VEM COMIGO QUE É SUCESSO!!!
Author: ***BABUM***
Rating 5 of 5 Des:
Guns N’ Roses, a maior banda de Hard Rock de todos os tempos – e eu não sou nem um pouco tendenciosa ao dizer isso, mesmo me assumindo Gunn...
Guns N’ Roses, a maior banda de Hard Rock de todos os tempos – e eu não sou nem um pouco tendenciosa ao dizer isso, mesmo me assumindo Gunner chatinha – está “de volta” (bem... quase toda, então já dá pra dizer que está) depois de 23 anos e inúmeras declarações de que os fãs mais novos jamais veriam a reunião do Trio de Ferro nesta vida (por isso o nome da Tour atual é Not In This Lifetime, pra quem ainda não se ligou).

A volta da banda causou comoção geral em todo o cenário Hard Rock mundial, e fãs enlouquecidos – eu entre eles, é claro – correram a bilheterias, sites, recorreram a entidades religiosas, vudu (que segundo o Pica-Pau é pra jacu), venderam órgãos no mercado negro e outras peripécias mais para conseguir o tão sonhado ingresso para a turnê de reunião do Trio de Ferro... Axl Rose voltaria a tocar no mesmo palco que seus ex-companheiros de banda, Slash e Duff McKagan!!!



A lotação de todos os shows que aconteceram até o momento na Not In This Lifetime Tour era total. Ingressos esgotados em absolutamente todas as apresentações da banda. O que não vinha acontecendo desde o anúncio das saídas de Slash e Duff McKagan, ainda na década de 90.



Nos shows realizados anteriormente no Brasil, era comum ver espaços vazios na pista, ou arquibancadas, já que muitos fãs mais tradicionalistas diziam que quem estaria no palco não seria o Guns n’ Roses, mas sim, Axl e músicos contratados (povo parece que esquece que o Dizzy não saiu da banda desde que entrou – apesar de não ser da formação clássica). Trio de Ferro reunido, tudo lindo, maravilhoso... É... Não é bem assim, formação clássica é formação clássica, e infelizmente, não será isso que veremos no Brasil em 2016.

Richard Fortus na guitarra base cumpre muito bem o papel e não deixa a desejar em nada a Izzy Stradlin, que ficou birrento depois de velho e recusou os convites dos empresários e do próprio Axl Rose para voltar (apesar de ter feito algumas participações em shows pelos Estados Unidos em 2015 – então imagino que o problema seja com Slash ou Duff, já que antes tava suavão). Bom pro Fortinho (sou íntima, bjs) que pode conquistar cada vez mais seu próprio espaço na banda, e ninguém implica com ele. Pois todo mundo sabe, Gunner é mais chato que fã de Iron Maiden, e a gente ainda acha que nada se compara à formação de 87 com todo mundo drogado, bêbado e só fazendo merda no palco (apesar de eu gostar do Gilby Clarke, mesmo achando ele meio preguiçoso pra fazer o que o Izzy fazia). Richard Fortus sabe que Izzy é insubstituível, mas faz sua parte na banda, e não deixa a desejar ao membro original.

Richard Fortus... Sendo ótimo guitarrista e cumprindo bem o papel
Já Frank Ferrer, só decepção!!! O Ed Motta do Olodum (como eu gosto de chama-lo carinhosamente) consegue errar até em música que ninguém ouviu... Quer mostrar que é o bonzão da bateria e só faz cagada... Axl Rose, que sempre foi conhecido pelo perfeccionismo (e chatice) com a banda, deve estar meio surdo pra não perceber as viradas erradas nos clássicos, e o pior de tudo, o Ed Motta do Olodum sabe tocar certo, porque em cada show ele erra uma música diferente (no mínimo), nunca sendo a mesma música do show anterior, quédizê, esse lazarento erra de propósito (ou os acertos são acidentais, jamais saberemos). Steven Adler ou Matt Sorum, qualquer um deles que voltasse, tava ótimo!. Só pelo fato do Frank sair, até minha avó, que nunca pegou baquetas na vida, seria uma ótima substituição

Frank Ferrer curtindo muito decepcionar a galera na bateria!!! SAAAAAAAAI da banda, inferno!!!
Aliás, se o Axl vier a ler isso um dia, fica aqui meu desabafo... Axl, meu amor, minha vida, bacon da minha batata frita, RESCINDE O CONTRATO, PAGA A MULTA, VENDE CACHORRO QUENTE NA RUA PRA PODER JUNTAR O DINHEIRO DA MULTA DE RESCISÃO DO CARA, MAS TIRA O FRANK FERRER DA BANDA, pelo amor dos nossos filhos ruivos lindos que teremos um dia!!! O cara não toca bem, erra até música que ninguém ouviu, tá fazendo o que na banda ainda??? Sério, Axl... Dá tempo ainda de chamar o Adler de volta (só olha como ele fica amarradão tocando nos shows com vocês) pra turnê no Brasil. Sério. Quebra esse galho pra todos os fãs que te amam verdadeiramente, que amam Guns n’ Roses e ODEIAM o que o Frank Ferrer tá fazendo com as músicas.

Pronto, desabafei. Uffa, voltando ao foco. Guns n’ Roses no Brasil, é... Isso mesmo... A corrida por ingressos foi tanta, que foi necessário abrir mais uma data em São Paulo para dar conta da demanda de público (na madrugada do dia 27/07, a fila de espera chegou a mais de 60 mil pessoas para comprar ingressos pelo site para o show de 11/11 – e eu achando que ser a número 19.355 era muito). Segundo o site oficial do Guns n’ Roses ainda é possível comprar ingressos para todas as datas no Brasil, exceto a do Rio de Janeiro, que por algum motivo que eu desconheço, ainda não abriu a venda dos ingressos.


Para o primeiro show de São Paulo, só estão disponíveis alguns poucos ingressos com preço inteiro (R$ 550,00) no setor de Cadeira Inferior D. Já para o show do dia 12/11 (sábado), ainda há alguns ingressos disponíveis para Pista Premium (meia e inteira), Cadeira Inferior C (meia e inteira) e Cadeira Inferior D (meia e inteira). Entretanto, a procura por ingressos continua grande, então, é bom correr para garantir o seu, que eu sei que você quer. 


Postar um comentário

 
Top