Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Entrevista com Mattilha
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Mattilha é uma banda formada no bairro da Pompéia (SP) e atualmente com a seguinte formação: Gabriel Martins (Vocal), Victor Guilherme Firm...
Mattilha é uma banda formada no bairro da Pompéia (SP) e atualmente com a seguinte formação: Gabriel Martins (Vocal), Victor Guilherme Firmino (Guitarra) Andrews "Andy" Einech (Baixo) e  Ian Martini (Bateria). 
O primeiro disco, intitulado Ninguém É Santo, foi lançado neste ano e já rendeu parcerias com grandes nomes do cenário nacional, como Paulão (Velhas Virgens), Coruja (Cracker Blues), além de ser banda de abertura para shows como a das bandas Kiara Rocks , 365 e Os Inocentes.
Saiba mais sobre como foi criada a banda, influências, parcerias e muito mais em entrevista EXCLUSIVA!!


Como e quando surgiu a ideia de fundar a banda?

Começou meio que na brincadeira, conheci o Victor (guitarra) por conta de amigos em comum em 2009, desde então a gente começou a fazer um som junto quando era possível até que no final de 2010, juntamente com outros amigos da Pompéia a Mattilha foi fundada.


O primeiro disco da banda foi lançado neste ano, mas anterior a ele vocês tinham lançado algum EP?

Nós soltamos no ano passado (2013) um EP com 3 músicas que estão no disco, foi uma maneira fácil e eficiente de começarmos a divulgar nosso trabalho antes que o CD ficasse pronto.


O clipe da música Noites no Bar foi feito em parceria com o Paulão (Velhas Virgens), ele também participou da composição? Como foi a história por trás da gravação do clipe que ele participa?

Não, a música já estava pronto quando mostramos pra ele, convidamos para uma participação especial pois as Velhas Virgens são uma grande influência pra nós. Quanto ao clipe, foi gravado em duas partes: Ao vivo no Inferno e no Velhas Virgens Rock in Beer, que é o bar deles. Como tudo que passamos até hoje enfrentamos muitos problemas pra grava-lo, mas isso tornou o resultado final o mais natural e engraçado possível, só temos que agradecer ao Paulão e todo pessoal do Velhas por dar esse suporte!


A banda fez um cover da música Me Lambe que foi bem elogiada pelo Digão (Raimundos), já tiveram algum contato com eles? 

Não, apenas amigos em comum que mostraram o tributo pra ele. Mas um dia ainda esperamos dividir o palco com eles, será uma grande honra!


Quais são as maiores influências para os integrantes da Mattilha (entre bandas nacionais e internacionais)?

Cada um tem uma pegada totalmente diferente que acaba trazendo uma mistura que é a grande cartada do nosso som. O Gabriel (vocal) é totalmente ligado no Hard Rock dos anos 90 com Skid Row e Guns N' Roses, já o Andy (baixo) pira mais no Mr. Big e Helloween, o Victor segue uma linha entre o Rock Clássico dos anos 70, com Blues e Hard Rock...Na hora de escrever minhas influências são nacionais como o próprio Velhas Virgens, Matanza, Barão Vermelho, já na questão sonora é o trio de ferro dos anos 70: Led Zeppelin, Black Sabbath e Deep Purple.


A banda é bem ligada a internet para fazer uma divulgação a seu favor, o próprio disco foi lançado primeiro para download digital, está previsto alguma data para lançamento do disco físico?

A internet é a nossa principal plataforma de contato e divulgação, e sempre será. Apanhamos muito para aprender a trabalhar a imagem da banda nas redes sociais, mas hoje acreditamos que fazemos isso bem feito e vem dando ótimos resultados! Quanto ao lançamento do disco físico, tivemos muitos problemas pra torna-lo realidade, mas felizmente ele já está na fábrica em Manaus e deve chegar até o meio do mês.



Ao acessar o site da banda, percebe-se um trabalho muito bem feito, tanto na arte da foto/capa do disco quanto no destaque dado as redes sociais. É algum dos integrantes que é responsável pelo site?

Eu administro as redes sociais e o site, mas o design em si é feito por profissionais amigos nossos. Já a capa foi feita por um artista plástico chamado Vinicius Quesada, vale a pena procurar pelo trabalho dele!



Recentemente vocês abriram show para Os Inocentes. Qual foi a sensação deste momento marcante?

Foi bem legal, é o tipo de coisa que mostra pra gente que estamos no caminho certo, sabe? São muitos desafios diariamente pra manter esse sonho vivo, e quando nos vemos ao lado de bandas consagradas no rock nacional é de extrema satisfação para nós.



Sabemos que a banda está participando do "Temos Vagas" (A Rádio Rock), como que faz para votar na banda? Quais músicas suas já foram executadas na rádio?

Nosso som rolou já na primeira edição, com Noites no Bar e agora nessa segunda edição também com a música Duro de Dizer. Pra votar na gente é só acessar: http://www2.radiorock.com.br/temosvagas/home/mattilha.

O que é projeto
Base Rock ?

É um movimento que levanta a bandeira do novo rock nacional. Começamos em 6 bandas (assista vídeo com o que rolou) (Mattilha, Sioux 66, Sun, Burlesca, Trezzy e Shocker) mas com o tempo esse número vai aumentar. A ideia começou pelo Marcel, o nosso síndico, que levantou a ideia de juntar as bandas que estão atualmente no cenário underground do rock paulista. Nós lançamos uma coletânea com 12 músicas e agora vamos trabalhar em eventos esporádicos. Para saber mais: baserock.com.br.

Como está agenda da banda? Vi uma galeria de outros locais pedindo shows de vocês, a banda já saiu do estado para se apresentar?


Em São Paulo a gente tem tocado muito nas principais casas da capital, mas ainda está muito complicado sair da cidade, já fizemos shows no Rio de Janeiro, Mococa, Araraquara e Campinas, mas não é fácil. É o nosso grande desafio do momento.

Gostaria de deixar algum recado para os leitores de blog e fãs da banda?


Primeiramente agradecer você, Elio, pelo suporte a banda e por nos dar essa chance de falar mais um pouco sobre nós. Quanto aos fãs só agradecimentos pelas palavras que recebemos de todos os cantos do Brasil elogiando nosso som e pedindo nossos shows... É isso que faz a gente seguir em frente, muito obrigado!




Confira o site oficial da banda (com todas as redes sociais). 



Leia todas as entrevistas do blog.

Postar um comentário

 
Top