Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Irmã de George Harrison vive pobremente nos EUA
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
A mulher da foto é Louise Harrison, irmã de uma das mais famosas personalidades da música mundial , o ex-Beatle George Harrison...

A mulher da foto é Louise Harrison, irmã de uma das mais famosas personalidades da música mundial, o ex-Beatle George Harrison.  Louise, de 82 anos,  foi alvo de uma reportagem do jornal londrino Daily Mail, que a descobriu vivendo pobremente numa casinha pré-fabricada em Branson,  interior do Estado do Missouri,  EUA.
Quando  morreu, em 2001, George Harrison tinha uma fortuna avaliada em 300 milhões de dólares, com vários imóveis, incluindo um castelo de 120 quartos, em estilo vitoriano, nos arredores de Londres.
Segundo Louise, George pediu à mulher Olivia e ao filho Dhani, antes de morrer, que não deixassem que sua irmã passasse dificuldades e continuassem pagando a ela a pensão de 2 mil dólares.  Mas com a morte dele, em novembro de 2001, a família cortou a pensão de Louise e nunca mais ela foi procurada pela cunhada ou pelo sobrinho.
Mas Louise – que vive nos EUA há mais de cinquenta anos - é uma otimista e diz que não se importa com o corte da pensão, afinal faz mais de dez anos que não a recebe, mas fica triste pelo total desprezo da família do irmão.  Hoje ela sobrevive do sobrenome famoso ao gerenciar uma banda cover dos Beatles que se apresenta em bares e clubes da região, a Liverpool Legends.
A fortuna de George Harrison, além de propriedades em Londres, na Austrália e no Havaí, incluia uma canção que até hoje emociona os que a ouvem: My Sweet Lord, que ele compôs em sua fase Hare Krishna.

Comentário:  Não sabia disso, mas eu fico me perguntando o que a irmã Louise fez para o George perdoa-la somente quando estava morrendo...ele ficou anos sem falar com ela...

George não queria ver ela nem pintando de ouro..só perdoou porque estava morrendo. Se ela se diz tão abandonada, deve ter algo muito forte no meio disso tudo.

Aqui tem matéria sobre a reconciliação antes da morte do George, em 2001.

Fonte: Olhar News

Postar um comentário

 
Top