GROOVER APRESENTA #5: Farris, Magon, Catapults, Gaume, Memes e muito mais entre sons que vão do pop punk ao som ambiental

Em nosso segundo mês de Groover, apresentamos uma lista vasta de artistas  que enviaram trabalhos para nós pela plataforma e vocês acompanharam ao longo da matéria.


FARRIS
Diretamente de um canal da Holanda, onde mantêm seu estúdio dentro de um barco, FARRIS lança seu single Rocket Blaster, nem um pouco sutil, repleto de críticas a presidência dos EUA. 

Inspirada por anos de trabalho em Washington, DC para o governo dos EUA e em missões na África, Kathleen dá uma visão da sociedade, da política e da humanidade que convida as pessoas a estarem à altura da ocasião.

A mensagem velada sobre o atual presidente dos Estados Unidos é explícita, mas não óbvia. A música faz você querer gritar e gritar e bater com a cabeça e, finalmente, enlouquecer. É um apelo à ação pacífica. 

Musicalmente falando, a faixa traz guitarras fortes e batida contagiante unidas a um ótima vocal que me lembrou muito L7. Certamente são trunfos cativantes da indústria musical. Certamente uma música selvagem e prontíssima para estar tocando nas melhores rádios de rock espelhadas pelo mundo.



MAGON
Depois de lançar seu álbum de estreia 'Out In The Dark', Magon lança seu novo single 'Change', nascido de um período de um ano durante o qual tudo mudou em sua vida. Esta balada doce soa como 

a mistura perfeita entre indie rock e pop psicológico, entre Ty Segall e The Velvet Underground.

Nessa faixa, a produção, feita inteiramente por Magon, é mais densa e ambiciosa, abrindo espaço para efeitos sonoros aventureiros. Magon, como um poeta contemplativo, testemunha a passagem do tempo.




CATAPULTS
Soando como uma banda com anos de estrada, os alemães da Capatults lançam hoje seu single "If You Don't Matter, Nothing Does", do álbum previsto para lançar em Março de 2021. 

CATAPULTS mostra sua atitude no videoclipe do single principal IF YOU DON’T MATTER, NOTHING DOES, para o qual a banda construiu uma guitarra de skates antigos.
Em seu terceiro single EVERYTHING (I WISH I COULD CLAIM TO BE) CATAPULTS mais uma vez celebram a auto-realização contra todas as probabilidades. Para este propósito, eles filmaram em um vídeo musical inclusivo em cooperação com um estúdio para pessoas com deficiência em Bremen, Alemanha. 

CATAPULTS combinam esses conceitos temáticos com sua mistura característica de instrumentais energéticos, porém leves, e uma voz cantada que quebra habilmente com as convenções, mas permanece acessível o tempo todo. Torna-se claro qual é o papel central que a honestidade e o compromisso social desempenham na vida e na música dos CATAPULTS

CATAPULTS gravou seu álbum de estreia depois de quase um ano de composição em março de 2020, junto com Sören Kucz, Tom Porcell e seu produtor de longa data e amigo Paul Zimmermann no recém-construído “Limetree Studios” perto de Hildesheim, Alemanha.

Com I’LL BE HONEST, o objetivo da banda é estabelecer sua música na cena emo e pop-punk alemã e se tornar uma constante no mercado punk rock europeu. O selo “Uncle M!”, irá ajudá-los nesse objetivo. Tours estendidas para 2021 e shows internacionais já estão marcados. Pelos sons revelados, certamente a banda se consolidará.



GAUME apresentou uma faixa transpira raiva, frustração, amargura...Escrita como uma resposta depois de receber um comentário altamente desagradável como pode acontecer de receber....
Uma faixa que obviamente se refere a "Odiadores" nas mídias sociais que às vezes se transformam em vertedouros de ódio grátis.

Haters Gonna Hate Me, porque pretendo estar "fazendo" criando, correndo riscos e sendo assim fatualmente criticado, julgado...
Com sua orquestração de rock e seus riffs afiados, esta faixa traz de volta os odiadores ao seu destino sombrio, é a vontade de odiar tudo o que for empreendido.
"Loosers vão perder, Makers vão fazer, haters vão me odiar", traz um trecho da música.




MEMES
Guitarras surradas, ótimos vocais, baixos pesados... tudo isso está em "So What", single da banda francesa MEMES e fará parte do próximo EP da banda, a ser lançado daqui um mês:




FOLIUM passa por uma navegação de textos entre sombra e luz, em um universo cínico e caótico onde a esperança muitas vezes se refugia nos destinos trágicos e fantásticos dos personagens simples mas heroicos. Seu álbum mais recente "Ni déesses, ni maîtresses" faz uma homenagem às mulheres, sua sensibilidade e sua busca pelo absoluto em um mundo ainda dominado pela violência que não há espaço suficiente para sua poesia. Alexis abaixa sua voz calorosa e séria em textos atraídos pelas luzes. Oito lindas canções, incluindo “La Bombe” ou “La plage”, irão arrebatá-lo, lascivamente, para uma ode à vida.

As palavras são pesadas, pensativas, intensas e profundas, sobre temas por vezes sombrios ("La Bombe", que conta a trágica história de uma prostituta marroquina). Na mesma linha, sua última faixa "Chimère", conta a dores de um encontro poderoso, mas efêmero em um ritmo electro-rock.


DÉSERT DÉSIR
Em Amour Amour, o grupo Désert Désir oscila entre ritmos dos anos 80 e sons disco, mostrando o pop vintage no ar do tempo. Eles trazem seus impulsos, seus desejos por um amor louco, quase selvagem, mas tão doce.

Esses quatro garotos franceses, influenciados pela cena atual e pelos anos 80, produzem um pop elegante e dançante, embalado por uma poesia tingida de amor e embriaguez.




GIORGIO ARDENTE é um pianista e compositor francês. Seu o primeiro single "Biolesens" é uma peça para piano inspirada na movimentos naturais da natureza.
Depois de ter conseguido seduzir a crítica e a público, durante o lançamento do Single "Biolesens",
classificado no Top 50 de novidades ambientais e segundo no TOP 50 do gênero do Soundcloud. 

Giorgio Ardente comentou nas redes sociais que seus próximos lançamentos estarão preparação.
Com "Biolesens" Giorgio Ardente oferece música cheia de força e paixão!
Os detalhes de cada nota fazem seu peça brilhante e universal.