Header Ads

  • Breaking News

    Jardim Soma, Sound Bullet, Rod Krieger, Saltines, Felipe Neiva e Revide com lançamentos; Ouça-os aqui!!

    Tropicalismo, lo-fi e indie rock; É desta forma que o baixista da Vivendo do Ócio, Luca Bori, inaugura a nova fase do projeto Jardim Soma - onde acaba de lançar o single The End. A música é um lançamento do Selo Portal. Desta forma, as gravações ocorreram no Estúdio Carmo 44, em Salvador, Bahia. 


    Na oportunidade, Luca gravou baixo, sintetizador, guitarra, voz, violão e ainda programou o beat de bateria. Já a mixagem e a masterização ficaram a cargo de João Bento. The End é uma composição de Fábio Trummer, amigo pessoal de Luca que inclusive cooperou em algumas faixas do recente álbum homônimo da Vivendo do Ócio. O letrista resuma a obra como “uma imagem poética sobre o apocalipse”.


    Bori, por sua vez, frisa que o lançamento representa o início de uma nova fase para o Jardim Soma. “Essa é a nossa primeira música após o nosso álbum de estreia - intitulado Antena e lançado em outubro de 2019. Agora, temos abertura para novas referências sonoras e estéticas. Tenho ouvido bandas como McBaise, The Voidz e The Crumb”.



    Uma casa que poderia estar abandonada com luzes ligadas, como que mantendo os moradores ou suas memórias ali dentro. Essa é a imagem da capa de “Home Ghosts”, novo álbum do destaque da cena carioca Sound Bullet mas acaba sendo um resumo do clima do novo trabalho. Composto com calma e reunindo memórias de turnês e viagens, o disco  amplia a sonoridade inspirada pelo math rock, post-punk revival, alternativo e indie do grupo e está disponível nos principais serviços de streaming de músic via Sony Music.

    Ouça “Home Ghosts”: https://soundbullet.lnk.to/homeghostsDC


    Devido a pandemia da Covid-19, Rod Krieger não chegou a realizar a turnê de lançamento do seu disco de estreia, A Elasticidade do Tempo, lançado em 20 de Março. E, depois do fim do Estado de Emergência em Portugal, no começo de Maio, com a possibilidade de circulação pelas ruas de Lisboa, o artista brasileiro registrou seu primeiro caminhar pela cidade, depois de mais de 50 dias em casa, para gravar o clipe de Despertar, terceira faixa do álbum.
    O lançamento faz parte do projeto The Quarantine Experience, criado durante a pandemia pelo cineasta Raul Machado, que já dirigiu clipes de artistas como Planet Hemp e Nação Zumbi. Semanalmente dois videoclipes de artistas de diferentes gêneros, regiões e países estão sendo lançados no canal do youtube do projeto. Riviera Gaz, Orquestra Jabaquara, Luvbites, Autoramas, Sam Spiegel, Tropkillaz, Cigarras, Under the Knife, Romero Ferro, Rod Krieger, Cloé du Trefle, Marília Calderón e quem mais vier. A ideia é os artistas captarem as imagens e Raul edita e finaliza. 



    O Saltines, banda formada em 2019 no interior de São Paulo, lança seu single
    de estreia “Não Volto Atrás”. A música compõe uma série de lançamentos que
    fazem parte do EP CONDVTOR, previsto para estar disponível na íntegra nas
    plataformas digitais ainda neste semestre.

    Além da faixa, que já está no Spotify da banda, eles apresentam o lançamento

    através de um videoclipe auto produzido por eles mesmos através da captação
    de imagens em dispositivos móveis, utilizando filtros e efeitos do Instagram e
    disponibilizado no formato vertical para ser assistido no celular.

    “Não volto atrás" é um comentário sobre as danças da vida, mais

    especificamente sobre a dança do presente com o passado. É a necessidade de
    se reafirmar, no presente, a ruptura com os fantasmas do passado. É a busca de
    novos meios, novos espaços e novas relações para afugentar os fragmentos de
    outros tempos presos nas nossas memórias.” conta Gui Cenzi, baixo e voz na
    banda.

    O single foi gravado, editado, mixado e masterizado pelo produtor musical

    Ricardo Prado, em meio a natureza, no Canto da Coruja Estúdio, que fica
    em um sítio na zona rural de Piracaia no interior de São Paulo. Estúdio por onde
    gravam nomes como Arnaldo Antunes, Criolina, Ana Cañas, Badi Assad, Mariana
    Nolasco e muitos outros.



    Lá fora mais uma grave crise política acontecendo, enquanto isso dentro do peito o Brasil vai se acostumando com mais um “fora”, a expressão batiza o novo single de Felipe Neiva, lançado em parceria com o selo paulistano Cavaca Records em meio a uma das maiores crises políticas do Brasil. “FORA!”, é o segundo single do disco “tanto.”, o álbum completa o projeto “Guerras Íntimas”, que apresentou sua primeira parte com “filho.” (Cavaca Records, 2019).


    “FORA!” é uma música que bebe de uma revolta generalizada com farsas e figuras de autoridade. Tem um certo desejo sonhador de que tudo mude e de que um dia, juntando as peças de cada um dos deslizes desses falsos líderes, seja possível tirá-los do poder. Uma espécie de voz coletiva que diz pra políticos (mas não somente): “Estamos de olho. Não estamos mortos, mas esperando a hora certa”.


    Embora a faixa seja atual, ela foi criada já faz algum tempinho “Essa eu escrevi por pura indignação num momento em que o Marcelo Freixo tinha perdido as eleições municipais do Rio de Janeiro pro Eduardo Paes, jogando um enorme balde de água fria em cima de uma esperança enorme de que, finalmente, as coisas estavam mudando pra melhor. Mal sabia eu que aquela era só uma pitadinha de coisas muito piores que estavam por vir”, explica Felipe Neiva.




    Revide lança "Meia noite e meia", lançado de maneira totalmente independente nas plataformas de streaming, YouTube e redes sociais. Meia noite e meia é uma obra que fala sobre o ambiente da madrugada dentro das periferias de São Paulo. Trazendo de forma muito imagética para o ouvindo situações, cenários e as vivências que compõe o universo do pós 00:30 na Favela da Vila Dalva (zona oeste de SP).