Header Ads

  • Breaking News

    Fresno bate mais de 1 milhão de views em live e arrecada mais de 100 toneladas em alimentos e produtos de higiene


    A banda Fresno, um dos nomes mais importantes do rock brasileiro nos últimos anos, orgulhosamente anuncia que a live realizada na última sexta-feira (17/04), no YouTube, como parte do projeto “#FicaEmCasa e vamos de QuarentEmo #Comigo”, bateu a impressionante marca de mais de 1 milhão de views, arrecadou 9 mil cestas básicas para doações, além de 100 toneladas em alimentos e produtos de higiene.

    A ideia e atitude de Lucas Silveira (guitarra/vocal), Gustavo Mantovani (guitarra), Mario Camelo (teclados) e Thiago Guerra (bateria) em interagirem separadamente na execução de diversos clássicos foi digna de elogios por parte da imprensa, influencers e dos próprios fãs, respeitando as medidas preventivas para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus Covid-19.

    “Gostaríamos muito de agradecer a todos que prestigiaram a nossa transmissão e contribuíram com as doações. O resultado foi muito maior do que estávamos esperando e essa ação se tornou algo impressionantemente gigante. É justamente por conta disso e a força do público, que estamos pensando em uma nova overdose de sofrência rock da 'quarentemo' em breve. Fiquem ligados!”, declarou Lucas Silveira.

    Prestes a celebrar 20 anos de estrada, em “Sua Alegria Foi Cancelada”, a Fresno se aproxima mais do universo estético-musical do post-rock, com 10 temas soturnos, cheios de melancolia, solidão e tristeza, letras mais profundas e perfeitas para os fãs cantarem em uníssono durante a próxima turnê.

    Três anos após o último álbum de inéditas, os músicos sabiam de toda a responsabilidade que tinham para superar a bela receptividade do elogiado “A Sinfonia de Tudo Que Há” e agora estão prontos para surpreender com seu 8º álbum de estúdio, que apresenta um novo ciclo na carreira e uma nova identidade.

    “Sua Alegria Foi Cancelada” é um disco ousado, musicalmente elástico e versátil, que evidencia uma banda mais madura. “Hoje a tristeza é vista de uma forma mais romântica, o lance da sofrência, da sad music, do trap, resgata o já fazíamos no começo de tudo. Decidimos trazer isso de volta, explorar as mais diversas faces da tristeza, seja social ou da vida amorosa, uma tristeza inexplicável, mas tomando a narrativa de reflexão, entendimento”, revela Lucas Silveira.