Header Ads

  • Breaking News

    Completando 7 anos, Conservatório Ever Dream homenageou grandes nomes do metal nacional

    Fotos: @g.coalah
    Na última Segunda-feira, o Conservatório Ever Dream, localizado em São Paulo, homenageou grandes personalidades do metal nacional, dando a cada sala seus respectivos nomes e também comemorou seus 7 anos de existência.

    As salas do conservatório ganharam os nomes de Marcelo Pompeu (Sala de canto - Korzus), Maurício Nogueira (Sala de guitarra - Matanza/Matanza Inc.), Thiago Bianchi (Sala de produção - Shaman/Noturnall), Ricardo Confessori (Sala de bateria - Korzus/Angra/Shaman) e André Matos (Sala de Regência - Angra/Shaman) in memorian. Por conta dos acontecimentos com André Matos, Ricardo Confessori está cumprindo somente sua agenda oficial e preferiu não comparecer ao evento, mas disse que iria no local ao longo da semana, nós e com certeza o conservatório entendemos a respeitamos seu momento de luto.


    Depois de todos chegarem, eles comentaram sobre o conservatório, Heavy Metal e a homenagem. Marcello Pompeu destacou que essa homenagem segue uma linha de tempo (anos 80/90/00) e 10 com própria Ever Dream. Seguindo a história da linha do tempo, Thiago Bianchi comentou sobre o Matanza, se dizendo impressionado pelo público que sempre lotou shows e o sucesso que a banda foi, mesmo sem eles irem atrás do mainstream e de serem frenquentemente tocados em rádios e também falou sobre a liderança de Pompeu ao longo de sua história, no final desejou que muitas músicas sejam criadas no estúdio, para que mude vida de pessoas, assim como mudou a dele.


    Maurício Nogueira agradeceu aos criadores do conservatório por darem oportunidades aos músicos de dar aula "somos discriminados... metaleiro não lê, isso, aquilo... e aqui somos bem recebidos, desde já vai fazer um ano que estou e sempre fui ajudado quando precisava. Aqui era o lugar ideal para esse reunião e em breve sera o epicentro dos músicos de rock de São Paulo".

    Marcello Pompeu desejou que o legado da história seja grandioso "até onde seja permitido pela própria saúde", também que o heavy metal "é a única música do mundo que não é moda, nem atemporal, mas que aqueles que há mais tempo estão, o público não esquece, única música no mundo que o velho tem vez"


    Arya falou sobre a homenagem ao André Matos, que estudou com ele e conheceu o André artista/pessoa e por ser uma escola focada ao Heavy Metal, não poderia deixar de falta uma sala com o nome de um dos maiores vocalista da história do estilo.

    Confira algumas fotos da homenagem + Coquetel de celebração: