Header Ads

       
  • Breaking News

    Dexter e Afro-X anunciam retorno do 509-E, para primeira turnê em liberdade e celebração do legado


    Quem imaginaria que um grupo de rap seria criado dentro do Carandiru, ou de qualquer outra prisão brasileira e uma dupla condenada em regime fechado, tivesse a oportunidade de sair para mandar seu som e fazer seus shows para diversos locais espalhados pelo Brasil?

    Dexter e Afro-X dividiram a mesma cela, a 509-E por sete anos, enquanto o primeiro desistia de fugir da prsião, após quatro vezes conseguir, mas ficar fora dela por somente dois dias cada vez, o outro queria fazer a mesma coisa, mas foi convencido por quem já havia tentando, de que não valeria a penatentar, muito menos continuar seguindo o que os levaram até a prisão, teriam de tentar transmitir seus pensamentos e ideias de outra maneira: Na música, no rap, pelo meio que até hoje o público periférico e a grande massa (ao menos nacional) se identifica.

    Neste meio, além de conseguirem algo único (e já citado no começo da matéria) eles lançaram dois discos, entre 2000 e 2004 e, mesmo após cada um seguir seu caminho, o som criado por eles e propagado pelos rádios atingiu a modernidade, chegando no Spotify e batendo 100 mil ouvintes mensais, mesmo 15 anos após a separação do grupo.

    Em um curto período, eles ganharam dois prêmios Hútuz (especializado em rap) sendo um deles como o melhor álbum da década, também viraram tema de filme e até mesma da norte-americana Newsweek. Tudo isso é válido para a celebração, que como eles mesmo disseram, tem de ser feita em vida, citando também nomes como o Sabotage, que só se tornou grande de fato (de quem curte ou não rap conhecer de nome) após sua morte e enfatizaram "somos sobreviventes, sobreviventes do caos..."e também sua amizade de longa data, já que foram crescidos no mesmo bairro (Jd. Calux - SBC) e como disse Afro-X "parceiro de infância e parceiro de assalto", já que o começo de tudo foi assaltar sem um plano específico, para juntar dinheiro para por no estúdio e fazer acontecer.

    Para Dexter, essa é "a continuidade de um sonho em ser feliz" e deixou claro não estar se unindo por conta de grana "se a gente conseguir receber o que estamos investindo, já está de bom  tamanho" e que o principal de tudo isso é que as pessoas que gostam ou estiveram com o 509 possam comemorar essa data importante. Afro-x complementou dizendo que o importante é a mensagem que deixam em tempos de intolerância e viver o presente e poder ver eles na ativa, num show de 2h, com mais de 40 anos de idade.

    Se lá em 2001 eles tinham que receber autorização do Carandiru para poder sair e fazer seus shows, nesta semana fizeram o local onde agora abriga um museu/biblioteca/parque e precisaram de uma autorização para visitar o local, aquele que ficaram presos por sete anos... Para Dexter foi uma emoção voltar no espaço onde o grupo foi idealizado, ele também lembrou que a cela 509-E se tornou um local de paz, de união, de evolução e que inclusive outras liderações da prisão pedia o local emprestado para descansar a cabeça/a mente, já que não conseguia em outros locais do Carandiru e que lá era um lugar onde as pessoas encontravam vida, ao contrário de todas as outras selas.

    Depois de relembrar momentos da prisão e consequentemente do 509-E, eles trouxeram informações sobre a mini-turnê "Vivos", que iniciará dia 24 de Agosto, na Audio Club. Já com ingressos à venda no site da Tickets360.

    Com planejamentos para tudo isso acontecer desde 2017, estão acontecendo diversos ensaios, para entrosar o grupo, para relembrar performances, tendo uma vivência,energia,alma com todos que estão envolvidos nos shows.

    Entre as novidades, quem comparecer poderá ver músicas do segundo disco do grupo que não estiveram presentes na época de shows. Serão usadas músicas dos dois discos, sem planejando de faixas inéditas e a turnê também passará por Salvador (14 de Setembro), Porto Alegre (10 de Outubro) e Belo Horizonte (26 de Outubro), com chance de cidades em negociações serem acrescentadas, sendo somente um show em cada capital fechada.

    Para todas as informações, acesse www.509eoriginal.com, no site também tem um acervo com shows, fotos, o máximo de itens possíveis da época, montado pela equipe de mídia do grupo e até mesmo fãs que tem algum registro guardado, seja em fotos ou K7.


    ASSISTA A LIVE QUE ACONTECEU NA AUDIO: