Header Ads

       
  • Breaking News

    Marcelo D2 em Santos: Muita energia, hits e resistência politica

    Fotos: Edward Entenza
    No último dia 4, nosso novo colaborador Edward Entenza, teve a honra de cobrir esse show que dá continuidade a recém iniciada turnê do novo disco: Amar é para os fortes, um disco que se trata de um projeto que mescla hip Hop com samba, num formato tipo opera rock, com falas e vídeos que refletem ao que se passa nas músicas, não é só um projeto de música. Marcelo D2 quis inovar e  juntar o audiovisual que é uma das grandes tendências atuais da indústria musical.

    As 19 horas em ponto, (como já é costume o Sesc ser sempre bem pontual em respeito ao público)  abriu - se os portões e o público já se aglomerava pra ficarem bem próximos de seu ídolo, é de citar que aquele velho ditado dos 8 aos 80 se aplica bem ao Marcelo D2, fãs de todas as idades aguardavam ansiosos pra acompanhar a estreia dessa nova turnê no litoral, que teve início pontualmente as 20:15. Prelúdio em rimas cariocas, do novo álbum, deu início a uma noite que viria cheia de novidades musicais e hits consagrados,um dos pontos altos do show foram os momentos que Marcelo D2 fala sobre resistência, principalmente política e cultural, levando a galera ao delírio com suas falas anti-governo, deixando claro desde sempre "se o governo é facista, nós somos a resistência, por que aqui não tem nenhum bobo, tá todo mundo vendo o que tá acontecendo" ... Emendou em seguida com as músicas Amar é para os fortes e Resistência cultural.


    Por se tratar de um show em Santos obviamente ele deixou claro que não podia deixar de lembrar de chorão e Charlie Brown Jr, que graças ao chorão D2 começou a amar ainda mais a cidade, dedicando a música1967 (uma das preferidas da noite pelo público), terminou dizendo "saudades eternas"... É de citar também a sintonia entre a bateria com as mixagens do dj no vinil, juntando a flauta o trompete e o teclado fazendo o casamento perfeito com a voz do D2, tornando o show nível alto do começo ao fim,embora um dos pontos altos do show tenha sido a música Pode Acreditar (meu Laiá Laiá), em que o público fez as vezes de seu Jorge e ficou um coro bonito de se curtir... Isso foi só um plus numa noite de música maravilhosa.

    Obviamente que músicas do planet hemp, como mantenha o respeito, não podiam ficar de fora , respeito alias que D2 deixa claro que tem junto de muito carinho pelas origens com planet hemp.


    O Sesc estava lotado pra curtir esse show que não faz mais de D2 apenas um artista consagrado no segmento hip - Hop com samba, ele consegue sim, se reinventar e ir pra outros segmentos musicais , sem perder as origens, deixando seu público fiel super na vibe com o show, mas com certeza conquistando novos fãs com novas formas de se expressar musicalmente.


    Agradecimentos : Ao Sesc - Santos, em especial a Angelita, ao Pablo, ao Felipe e a Corina.


    Setlist :

    Prelúdio em rimas cariocas
    Alto da colina
    Amar é para os fortes
    Eu já sabia
    Abre alas
    1967
    MD2 (a sigla no Tag)

    Resistência cultural
    Você diz que amor não dói
    Depois da tempestade
    Desabafo
    Pode acreditar (meu Laiá Laía)
    A maldição do samba
    A procura da batida perfeita...
    Vai vendo
    Mantenha o respeito
    Cb (sangue bom)
    Qual é?
    Eu tenho poder
    Febre do rato