Breaking News

"Murder In The Front Row": Documentário sobre Thrash Metal que inclui Metallica, Megadeth, Slayer, Anthrax e Exodus estreia em Abril



"Murder In The Front Row: The San Francisco Bay Area Thrash Metal Story" estreia  no sábado, 20 de abril, em San Francisco, Califórnia. Dirigido por Adam Dubin ("Beastie Boy",' "Fight For Your Right to Party", "No Sleep 'to Brooklyn"), o filme contém mais de cinquenta entrevistas com vários especialistas em metal, incluindo o Metallica, Megadeth, Slayer, Anthrax, Êxodo, Testament e Death Angel, contando seus contos altos através de uma mistura de entrevistas pessoais, animação e narração pelo comediante Brian Posehn.

"Estas são apenas boas histórias, e são histórias muito humanas",  diz Dubin. ''Murder In The Front Row'' segue a história de um grupo de jovens no norte da Califórnia com uma paixão compartilhada por bandas de rock pesado como UFO, Iron Maiden e Motörhead. "Todas essas bandas eram principalmente da Inglaterra e nunca visitaram a Costa Oeste", diz Dubin. "Então, esses jovens começaram a criar suas próprias músicas, começando seus próprios fanzines, agendando clubes e trocando fitas. Eram pessoas que eram inflexíveis quanto à música e às bandas, mas também uns aos outros."

O documentário é vagamente baseado em um livro de fotos de mesmo nome de 2012, de Harald Oimoen e Brian Lew. "O que eu amei no livro é que não era apenas sobre o Metallica", diz Dubin . "Estava documentando uma cena vibrante, onde todas as bandas eram iguais e havia verdadeira camaradagem. As fotos capturavam o suor dos clubes, o zumbido em seus ouvidos e o poder dos jovens. Harald e Brian capturaram a humanidade disso, e eles entenderam que eu era alguém que poderia trazer isso em um filme ".

Outra força do filme é lançar luz sobre bandas que nunca atingiram as alturas do Metallica, mas com certeza deram uma grande influência - em especial, os antepassados ​​do Exodus. "Há um 'Big Four' de metal que deve realmente ser um 'Big Five' e incluir o Exodus", diz Dubin . "Eu particularmente acho que o filme inspirará os espectadores a reavaliarem as contribuições de Kirk Hammett, que fundou a Exodus na Bay Area três anos antes do Metallica chegar à cidade. Kirk foi o movimento central que colocou a banda junto, guiou a música e encontrou um frontman selvagem: Paul Baloff ".

Um veterano documentarista de música e comédia, Dubin é uma combinação ideal para o assunto do filme. Nativo de Nova York e a pós-graduação da NYU (onde estudou com o mega produtor Rick Rubin ) dirigiu vários documentários para o Metallica ao longo dos anos, incluindo seu multi- "A Year And A Half In The Life Of Metallica Parts 1 & 2", "Hit The Lights: The Making Of Metallica Through The Never" e "Freeze 'Em All: Metallica In Antarctica", juntamente com o videoclipe da banda para " Nothing Else Matters ".

O filme não é atolado por minúcias da música. Dubin, que dirigiu especiais de comédia para os gostos de Lewis Black e Jim Breuer, traz uma leveza ao processo. "Há muitas semelhanças entre música e comédia; a comédia tem um ritmo musical", diz ele. "E há muitas risadas nesse filme. Eu me inclinei nisso. Isso não é 'Some Kind of Monster'- eu não estava procurando por drama."
A estréia do filme será seguida por uma apresentação do Metal Allegiance, parada final da turnê. Metal Allegiance é Alex Skolnick (Testamente), Mike Portnoy (Dream Theatre), David Ellefson (Megadeth) e Mark Menghi, além de uma infinidade de lendas do metal, tocando sets que misturam canções originais com covers clássicos. A apresentação no sábado, 20 de abril no The Fillmore, também contará com Gary Holt do Exodus/Slayer e outros convidados muito especiais.

Confira o Trailer: