Leno: Vida e Obra de Johnny McCartney ganha sua primeira edição em LP


Engavetado pela gravadora em 1971, o conceitual Vida e Obra de Johnny McCartneytornou-se o trabalho mais lendário na carreira de Leno. Repleto de participações especiais, foi o primeiro disco gravado em 8 canais no Brasil. Esse verdadeiro clássico, reconhecido como um dos elos perdidos na história do rock nacional, está ganhando sua primeira edição em LP.

Figura fundamental no movimento da Jovem Guarda, Leno resolveu romper com o passado, produzindo um disco conceitual e vanguardista no final da década de 1960. Começou a registrar o álbum e convidou um verdadeiro elenco de estrelas para acompanhá-lo. Estão presentes nas faixas desse trabalho Raulzito Seixas (como parceiro e co-produtor), a banda A Bolha (que havia recém retornado do Festival da Ilha de Wight com um equipamento e sonoridade da pesada), Marcos Valle, integrantes das bandas Renato & Seus Blue Caps e Los Shakers (o maior grupo do rock latino na década de 60), além do suporte do Trio Ternura e The Golden Boys nos vocais.

Infelizmente, o departamento de censura considerou o teor do trabalho subversivo demais e vetou diversas faixas do disco. Por conta disso, os executivos da gravadora resolveram conferir o que o artista andava produzindo e ficaram chocados com a sonoridade pesada do álbum. O projeto rendeu apenas um EP de 4 faixas lançado em 1971 — que hoje é disputado por peso de ouro entre colecionadores no mundo todo — e foi engavetado. Leno foi informado de que as fitas masters seriam apagadas e acreditou que aquelas gravações estivessem perdidas para sempre. Foi apenas em meados da década de 1990 que os tapes originais foram encontrados pelo pesquisador e produtor Marcelo Froés. Desde então, Vida e Obra de Johnny McCartney ganhou duas edições em CD (uma delas lançadas nos Estados Unidos pelo selo Lion Records) e foi reconhecido como um divisor de águas no rock brasileiro por antecipar, técnica e musicalmente,  a sonoridade do gênero na década de 1970.

Pela primeira vez, esse trabalho lendário está ganhando uma edição em LP. Remixado a partir dos tapes originais e masterizado especialmente para o relançamento, o disco foi prensado em 180 gramas na Vinil Brasil. A edição conta com capa dupla (gatefold) e encarte ilustrado com 4 páginas, revelando todos os bastidores da produção. A tiragem é numerada e conta com duas versões: em vinil preto e uma edição limitada em vinil branco. O lançamento histórico é realizado pelos selos Record Collector Brasil e 180 Selo Fonográfico

Almejado pelos colecionadores de discos, Vida e Obra de Johnny McCartney levou quase 50 anos para ser lançado em LP. Cultuado, o disco renasce com status de clássico em uma edição luxuosa, digna da sua estatura. Um dos resgates históricos mais importantes da música brasileira nesse ano.



Leno – Vida e Obra de Johnny McCartney (1971/2018)

Lado A
1. Johnny McCartney (Leno/Raulzito Seixas) 2:14
2. Por Que Não? (Leno Azevedo) 3:16
3. Lady Baby (Carlos Augusto/Raulzito Seixas) 4:28
4. Sentado no Arco-Íris (Leno Azevedo/ Raulzito Seixas) 3:21
5. Pobre do Rei (Marcos Valle/Paulo Sergio Valle) 2:50
6. Sr. Imposto de Renda (Leno Azevedo/Raulzito Seixas) 1:13

Lado B
1. Peguei Uma Apollo (Arnaldo Brandão) 3:39
2. Não Há Lei Em Grillo City (Leno Azevedo) 3:07
3. Convite para Ângela (Raulzito Seixas/Leno Azevedo) 1:32
4. Deixo O Tempo Me Levar (Leno) 3:11
5. Contatos Urbanos (Ian Guest) 2:27
6. Bis (Raulzito Seixas/Leno Azevedo) 2:18
7. Johnny McCartney (Incidental) 0:31

Nenhum comentário