Maestrick lança "Espresso Della Vita: Solare"

A experiência da vida humana, pela perspectiva de uma viagem de trem, é uma jornada sem destino. Sabemos a hora e local do embarque, mas não temos qualquer controle sobre quando desceremos do trem. Pode ser breve, pode demorar. O que faremos até lá?

Maestrick, banda de São José do Rio Preto, lançou seu mais novo disco: Espresso Della Vita: Solare, um projeto ousado e apaixonante, na última quinta-feira (28). O lançamento é sucessor do aclamado álbum de estreia, Unpuzzle!, e do EP The Trick Side Of Some Songs, onde o grupo reuniu versões para clássicos dos Beatles, Jethro Tull, Pink Floyd, Queen, entre outras bandas. 

Arte por Juh Leidl
A ousada criação será composta por duas partes: os álbuns Espresso Della Vita: Solare e o Espresso Della Vita: Lunare, que se complementam e que sugerem uma observação da vida humana como se fosse uma viagem de trem, como explica o vocalista Fabio Caldeira.

"Quando partimos, começamos um novo ciclo de aprendizado, é quando conhecemos pessoas, coisas, sentimentos e paisagens. Testemunhamos o embarque de novos passageiros, assim como o desembarque de outros, às vezes amados, até que um dia é hora de nosso próprio desembarque - e a continuidade do aprendizado, fora de lá. Tudo vai se passar num período de um dia, com o primeiro álbum, "Solare", que terá 12 músicas representando as 12 horas do dia. O segundo será chamado "Lunare", que também terá 12 músicas representando 12 horas da noite".

Por ser um trabalho não convencional, arrojado, intrinsecamente complexo, parte importante dessa musicalidade nasceu através das participações especiais. Ao todo, 23 músicos participaram das gravações de instrumentos e corais que dão forma as partes sinfônicas do álbum. Em "Hijos de La Tierra" - música baseada no cultivo do amor à natureza e respeito às Américas - participarem sete músicos de quatro países da América do Norte e do Sul, entre eles, a cantora Cinthia Santibañes, do Crisalida.

Ao contrário das práticas mercantilistas, o Maestrick preza o valor simbólico e subjetivo de sua música, de forma que todos os convidados do álbum têm necessariamente alguma relação pessoal com os músicos da banda. O caso mais fiel é a participação de Dona Rose, avó de Fabio Caldeira, que canta um trecho da música "Penitência", com letra em português e repleta de elementos da música brasileira. Outra participação que merece destaque, é do produtor Adair Daufembach, responsável por todas as guitarras do disco.

A relevância cultural sempre importou mais ao Maestrick frente a mercadológica. Quando se consegue alinhar ambas, certamente tem-se a melhor configuração. Foi assim que eles conseguiram um contrato de cinco anos com a gigante Marquee/Avalon, a maior gravadora japonesa do segmento e uma das maiores da mundo. E não foi só isso, o Espresso Della Vita: Solare alcançou a nota 86/100, na revista BURRN. 

Dois shows oficiais de lançamento, um elétrico e outro acústico, também serão divulgados em breve como parte da agenda de lançamentos. Em outubro, o grupo embarca para dois shows na Rússia e mais outras 10 apresentações em diferentes países da Europa. 

A banda, formada em 2006, hoje conta com Fabio Caldeira (vocal e piano), Renato "Montanha" Somera (baixo e vocal), Heitor Matos (bateria e percussão) e Neemias Teixeira (teclados). 


Nenhum comentário