Breaking News

RESENHA: Variantes - Pra Variar


Nesta Sexta-feira (25), a banda Variantes lançou o quarto disco da banda, intitulado Pra Variar, adicionando um tecladista que ampliou a diversidade sonora do grupo, algo já notável em Mentiras de Estimação, faixa que tem uma pegada da música Sgt Pepper's em seu começo,destaca também o baixo, mas que com certeza encheria de orgulho os Rolling Stones (trechinho retirado do Press Release oficial).

Com certeza faixa como Presença Plena entra no quesito de "ampliar as diversidades sonoras". A primeira música citada começa como um country e também traz riffs característicos dos blues e de discos do Cream/Derek & The Dominoes. Já Malícia começa em um solo que me lembra "Roda-Gigante", da também sulista Cachorro Grande e fica mais perfeita, no jeito de cantar que transmite toda a personalidade de Faccio, vocalista da banda, numa faixa que também mostra a identidade de Andre, responsável por inserir batidas que com certeza não deixam os pés dos ouvintes parados, enquanto ouvem a música em sua casa, rua ou ônibus (só não vá ficar batendo o pé, enquanto ouve o CD no carro, por favor).


Trazendo um tom mais psicodélico, Consciência é uma colocado estrategicamente ali após diversos solos e riffs nas faixas anteriores e, apesar de trazer um belíssimo solo no meio da faixa, todo o ritmo que mescla a voz e o instrumental dela, é responsável por trazer ao ouvinte um momento de "relax", algo que acontece também no solo do teclado, mostrando que o novo integrante é peça fundamental da obra.


Saindo da calmaria e indo para um ritmo mais rápido ainda do que nas primeiras faixas do CD, Medo ou Coragem e Como num Sonho Bom trazem uma velocidade alucinante (tanto no instrumental, quanto no vocal) algo que permanece na dançante Venha Comigo Embora.



Nesse novo trabalho, o grupo não traz hits fáceis, mas conquista o ouvinte logo na primeira audição graças a uma musicalidade sólida. O entrosamento da banda é digno os seus 13 anos de existência. As composições são consistentes, os timbres bonitos, as letras inteligentes e a desenvoltura nas gravações revelam um quinteto adulto, criativo, cobrindo todos os espaços com bom gosto e sem excessos. Pra Variar é uma obra tão bem executada e um disco tão redondo que não deixa dúvidas quanto ao fato dos Variantes se dedicarem à música não só como instrumentistas, mas como apreciadores profissionais dos melhores sons.

Mais que um álbum irretocável, Pra Variar é o ponto alto na obra dos Variantes. Faz o ouvinte restaurar a fé na música. Mostra que circuito alternativo, longe da grande mídia e dos grandes centros, sempre pode surpreender com discos inacreditáveis. Sorte de quem não conhece a banda e ainda pode se deleitar descobrindo a discografia de um dos grupos mais importantes de Santa Catarina. E não se surpreenda se Pra Variar figurar nas listas dos melhores álbuns de 2018. Os Variantes são ‘apenas’ uma das melhores bandas de rock do Brasil.

Esses dois últimos parágrafos foram retirados do press release oficial, enviando pelo Garras (Selo 180) e concordo com cada palavra dele. Apesar de não ter sido escrito por mim.

O disco traz 11 músicas inéditas e vocês podem ouvir nos serviços de streaming ou abaixo: