Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Ozzy Osbourne se apresentou em São Paulo, pela turnê de despedida; Assista aqui!!
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Praticamente um ano e meio após a última turnê do Black Sabbath por aqui, Ozzy Osbourne apresentou o primeiro show da " No More Tour...
Ozzy Osbourne

Praticamente um ano e meio após a última turnê do Black Sabbath por aqui, Ozzy Osbourne apresentou o primeiro show da "No More Tours 2", que realmente parece ser 'no more' (ao menos em nível mundial), no Allianz Parque, em São Paulo.


Ozzy Osbourne

Sem banda de abertura, diferente do que aconteceu em países vizinhos ou outros continentes, o show previsto para as 21h30 começou pontualmente, com uma introdução que mostrava fotos desde o pequeno John, até o atual Ozzy, tendo de fundo faixas do Black Sabbath e sua carreira solo.

Ozzy Osbourne

Longe de economizar com hits, o show é iniciado numa sequência de Bark at the Moon, Mr. Crowley e I Don't Know. Também dando espaço para faixas do Black Sabbath, Fairies Wear Boots foi a primeira delas a ser tocada para um Allianz Parque lotado.

Ozzy Osbourne

Em Suicide Solution, veio a primeira fala de Ozzy: "Como vocês estão? Estão se divertindo? Tomem todas por mim...". Além da fala, ele também agitava o público, dizendo não estar ouvindo, algo que se repetia e repetia até o grito do público ser o mais alto possível.  Logo após Suicide, mais um hit foi tocado: No More Tears.

Ozzy Osbourne

Trazendo uma ~considerada surpresa~ War Pigs foi executada numa versão incrível de Zakk Wylde, que transformou a música de quase 8min em uma versão de aproximadamente 12min . Toda a performance de Ozzy na faixa foi o suficiente para ele ter um período de descanso e os holofotes serem virados para Wylde (no medley Miracle Man/Crazy Babies/Desire/Perry Mason e Tommy Clufetos com seus solos de bateria característicos das turnês anteriores do Sabbath. 

Abaixo, trecho do Chile, para terem um pouco da noção de como foi. Eu gravei alguns vídeos como War Pigs, Mama I'm Coming Home e Crazy Train, porém ontem foi notado que o som do estilo Black Sabbath não se encaixa nos padrões acústicos do Allianz, pois depois de 15 shows que presenciei e fiz diversos vídeos-acompanhamentos das resenhas, pela primeira vez as faixas ficaram com batidas excessivas, tanto nas filmagens do celular, quanto no próprio local, conforme relatos das pistas comum e premium.




Ozzy Osbourne

Após esse momento de destaque para uns e descanso para outros, Ozzy volta ao palco para cantar faixas como I Don't Want to Change the World, além dos superhits Crazy Train e Mama I'm Coming Home.

Se durante todo o período de venda os ingressos estavam nas "Quintas 2 x 1", "Peixe Urbano" e outros sites de promoções, no final vimos que elas surtiram efeito: Pistas comum e Premium lotadas, assim como as arquibancadas inferiores e superiores levaram um ótimo público, ainda sem números oficiais, para o primeiro show da fase brasileira.

Ozzy Osbourne

Cada um dos presentes viram um show curto, assim como também era pelo Black Sabbath, mas viram um Ozzy dedicado, com voz atendendo aos tons originais das músicas, acompanhantes de banda impecáveis e com certeza sairam satisfeito do Allianz Parque neste Domingo.



Assim como no show do Black Sabbath, Paranoid encerrou o show, que teve o seguinte setlist:
  1. “Bark at the Moon”
  2. “Mr. Crowley”
  3. “I Don't Know”
  4. “Fairies Wear Boots”
  5. “Suicide Solution”
  6. “No More Tears”
  7. “Road to Nowhere”
  8. “War Pigs”
  9. “Miracle Man” / “Crazy Babies” / “Desire” / “Perry Mason” (solo de Zakk Wylde)
  10. Solo de bateria de Tommy Clufetos
  11. “Flying High Again”
  12. “Shot in the Dark”
  13. “I Don't Want to Change the World”
  14. “Crazy Train”
  15. “Mama, I'm Coming Home”
  16. “Paranoid”

Postar um comentário

 
Top