Rage faz passagem memorável por São Paulo

No último domingo (4), as bandas Delta e Rage se apresentaram no Vic Club, em São Paulo. 
O ambiente do Vic Club era completamente antagônico com o que se passava a poucas quadras dali, com vários blocos de carnaval na rua. Mesmo assim, isso não pareceu incomodar nenhum pouco os fãs que se aglomeravam na porta da casa para fugir da chuva que começava a cair enquanto as portas não se abriam. Por volta das 18h40, o público começou a encher a casa, e estavam animados com a noite. 

A primeira atração da noite foi Delta, uma banda chilena, com 15 anos de estrada e formada por Nicolas Quinteros (Teclados), Benjamín Lechuga (Guitarrista), Marcos Sánchez (Baixista), Andrés Rojas (Baterista), que para esta turnê, estão acompanhados da cantora Simone Weber. Para eternizar a participação da Simone, os membros decidiram lançar um EP, Fake Freedom, que contém reedições de músicas antigas e uma música nova. 

Durante a apresentação da banda, ocorreram alguns problemas técnicos na casa, que foram contornados com classe apesar do desconforto em alguns momentos. Com uma apresentação curta, porém satisfatória para quem não conhecia a banda, esta tocou apenas quatro músicas: Crashbreaker, Desire Within, AloneWho I Am.



Já a atração mais esperada da noite, Rage, começou no horário, às 20h, conforme divulgado. A banda foi formada em 1986, em Herne, na Alemanha, pelo baixista e vocalista Peter “Peavy” Wagner e de lá pra cá foram lançados 22 álbuns. O show divulga a turnê do álbum “Seasons Of The Black”, lançado ano passado. A formação atual traz além de Peter “Peavy” Wagner (baixo e vocal), o guitarrista venezuelano Marcos Rodríguez e o baterista alemão/grego Vassilios “Lucky” Maniatopoulos. Essa formação gravou os três últimos álbuns da banda, os elogiados, “My Way” (2016, EP), “The Devil Strikes Again” (2016) e “Seasons Of The Black” (2017). 

O setlist não trouxe muitas diferenças dos outros shows da turnê, mas sim alguns cortes; 3 músicas foram cortadas da apresentação da banda, mas isso não foi problema nenhum para os fãs que cantaram todas as músicas em coro, bateram palmas e vibraram com a presença do trio antes mesmo deles subirem no palco e que, com certeza, saíram realizados do show.

O show começou com Justify, recebida com muita alegria pelo público, que acompanhava os solos de guitarra com gritos. Peavy em vários momentos do show disso o quão grato e feliz estava por voltar ao Brasil e estava extasiado com o público animado. 

Os pontos altos da noite ficaram por conta das músicas Season of the Black (música de abertura do disco lançado no último ano), Nevermore (do álbum Missing Link, lançado em 1993), e a sequência Deep in the Blackest Hole e End of All Days (do homônimo lançado em 1996). Já para o bis, eles voltaram com o medley com Higher Than The Sky, Heaven and Hell e Holy Diver, que você pode conferir abaixo como foi a participação do público.




O setlist completo:
Justify
Sent by the Devil
From the Cradle to the Grave
Season of the Black
Nevermore
Deep in the Blackest Hole
End of All Days
The Price of War
Blackened Karma
Don't Fear The Winter
Higher Than the Sky / Heaven and Hell / Holy Diver / Higher Than the Sky

A banda ainda se apresenta em Bogotá, Monterrey e no México, para finalizar a parte sul-americana da turnê antes de partir para Singapura. 

Nenhum comentário