Millena Kreutzfeld Millena Kreutzfeld Author
Title: Basement se apresentou na Clash Club no último sábado; veja como foi
Author: Millena Kreutzfeld
Rating 5 of 5 Des:
No último sábado, os cinco rapazes ingleses passaram por São Paulo, para o penúltimo show da turnê na América do Sul.  A banda formada por...
No último sábado, os cinco rapazes ingleses passaram por São Paulo, para o penúltimo show da turnê na América do Sul. 

A banda formada por Andrew Fisher (vocalista), Alex Henery (guitarrista/backing vocal), Ronan Crix (guitarrista), Duncan Stewart (baixista) e James Fisher (baterista), nos trouxe muita energia e um ótimo show. Com três discos na carreira, a banda soube trazer um pouco de cada, alegrando os fãs.


BRVNKS por Licciardi Fotografia
A Clash Club abriu as portas para os fãs as 18h, que corriam agitados para a grade ou para garantir o merchan da bandas que estariam tocando na noite. As 19h, a banda goiana BRVNKS, comandada por Bruna Guimarães, apresentou um show sincero, tímido e com erros mínimos, como se os 4 estivessem ensaiando entre eles. Algumas músicas do EP Lanches foram executadas, como Freedom Is Just A Name For What I Want You To Be. Seguindo para o final da apresentação, Tristinha, música presente no novo disco que tem data prevista para daqui dois meses, foi mostrada ao público.


Kill Moves por Licciardi Fotografia
A seguir, por volta das 20h, foi a vez dos mineiros do Kill Moves se apresentarem. Apesar dos problemas técnicos, a banda deu o melhor de si e conduziu um show animado. Tocaram músicas do Ep No Rewind - Pluck, Rewind, Sleeping Tied - e do novo EP - Unnamed 1Unnamed 2 e Godspeed -, que se chamará Transition e em breve estará disponível para todos ouvirem.
A banda também anunciou que esse show foi o último para os integrantes Fabrício e Clayton, baterista e guitarrista, respectivamente. Mesmo assim, a gratidão dos integrantes de terem a oportunidade de abrirem para o show do Basement, foi superior.

As bandas escolhidas não poderiam ser melhores, considerando estilo, influências - parecidas com a dos ingleses - e técnica, garantiram um noite excelente para todos. 
Durante a troca de palco para o Basement tocar, a Powerline anunciou show da banda Tigers Jaw, para dia 05 de Novembro em São Paulo. Logo serão anunciadas da turnê pela América Latina.

Pouco antes das 21h, os ingleses subiram ao palco e a plateia foi a loucura. Whole foi responsável por iniciar o show, deixando todos extasiados, inclusive a banda, ao perceber que todos estavam cantando.  Trazendo músicas do novo álbum - Promise Everything - Aquasun, um dos singles do disco, foi quase emendada a música anterior.
Basement por Licciardi Fotografia
A banda passou pelos discos I Wish I Could Stay Here e Colourmeinkidness, executando as músicas Canada Square, Crickets Throw Their VoiceEarl GreySpoiled, Breathe e Bad Apple. Não houve uma música que não fosse bem recepcionada pelo público que lotou a casa e fez mais um show sold out da turnê deles. 
Um dos pontos altos do show, além dos frequentes stage diving, foi quando Andrew recebeu seu presente de aniversário, além das várias bexigas espalhadas entre os fãs. 

Andrew Fisher (Basement) por Licciardi Fotografia
Alex Henery durante o show, várias vezes agradecia a animação de todos e dizia que estavam certos quando os avisaram que eles não estariam prontos para o público paulista. Com um show curto porém satisfatório, a banda voltou para o bis e encerrou a noite com sorrisos para todos os lados.

Quem resolveu ficar e esperar após a casa ser esvaziada, teve oportunidade de falar com alguns integrantes da banda, que adoraram a passagem por aqui e que já têm fãs pedindo que eles voltem logo, mesmo que eles ainda estejam por aqui fazendo algumas visitas, como ao escritório da Hearts Bleed Blue, que lançaram os últimos dois discos da banda. Os rapazes devem continuar a turnê do novo disco somente em setembro, aproveitando para descansar nesse meio tempo.

Postar um comentário

 
Top