Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: A ligação entre o Hip-Hop, New Wave e Punk Rock
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Se tem algo bom sobre música no Netflix, são as séries musicais dentro dele. The Get Down e Hip-Hop Evolution. Após acabar de assistir...

Se tem algo bom sobre música no Netflix, são as séries musicais dentro dele. The Get Down e Hip-Hop Evolution.

Após acabar de assistir The Get Down, que já gostou e achei a primeira temporada, me deparei com Hip-Hop Evolution, que também está no Netflix e tem muitas histórias que intercalam de uma série com a outra, já que o assunto é o mesmo.

Apesar de hoje vermos muito preconceito ou, até mesmo não afinidade, de rockeiros mais "fechados" com Pop, Rap e Hip-Hop, no fim dos anos 70, a união entre o punk Rock, New Wave e Hip-Hop foi essencial para o crescimento do Hip-Hop e para mostrar que ele não poderia, como deveria ser levado a sério como uma cultura e ter a popularidade que tem atualmente, de modo global.

Blondie
Como esquecer de quando nomes como Thomas Dolby, Tom Tom Club, The Clash, Blondie, The Thompson Twins, The Police, Depeche Mode, Human League, Tears for Fears e David Bowie eram citados regularmente dentro do círculo, ou melhor, nos capuzes do Hip-Hop

Embora não tem tanta semelhança visual, vocês ficariam surpresos com a semelhança de história e estilo de vida entre o punk rock e hip-hop, tudo isso somente com uma pesquisa um pouco aprofundada. Para começar, ambos encontraram sua base na década de 1970 em Nova York, uma cidade em um centro de recreação do Bronx (Hip-Hop) e outra na cidade de East Village (Punk Rock). Em segundo lugar, ambos foram originalmente centrados em uma ética de trabalho "faça você mesmo", que se tornou a fonte de uma enorme quantidade de criatividade e inspiração.


Tudo isso começou quando Afrika Bambaataa e Grandmaster Flash estavam começando a gravar discos e serem convidados a tocar em alguns pontos centrais como o Mudclub ou o Roxy que era frequentado por fãs do punk / new wave. O paralelo entre o Hardcore Hip-Hop do Bronx e as crianças Punk Rock se tornou algo obvio, com ambos reagindo organicamente a uma indústria de música viciada. Os negros e os porto-riquenhos no Bronx abraçaram a música clássica de James Brown Soul e o Funk de Sly and the Family Stone e desenvolveram Hip Hop, enquanto os brancos de Lower Eastside entraram no punk importado do Reino Unido e a New Wave.



No começo, eles andaram de mãos dadas. É por isso que os punkers foram os primeiros a deixar Hip-Hop entrar em festas maiores, também por isso que dançavam juntos, tentavam aprender as danças e ambos tinham sua característica "selvagem".  Também é por isso que os Beastie Boys foram capazes de fazer uma transição suave do hardcore punk para o trio hip-hop, ou que o Fab Five Freddy tem seus nomes em canções da Blondie, que também fez uma música sobre eles e ela fez sucesso na época. por isso também que Chuck D colaborou com Sonic Youth. Eles tinham um respeito mútuo.

Afrika Bambaataa
Pessoas como Bambaataa, Fab 5 Freddy, Debbie Harry de Blondie e Malcolm McClaren, ícone do New Wave, acabariam sendo figuras-chave no primeiro intercâmbio cultural cruzado do Hip Hop. Os B-Boys do Bronx receberiam shows agradáveis ​​nos pontos Punk / New Wave enquanto a multidão punk literalmente receberia passagem segura para o Bronx. Sendo uma tentativa deliberada sobre as partes de pessoas que tinham respeito mútuo e visão para construir um respeito com o outro.



A história mostra que outros, como o grupo de punk rock conhecido como Beastie Boys, começariam a adotar o rap e a lançar músicas como Cookie Puss e passariam a ser o primeiro ato branco significativo do Hip Hop.

Cold Crush Brothers, no clipe de Punk Rock Rap (1982)
Grupos pioneiros como o Cold Crush Brothers lançariam músicas como Punk Rock Rap, enquanto Flash e sua equipe fizeram músicas como músicas novas como Scorpio. O próprio Bambaataa formaria um grupo chamado Time Zone e gravaria uma enorme música chamada World Destruction com o ícone punk Johnny Rotten.



Há sinais de que a música rap está a caminho de abraçar o seu parentesco original com o punk rock. Seja Tyler, fundador da OFWGKTA, chamando ela de punk, Kanye West se tornando um artista de New Wave, ou Lil Wayne infundindo suas faixas com influências punk sutis. A cultura de rap está experimentando um interesse renovado no punk,

Se você gosta de música e quer ver mais sobre Hip-Hop, assista The Get Down e Hip-Hop Evolution, ambas do Netflix. Alguns trechos (em inglês) foram retirados do Hip-Hop and Politics

Postar um comentário

 
Top