Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Cachorro Grande e Autoramas lançaram discos no Cine Joia
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Começando o show de abertura por volta das 00h, Autoramas iniciou o show com Mundo Moderno , música dançante e regada a riffs, presente ...

Começando o show de abertura por volta das 00h, Autoramas iniciou o show com Mundo Moderno, música dançante e regada a riffs, presente no disco que leva o nome da banda.

Lançando O Futuro dos Autoramas, disco lançado esse ano em CD, LP e K7, com uma ótima produção da HBB Records, o show contou com duas músicas do disco, sendo elas a dançante Quando A Polícia Chegar, além da rocker O que que Você Quer.



Som MUITO ALTO para uma casa MUITO PEQUENA, assim pode ser definida a qualidade acústica da abertura, que mesmo com a qualidade vocal da banda nos estúdios, isso não era mostrado no show, justamente pelo volume estrondoso que impedia de ficar próximo do palco ou prestar atenção como normalmente aprecio as bandas que ainda não conheço.

Mesmo com esse fato da qualidade acústica da casa, grande parte do público também estava ali para ver os Autoramas e acompanhavam as letras, dançavam no show, interagiam com a banda e vice-versa, num evento que teve a ótima ideia de juntar o lançamento de dois discos numa noite só:

O setlist do Autoramas foi o seguinte: 




Atração principal da noite, Cachorro Grande apresentava um novo traje, feito pelo estilista João Pimenta (que trabalha com a banda há anos) e inspirado em trajes militares. O show começou com Tarântula, música que abre Electromod, disco mais recente da banda, lançado no último dia 29. 


Regada de batidas eletrônicas, dai vem o nome que também é uma inspiração no Muddy Brothers (com Electric Mud), de um modo geral, principalmente na faixa inicial e em Limpol no Astral (ambas cantadas por Beto Bruno), as músicas se saíram melhores na versão, levando em consideração que a Cachorro Grande tem o melhor show que já vi de bandas brasileiras.



Um show antes, o vocalista do Autoramas lembrava de quando conheceu o vocalista da Cachorro e contou sobre uma foto dele com a camisa do PT e alguns anos depois, o resultado é uma música que conta  com uma batida dançante mesmo para quem não conhece e uma letra a desejar, onde mesmo trocando trecho da letra ao vivo, não muda nada. 




Electromod rendia danças e cantoria dos fãs que estavam assistindo entre o centro/direita do palco, mas uma cara fechada do resto do público, que já conhecia ou estava conhecendo as músicas novas. Dentro do disco ainda teve Subir É Fácil, Difícil É Descer, cantada pelo baixista Rodolfo.




Executando músicas de outros discos, todos foram a loucura com o hit Hey Amigo, seguindo com Conflitos Existenciais e a quase nunca tocada Desentoa, que esteve presente no show de 10 anos do Pista Livre.



Mostrando o último trabalho com o produtor Edu K, Como Era Bom e Nuvens de Fumaça foram tocadas, além de músicas que contavam com coro perfeitos por parte do público, Dia Perfeito (cantada pelo guitarrista Gross) e o hit Sinceramente.






No fim, a banda voltou ao palco, mas para sentar nele por uns minutos, chegar na frente e agradecer a presença do público, cumprimentando os fãs que estavam mais próximos, dando palhetas e Beto, sempre com sua garrafa de vinho, agradecendo mais uma vez quem encheu o Cine Joia na última Sexta-feira.


O setlist completo foi o seguinte (acrescentando "Você Não Sabe O Que Perdeu"):


Postar um comentário

 
Top