Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Repleto de surpresas e participações, Vespas Mandarinas se apresentaram em São Paulo
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Foto: Millena Kreutzfeld / GDLTudoSobreMúsica Neste Sábado (19) a banda Vespas Mandarinas (leia entrevista aqui ) se apresentou na Ocu...
Foto: Millena Kreutzfeld / GDLTudoSobreMúsica
Neste Sábado (19) a banda Vespas Mandarinas (leia entrevista aqui) se apresentou na Ocupação SESC Pq. Dom Pedro II, em show repleto de homenagens as mulheres e participações especiais.

Foto: Elio Sant'Anna/ GDLTudoSobreMúsica
Chegando no local por volta das 17h, tinha instalado no local mini quadras de basquete, golzinhos de futebol, tênis, área de lazer (com cadeiras de descanso, livros para leitura, mini jogos, etc), um jogo de xadrez em "tamanho família" e outras coisas mostram que o público podia ir lá não somente para o show, mas sim para interação entre pessoas que vieram de longe para ver o show, ou até mesmo moradores locais.

Já para um bom público, a banda começou o show por volta das 18h e já mostrava que iria ter o público nas palmas das suas mãos, quando após alguns segundos de show, a galera já acompanhava o coro de Lambe Lambe, música que foi tocada pela primeira vez e não estava ainda disponibilizada na internet.


Do Animal Nacional, músicas como A Prova (conheça a história dela aqui), Cobra de Vidro, Santa Sampa, O Inimigo, Distraídos Venceremos, Um Homem Sem Qualidades, além da nova Questão de Ordem estiveram presentes no show. Primeiro hit da banda que tocou nas rádios e fez eu conhecer eles, Chuck disse "não olho mais para o passado, somente o futuro e 'Não Sei O Que Fazer Comigo'", fazendo referência a música mais conhecida da banda e que, se dependesse do público presente, que acompanhava a letra de ponta a ponta, a banda nem iria precisar cantar, mas somente fazer o instrumental.

Foto: Elio Sant'Anna/GDLTudoSobreMúsica
Tendo diversas participações surpresa, ou avisadas sem antecedência, Naná Rizini (bateria), Carol Navarro (Supercombo - Baixo) e Taciana Barros foram as primeiras a subir no palco, para interpretar, junto com a banda, a música Telefone, da Gang 90.


Em noite que algumas mulheres da grade ganharam rosas de Chuck e Dea, Lucinha Turnbull, primeira guitarrista do Brasil e ex-integrante da Tutti Frutti, se juntou ao palco com as Vespas Mandarinas para fazer uma versão sensacional de Mamãe Natureza, que tem letra dela, Rita Lee e tirava sorriso de Chuck, principalmente, diversas vezes. Nada inesperado depois de dividir o palco com alguém tão importante e talentosa na música brasileira.


Parceiros de muitos shows e músicas, a Vivendo do Ócio (leia entrevista com eles aqui) esteve neste show por duas vezes, a primeira delas foi com Metamorfose Ambulante (Raul Seixas) e, com três integrantes da banda e quase toda a Vespas Mandarinas tocando bateria, um improviso de Carranca (presente no recém disco da Vivendo do Ócio e com letra feita pelo Thadeu e Adalberto Rabelo), as duas músicas podem ser assistidas abaixo.



Foto: Millena Kreutzfeld/GDLTudoSobreMúsica
Pegando muitas pessoas de surpresa, a penúltima participação (mas última dessa matéria) subiu ao palco para dividir vocal e guitarras, fazendo uma versão de seus conterrâneos (apesar de ser Cearense, Lucas, da Fresno é praticamente um gaúcho) com O Papa É Pop, dos Engenheiros do Hawaii, que levou a galera a loucura e vocês podem assistir na matéria abaixo.


Postar um comentário

 
Top