Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Paul McCartney: Eu gosto de correr riscos, porque me mantém interessado
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Francisco Tapias, da rádio Chilena "Futuro", conversou ontem com Paul McCartney. A entrevista você confere traduzida abaixo ...

Francisco Tapias, da rádio Chilena "Futuro", conversou ontem com Paul McCartney. A entrevista você confere traduzida abaixo

Paul, por que teve que remarcar o show de hoje?
O que aconteceu foi que esperava que o show fosse hoje à noite, segunda-feira, mas houve um problema técnico com a nossa equipe que estava em Montevidéu e que devia ser transferida  para Santiago em um jato jumbo. Tivemos que pedir outro jato, e ele teve que fazer escala em Miami.  Tudo isso significaria ter as coisas prontas muito tarde para tocar hoje, por isso decidimos adiar . Tomamos o cuidado de avisar a tempo para os fãs não se sentirem tão decepcionados. Ainda assim farei meus shows. Eu mudei meu itinerário para ficar um dia extra aqui e fazer o show na quarta-feira .


Em sua visita ao Uruguai você foi entrevistado por Luis Suarez, o Liverpool vai ganhar o campeonato . Nós sabemos que você é um fã de Everton e  Liverpool ...
Certo. Minha família é evertoniana , meu pai nasceu no distrito de Everton. Vários anos atrás eu conheci os jogadores e ex-treinador do Liverpool, Kenny Dalglish , que ia muito para nossos shows, é um grande fã dos Wings. Eu sempre pensei que eu lhe devo lealdade a ele, de modo que apoio Liverpool e Everton . Enquanto a maioria das pessoas apoiam uma equipe, eu prefiro incentivar meus dois times da cidade natal. Liverpool está indo muito bem agora, e eu acho que o Everton também.


Nossa presidente, Michelle Bachelet, é um fã dos Beatles, e uma de suas músicas favoritas é "Michelle". Quer incluir essa música nos sets do Chile ?
Não, "Michelle" não temos no setlist, nós podemos ter que incluí-la.


Eu acho que seria uma boa idéia ...
Você acha?


Sim, a canção foi usada em alguns de seus eventos de campanha ...
OK , obrigado pela dica .


Nos últimos anos, você trabalhou com produtores como Nigel Godrich e Mark Ronson. Como tem a experiência de trabalhar com uma nova geração de músicos e produtores?
É ótimo. Um produtor é um produtor, não importa quão jovem ou velho, desde que bom. Nos dias de hoje , aqueles que estão agora a fazer um trabalho muito bom tendem a ser mais jovens como Mark Ronson, Paul Epworth , Ethan Johns e Giles Martin. Todos fazem um trabalho muito bom. Foi ótimo trabalhar com eles, tudo era muito enérgico no estudo tiveram boas ideias e era fácil de trabalhar. A energia fluiu de ambos os lados. Eles me dão energia e eles se divertiram no estúdio e saiu "NEW".


Eu sei que você está muito envolvido com a nova geração de músicos do mundo. O que você acha do nível de jovens que se formam a partir LIPA (Instituto Liverpool for Performing Arts ), onde cursou?
É ótimo, eu adoro a escola lá. Como você deve saber, foi a escola que eu fui quando eu tinha 11 anos, estávamos lá com George Harrison. Foi uma boa escola, nesse momento, era uma educação muito boa. Como os nossos pais não tinham muito dinheiro, e sendo uma escola estadual, você tinha que pagar e você tinha uma boa educação de qualquer maneira. Quando eles queriam fechar, eu comecei esta campanha com um amigo, Mark (Featherstone -Witty ), o atual diretor, e disse-nos que tínhamos de preservá-la, porque tem um monte de história, um edifício construído em 1825. Algo que Liverpool não podia perder. Agora é uma grande escola de arte, com as pessoas que vêm de todo o mundo. Os jovens que estão saindo de lá são ótimos e tomar grandes desafios. Me sinto muito feliz, parece estão fazendo um bom trabalho lá.

Tenho a impressão de que, desde o álbum "Flaming Pie" suas letras falam mais  sobre suas experiências pessoais, e até mesmo em seus shows, como no Uruguai deixou alguns fãs no palco. Você sente que é uma evolução natural no seu desenvolvimento como um músico, ou porque você se sente mais vulnerável ao longo dos anos, se você sabe o que quero dizer ... ?

Não, na verdade eu toco de acordo com o que parece certo no momento. O é montado com as músicas de que gostamos, no momento, assim queremos que seja, e que passe tudo que acontece nos shows, as pessoas no palco, depende de como está o ânimo do público. Por exemplo, outro dia um fã durante a noite toda "One After 909" , até que prestei atenção e disse: "Uau! Eu sei o que você está falando, mas, aparentemente, ninguém mais sabe."  E foi de  tanto que gritar o título dessa canção do álbum "Let It Be ", que acabei tocando. Então eu digo para você, nós fazemos o que fazemos no palco e sabemos o que é, no fim é o que as pessoas querem ouvir.


Como você acha que a sua vida saudável e ser um vegetariano tem ajudado você em sua vida? Levando isso em 71 anos em turnê pelo mundo, em grande forma, quando muitos músicos estão se aposentando ou simplesmente entrar em colapso com menos idade?
Ajudou bastante, mas não acho que é a única razão. Para mim, a principal coisa sobre tudo isso é que eu tenho uma grande compaixão pelos animais. A maneira que eu vejo é que todos tem o direito de estar neste planeta no meio do universo, animais e seres humanos. E eu acho que ambos os seres humanos e os animais querem viver. Eu parei de comer carne há 30 anos e me fez sentir muito bem moralmente. E eu também gosto deste estilo de vida, especialmente agora que os preços da carne e do leite em os EUA têm aumentado muito. Então, aparentemente, ser vegetariano é uma maneira mais sensata de comer, pois pode ajudar a cuidar do seu bolso.E esse estilo de vida saudável de fato  é o que faz eu me sentir bem hoje trouxe para Santiago, porque  vamos "quebrar" nesses dois shows


Esse é o espírito que todos nós sabemos Paul McCartney! Paul me diga, há mais alguma coisa na música para fazer com você?
Sim, muitas coisas. Agora por exemplo, estou envolvido em um novo projeto, porque de vez em quando você se depara com pessoas que te dizem "Eu gosto de trabalhar com você ", e agora estou trabalhando com um casal de personagens muito interessantes e os seus resultados virão uma vez que tudo acabado e eu não posso adiantar mais por agora. Em qualquer caso, quando você está trabalhando, desta forma, não sei se vai funcionar ou não. Eu gosto de correr riscos, porque me mantém interessado. Como eu gosto de tocar músicas antigas e novas, gosto de experimentar, porque essa é a maneira de me manter interessado no que eu faço. Provavelmente até o final do ano, você pode ouvir sobre os projetos em que estou trabalhando no momento e assim vai saber o que quero dizer.Finalmente, quero dizer que espero não ter decepcionado por ter mudado a data do show de segunda a quarta-feira. Eu te amo e vou fazer dois shows como prometido, e espero que possamos ter uma boa festa em Santiago.

Fonte: Futuro

Postar um comentário

 
Top