Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: "Paul is Alive". Revelados os sósias que substituíram Paul McCartney
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
Muitas personalidades, o mesmo rosto . Essa semana saiu uma notícia bizarra de que a cantora  Anitta tinha morrido e sido substituída...


Muitas personalidades, o mesmo rosto.
Essa semana saiu uma notícia bizarra de que a cantora Anitta tinha morrido e sido substituída por uma sósia. Esse papo dede matar o artista e substituí-lo é velha e a versão mais famosa está, claro, nos Beatles, a banda mais popular do mundo. Todo mundo conhece a história do  Paul is Dead  não é? Aquela que dizia que o beatle Paul McCartney tinha sofrido um acidente automobilístico em 1966 e morrido, sendo substituído por um sósia. Essa teoria rende até hoje boas e engraçadas histórias que ainda povoam sites de teorias conspiratórias na internet.
Porém, o que ninguém sabe é que o próprio sósia de Paul vem sendo substituído várias vezes durante as últimas décadas , é isso que o "Qu4tro Coisas" mostra para gente, contando sobre cada um deles, e mexendo com a imaginação dos fãs (e de quem escreveu o texto), até Paul McCartney brasileiro tem na história. E ai, o que vocês acham? Deixem seus comentários. 

Número 1

Nome real: James Ballamy
Alcunha: Paul Experimental
Período em que foi Paul: 1966/1970
Traços destoantes: era destro
Jimmy é o Paul mais famoso, justamente por ser o primeiro, é ele quem aparece na capa dos discos, salvo em montagens grosseiras criadas com os parcos recursos da época, e no filme Let it Be, onde dá várias demonstrações de que não se trata do Paul verdadeiro. James ajudou a renovar a imagem dos Beatles e a construir sua segunda e mais significativa fase da banda, porém era descuidado. A gota dágua foi quando Jimmy se deixou fotografar para a capa de “Abbey Road” segurando o cigarro na mão direita, quase destruindo o plano.
A crise foi tamanha, que acabou influenciando a dissolução dos Beatles. Segundo  relatos anônimos da época, era preferível separar o grupo e manter Paul escondido a revelar toda a farsa e perdendo de uma só vez a credibilidade da banda. Um casamento com a fotógrafa americana e cúmplice do esquema Linda Eastman serviu de cortina de fumaça para a transição.

Número 2

Nome real: Albert Hasley
Alcunha: Paul de Transição
Período em que foi Paul: 1970/ 1972
Traços destoantes: Não sabia tocar nada além de maracas.
Após a dissolução dos Beatles e de ter sua farsa quase desmascarada, a solução foi se livrar do Paul antigo (que foi morar em algum lugar na Espanha) e treinar um novo Paul. Para a imprensa a solução foi exilar “Paul” em algum lugar da escócia, onde ele estaria a princípio descansando e curtindo a vida no campo. Secretamente o novo Paul estava aprendendo a tocar e estudando com Linda. Infelizmente este que é considerado um Paul de transição não ficou muito tempo representando o músico. Uma queda de cavalo abreviou sua vida. Era preciso encontrar outro Paul.

Número 3

Nome real: Walter Vandebilt
Alcunha: Paul Americano
Período em que foi Paul: 1972/1976
Traços destoantes: Era americano
A sorte finalmente sorriu para os encarregados de manter a farsa “Paul is alive” .  Após vários testes com sósias encontraram um músico americano de Nova Jersey que não só era idêntico a Paul McCartney como era também tão talentoso quanto ele. Sua única restrição para assumir o papel na operação foi manter seus vistosos mullets. Outra exigência foi de que para não chamar atenção exclusivamente para si, Paul teria que se apresentar com uma banda. Rapidamente foi agrupada a banda Wings, que daria todo o suporte para Walter, que teve que aprender o sotaque britânico em tempo recorde. Infelizmente a agenda de shows foi demais para ele, que após um colapso nervoso (potencializado pela angústia de se passar por outra pessoa) foi internado e permanece até hoje em local altamente secreto.

Número 4

Nome real: Hellen Wren
Alcunha: Paul Mulher
Período em que foi Paul: 1977/1981
Traços destoantes: Era mulher
“Uma mulher!? “ Esse foi o grito que se ouviu durante a reunião que definiu quem seria o próximo Paul McCartney na linha sucessória. A questão logo foi esquecida quando se apresentou a jovem cantora galesa Helen Wren, homossexual e extremamente parecida, não só em timbre quanto em aparência com o artista original. Logo a nova sósia foi introduzida no showbizz e há quem considere a melhor e mais discreta imitação de Paul McCartney de todos os tempos. Com a morte de John Lennon, Helen entrou em depressão, temendo ser a próxima a ser assassinada e declarou que deixaria a farsa. Acabou morrendo em circunstâncias ainda não explicadas e abrindo uma lacuna para um novo sósia tomar seu lugar no projeto.

Número 5

Nome Real: Gregory Ferry
Alcunha: Paul Peregrino
Período em que foi Paul: 1982/1986
Traços destoantes: Era gago
Seguiu-se à Paul-Mulher um dos melhores Pauls que assumiram o papel. Gregory era um talentoso cantor e com uma veia pop que, segundo dizem era comparável apenas ao original. Após um tratamento intenso para conter sua gagueira, o sósia espantou o mundo com canções memoráveis e arriscou bastante seu segredo fazendo parcerias com Michael Jackson (que era esquisito por si mesmo), David Gilmour (que só queria saber se guitarra estava afinada) e Steave Wonder (que não poderia ver a diferença). O que o diferenciava dos outros sósias era que Ferry não se importava em ser Paul e até se divertia com isso. Infelizmente acabou morto em um acidente enquanto pilotava uma moto em alta velocidade. Era hora de reunir um novo conclave.

Número 6

Nome Real: desconhecido
Alcunha: Paul Perdido
Período em que foi Paul: 1987/1990
Traços destoantes: Não tinha talento
Muitas brigas internas marcaram a escolha do novo Paul, relatos de brigas internas e conspirações acabaram na escolha de um Paul fraco, sem muito talento e com pouca semelhança com anterior. Por isso mesmo foi um Paul pouco ativo e sem brilho, mesmo seu nome é desconhecido. Fez uma série de shows em playback e por fim, acabou sendo substituído após um polêmico acidente caseiro. Foi encontrado morto em casa, eletrocutado.

Número 7

Nome real: Severino da Silva
Alcunha: Paul Sorriso
Período em que foi Paul: 1990/1998
Traço destoante: Era brasileiro
As vésperas do show no Maracanã e sem um Paul para se apresentar, a conspiração “Paul is Alive” encontrou no próprio Brasil sua solução, o cantor cover Severino, se apresentava em bares no Recife, tinha o inglês autodidata impecável e foi logo chamado para tomar para si o manto de McCartney. Aproveitando sua habilidade em apresentações ao vivo, Severino participou de um acústico MTV e uma série de álbuns ao vivo, explorando a carreira criada pelos Pauls que o antecederam. Simpático e risonho, Severino é quem aparece todo maroto nas gravações de Anthology, o brasileiro havia mesmo enganado o mundo inteiro. Infelizmente mais um tragédia se abateu, uma doença contagiosa misteriosa acabou o matando e também Linda. A explicação dada a imprensa no caso dela foi câncer de mama. Paul não podia morrer. Seguiu-se um novo conclave e a escolha de um novo Paul.

Número 8

Nome real: Ralph Line
Alcunha: Paul Contemporâneo
Período em que foi Paul: 1999/até hoje
Traço destoante: Já tinha trabalhado no México como dublê do ator Carlos Villagrán
O novo Paul escolhido era um ator, músico dedicado e estudioso da música pop/rock. Além de sua enorme semelhança com o que se esperava de um Paul sessentão, Ralph era também ator performático, o que ajudava bastante. Foi um período tranquilo e estável, com shows ao vivo, apresentações esporádicas e coletâneas. Mantendo a farsa durante tanto tempo, ficou relativamente simples manter as aparências e lançar factóides, (como a separação milionária da ex-modelo Heather Mills) sempre que apareciam repórteres ou investigadores mais atrevidos. Quanto tempo vai durar? Qual será o novo Paul? Ninguém sabe.
Fonte: Qu4tro Coisas


Postar um comentário

 
Top