Elio Sant'Anna Elio Sant'Anna Author
Title: Quer transformar clientes em fãs ? Paul McCartney pode te ajudar!
Author: Elio Sant'Anna
Rating 5 of 5 Des:
in Share ...
Paul McCartney: Três características da carreira do britânico podem ser aplicadas nos negócios (Foto: Divulgação)

A receita do sucesso varia de empreendedor para empreendedor. Mas de um fator não dá para fugir: sem clientes, nenhum negócio prospera. Normalmente, a empresa tem que suar muito para atrair clientes. E mais ainda para fazê-los comprar de novo.
Em alguns casos, as empresas fazem seu trabalho tão bem que os clientes se transformam em fãs. Basta ver o que acontece com marcas como a Apple e as fabricantes de videogame. Quando ocorre um lançamento, as pessoas fazem fila para comprar as novidades. O mesmo acontece nas vendas de ingressos para shows de grandes artistas. Não interessa se o fã já viu um show do seu ídolo – ele vai ao máximo de apresentações que puder e sempre vai pular, gritar e aproveitar do mesmo jeito.

O ex-Beatle Paul McCartney é um exemplo dessa relação de amor entre artistas e fãs. Nos últimos anos, McCartney tem visitado bastante o Brasil. Pessoas já viram os shows do britânico uma, duas, três vezes e as apresentações são sempre lotadas.

Pode até parecer estranho, mas McCartney pode inspirar o seu negócio. O site da revista Inc. fez uma lista, inspirada na música, de dicas para quem quer estreitar laços com seus clientes. No entanto, aqui no Brasil, a reportagem de PEGN percebeu que a grande maioria dos itens se associava à genial carreira do baixista. Aprenda como fidelizar seus clientes com Paul McCartney em três dicas:

1) Não seja um "empreendedor de um hit" – Paul McCartney está longe de ser um artista de um único hit. Com os Beatles, lançou 13 álbuns cheios de clássicos. Com o fim da trajetória do quarteto de Liverpool, ele investiu em outros projetos. Teve menos sucesso, é fato, mas continuou arrastando milhares de fãs.

Levando a trajetória de McCartney para o mundo do empreendedorismo, a lição que fica é que "empreendedores de um sucesso só" são esquecidos mais facilmente. Os hits de uma empresa são o que o empreendedor oferece. Por isso, o ideal é não se acomodar com o sucesso obtido em um lançamento e investir em novos produtos e serviços.
2) Seja uma "banda de um homem só" – Os Beatles são considerados, no mínimo, um dos mais importantes acontecimentos da música. Quando o mítico quarteto foi desmanchado, em 1970, era de se esperar que o futuro dos músicos não seria dos mais fáceis. Mesmo assim, todos eles investiram em carreiras solo e foram relativamente bem-sucedidos. Por uma questão de longevidade – afinal, George Harrison morreu jovem e John Lennon, mais cedo ainda –, McCartney se tornou o único ex-Beatle a fazer grandes shows após o fim da banda.

Esta característica de McCartney também é bastante útil para os empreendedores, que precisam "se garantir" a todo momento para manter a empresa lá em cima. Pequenos negócios geralmente têm poucos funcionários. Então, a saída é dar um jeito de resolver os problemas que aparecem.

3) Varie sua playlist – McCartney varia bastante as músicas que toca nos shows. É claro que a carreira do britânico, com toneladas de clássicos, permite isso. Para os empreendedores, a prática de "variar a playlist" traz uma dupla analogia: a primeira indica que quem tem uma empresa precisa variar seu catálogo de produtos e serviços.

Além disso, é importante que o empreendedor varie a forma de falar com seus clientes. Por exemplo, se uma empresa tem um público-alvo muito amplo, pode ser que, de acordo com o cliente, seja necessário adaptar o discurso.


Fonte: PEGN

Postar um comentário

 
Top